Paul Stanley: muso revela o que pensa ao olhar no espelho

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar Correções  

Em entrevista à edição estadunidense da revista ROLLING STONE, em 2012, para divulgação do ‘Monster’, PAUL STANLEY refletiu sobre questões muito pertinentes à vida de todos, e dentre as questões mais relevantes, traduzimos algumas para apreciação pública.

"As pessoas que não gostam de nós querem nos dizer qual é a definição do rock n’ roll, e eu te digo, eu estou vivendo-a."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre tecnologia, e porque eles gravaram o novo disco em fita analógica: "Fica claro que as pessoas se distanciaram da essência do que estamos fazendo. Na verdade, eu estava conversando com Dave Grohl na manhã de hoje quando deixamos nossos filhos na escola. Ele está fazendo um documentário sobre o estúdio Sound City, sobre a grande história dele. A música e as pessoas que ele inspirou gravavam em fita. Eles não tinham pedaleiras enormes onde você clica num botão e sai cappuccino. Aparelhagem que parece saída de ‘Jornada Nas Estrelas’ não é no que nossos heróis tocaram. Se você não consegue tirar um belo som com sua guitarra plugada em um amplificador, você precisa de uma nova guitarra ou um novo amplificador."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ele ainda soltou ao longo da conversa: "Eu olho no espelho e digo, ‘hey, olha lá o Paul Stanley – ele é tão cool! ’"

Comente: E o que você pensa ao olhar Paul Stanley?




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Como batizar a criança: os nomes de bandas mais estúpidosComo batizar a criança
Os nomes de bandas mais estúpidos

Lemmy Kilmister: Esta coisa de Black Metal me faz rir!Lemmy Kilmister
"Esta coisa de Black Metal me faz rir!"


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Goo336 Goo336 CliIL