Janis Joplin: álbum relançado em edição dupla com extras

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Breno Airan, Fonte: Rock na Velha
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 25/01/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Na semana passada, exatamente no dia 19 de janeiro, a cantora estadunidense Janis Lyn Joplin faria 69 anos de idade se ainda estivesse entre nós, pobres fãs mortais.

1286 acessosWoodstock: local do festival se torna lugar histórico dos EUA5000 acessosDeath Metal: as 10 melhores (ou piores?) capas do estilo

E esse numeral, intrinsecamente, indica muita coisa. 'Meia-nove' é a alcunha de uma posição sexual bem conhecida e, em 1969, houve ainda o megafestival Woodstock, em uma fazenda com quase 2,5km², na cidade de Bethel, em Nova Iorque.

A analogia ao número só foi feita porque justamente àquela época, a liberdade sexual mostrava sua cara, seu tudo. O desejo de se fazer o que quisesse. E o que todos almejavam era a paz – os EUA estavam em guerra no Vietnã – e muito rock na lama.

Para “comemorar” esses 69 anos que a dona da voz rouca mais famosa do mundo faria, seu álbum póstumo “Pearl” será relançado no próximo dia 1º de abril, com nove faixas inéditas.

Além das canções já conhecidas, haverá neste “The Pearl Sessions” algumas versões alternativas para “Cry Baby” e “Get It While You Can”, por exemplo.

Janis morreu em outubro de 1970, por overdose de cocaína e heroína – suas cinzas foram espalhadas pelo Oceano Pacífico. O sonho de uma geração ia acabando...

Confira as faixas:

1 – “Overheard in the Studio” (diálogo)
2 – “Get it While You Can” (take 3)
3 – “Overheard in the Studio” (diálogo)
4 – “Get it While You Can” (take 5)
5 – “Overheard in the Studio” (diálogo)
6 – “Move Over” (take 6)
7 – “Move Over” (take 13)
8 – “Move Over” (take 17)
9 – “Me and Bobby McGee” (versão demo)
10 – “Me and Bobby McGee” (take 5)
11 – “Cry Baby” (versão alternativa)
12 – “A Woman Left Lonely” (vocal alternativo)
13 – “Overheard in the Studio” (diálogo)
14 – “My baby” (take alternativo)
15 – “Overheard in the Studio” (diálogo)
16 – “Get it While You Can” (take 3)
17 – “My Baby” (take alternativo)
18 – “Pearl” (instrumental)
19 – “Tell Mama” (ao vivo)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

WoodstockWoodstock
Local do festival se torna lugar histórico dos EUA

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Janis Joplin"

O Livro dos MortosO Livro dos Mortos
Dissecando a morte de sete Rockstars

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Janis Joplin muito antes da fama

Em canaEm cana
Os rockstars em suas fotos mais constrangedoras

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Janis Joplin"

Death MetalDeath Metal
As 10 melhores (ou piores?) capas do estilo

Edu FalaschiEdu Falaschi
Os dez vocalistas brasileiros preferidos dele

AngraAngra
Ouça algumas versões bizarras de músicas da banda

5000 acessosMorreu Dormindo: as últimas horas de vida de Lemmy Kilmister5000 acessosA morte das grandes bandas: vá a todo show grande que puder5000 acessosMegadeth: a canção que Dave Mustaine menos gosta5000 acessosGuns N' Roses: rara entrevista concedida por Axl à MTV em 19993795 acessosBlack Sabbath: reuniões, qual se saiu melhor?5000 acessosRed Hot Chili Peppers: veja tributo a Chris Cornell em show

Sobre Breno Airan

Acima de tudo, um forte. Ser roqueiro no Nordeste é estar cercado de olhares de soslaio. Mas ele sabe ser simpático. Começou a escutar Heavy Metal ainda na barriga da mãe. A seu pai, uma verdadeira enciclopédia do estilo, deve tudo. Aos 14 anos, pediu para uma tia R$ 12 de presente de Natal, foi a uma loja de CDs usados e catou logo o "Rust in Peace", do Megadeth - em perfeito estado, inclusive. Daí por diante, a paixão só vem aumentando. É editor do blog Rock na Velha, integrante do blog Combe do Iommi e colaborador da revista alagoana Rock Meeting. Ainda tem tempo para ser jornalista e de tocar baixo em sua banda de Hard Rock, a Azul Manteiga.

Mais matérias de Breno Airan no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online