Heavy Metal: jovens com depressão ouvem de forma negativa

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Mayara Puertas, Fonte: University Of Melbourne, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Um estudo de 2012 aponta que jovens com indícios de depressão são mais propensos a ouvir heavy metal de forma repetitiva.

5000 acessosAxl Rose: Um dos vocalistas com maior alcance5000 acessosMetal: as bandas e sub-gêneros mais odiados pelos metalheads

Dra. Katrina McFerran, pesquisadora da Universidade de Melbourne (classificada entre as melhores universidades da Austrália e do mundo, especialmente nas ciências biológicas e saúde) publicou um estudo que tem como objetivo descobrir por que alguns jovens fazem uso do heavy metal de uma forma negativa.

Através da realização de profundas entrevistas com 50 jovens de idades entre 13 e 18 anos, juntamente com uma pesquisa nacional de 1000 jovens, McFerran está procurando desenvolver um modelo de intervenção que pode ser aplicada em escolas para que se tenha um impacto positivo antes que ocorram problemas comportamentais.

"A revolução do mp3 significa que os jovens estão acessando mais músicas do que nunca, e não é incomum para alguns ouvir música durante sete ou oito horas por dia", disse ela.

"A maioria dos jovens ouve uma série de músicas de maneira positivas, para bloquear a multidão, para levantar o seu humor ou dar-lhes energia durante um exercício, mas os jovens em risco de depressão tem mais chances de estar ouvindo música, em particular o Heavy Metal, de uma forma negativa.”

"Exemplos disso são quando alguém ouve repetidamente a mesma música de determinado álbum de heavy metal e depois não ouve mais nada. Eles fazem isso para isolar-se ou escapar da realidade.”

“Se este comportamento persistir durante certo período de tempo, isso pode indicar que o jovem está sofrendo de depressão ou ansiedade, e na pior das hipóteses, isto poder sugerir tendências suicidas."

McFerran disse que os pais devem estar cientes dos hábitos musicais de seus filhos, para poderem identificar os sinais de alerta e tomar medidas mais cedo.

"Se os pais estão preocupados, eles devem fazer perguntas a seus filhos tipo: - 'Como é que a música faz você se sentir'. Se as crianças dizem que a música reflete ou espelha a maneira como eles se sentem, em seguida pergunte mais sobre o que a música está dizendo", explicou ela.

"Se escutar não os faz sentir-se bem consigo mesmo, isso deve soar como um alarme. Alternativamente, se os pais percebem uma queda no humor de seu filho depois de ouvir esta música também é uma causa para se interessar mais sobre o assunto."

Leia mais no site da Universidade de Melbourne.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias

Axl RoseAxl Rose
Um dos vocalistas com maior alcance

MetalMetal
As bandas e sub-gêneros mais odiados pelos metalheads

Marc Ferr?Marc Ferr?
A música "Wasting Love", do Iron Maiden, é um Plágio?

5000 acessosManowar: o dia em que a banda arregou pro Twisted Sister5000 acessosCuriosidade: artistas que odeiam suas próprias músicas5000 acessosIron Maiden: fatos estranhos na gravação de The Number Of The Beast5000 acessosTwisted Sister: Dee Snider chama Vince Neil de assassino5000 acessosGhost: Papa Francisco impede apresentação da banda nos EUA5000 acessosMetallica: a dífícil transição para o Black Album

Sobre Mayara Puertas

Vocalista, amante de metal extremo, editora do blog “The True Metal” e resenhista do blog “Metal Force“. Tive também participações em matérias do blog “Rafark Metal 666” e “Up Down Core”. Trabalho com arte gráfica, e utilizo Web para promover e divulgar bandas do cenário nacional, seja via twitter, Facebook ou Orkut. Twitter: @ellenaurille. Facebook: Mayara Puertas Alecrim.

Mais matérias de Mayara Puertas no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online