Kiss: Paul Stanley fala sobre perda auditiva na CNN

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nathália Plá, Fonte: blabbermouth.net, Tradução
Enviar Correções  

O programa da CNN Human Factor traça perfis de sobreviventes que superaram adversidades. Enfrentando um obstáculo – ferimentos, doenças ou outras dificuldades – eles fizeram uso de sua força interior e encontraram um poder de superação que não imaginavam possuir. Em junho de 2011 o guitarrista/vocalista do KISS Paul Stanley explicou no programa como ele se tornou o frontman de uma das bandas de rock mais bem sucedidas nos Estados Unidos, apesar de haver nascido surdo de seu ouvido direito.

Felipe Andreoli: "Se você quiser se arriscar a ligar para o ex-cantor do Angra..."

Motorhead: a gafe nazista de Lemmy em Nuremberg

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Diz Stanley: "Eu nasci com Microtia de nível 3, que é uma deformidade congênita da cartilagem do ouvido externo e ocorre em aproximadamente 1 de 8.000 a 10.000 nascimentos. Não há canal auditivo e caminho direto às funcionalidades internas do ouvido. Exceto por uma condução óssea, eu sou virtualmente surdo do lado direito, uma vez que não há acesso para o som entrar."

"Eu fiz um implante auditivo há uns dois anos. É um dispositivo que é usualmente dado a crianças mais novas ou a adultos que perderão a audição em virtude de alguma condição médica. Isso foi um ajuste contínuo para mim pois meu cérebro jamais processou som vindo do meu lado direito. No início, foi incrivelmente penoso e extremamente confuso. Seria como se você de repente estivesse desenvolvendo um olho atrás de sua cabeça. Assim, foi se ajustando um pouco e devo dizer, melhorou minhas atividades corriqueiras."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Felipe Andreoli: Se você quiser se arriscar a ligar para o ex-cantor do Angra...Felipe Andreoli
"Se você quiser se arriscar a ligar para o ex-cantor do Angra..."

Motorhead: a gafe nazista de Lemmy em NurembergMotorhead
A gafe nazista de Lemmy em Nuremberg


Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280