Destruction: release do show em Porto Alegre

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rafael Bernardes, Fonte: Abstratti Produtora
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 30/12/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Mais uma lenda do thrash metal mundial fará escala em Porto Alegre: é o seminal Destruction, trio alemão com 30 anos de história no segmento da música veloz e pesada. O show ocorrerá dia 27 de janeiro de 2013, às 21h, no Beco (Av. Independência, 936), e faz parte da turnê Spiritual Genocide: 30 Years Of Total Destruction. A apresentação, bem como o giro nacional, divulga o mais recente álbum de inéditas do Destruction, Spiritual Genocide (2012), e celebra suas três décadas de existência. A abertura dessa apresentação destruidora na Capital ficará sob a responsabilidade da banda Carniça, de Novo Hamburgo.

6 acessosEm 22/09/2003: Destruction lança o álbum Metal Discharge5000 acessosIntrigas: Bandas em família que terminaram mal

Destruction é uma banda de thrash metal alemã formada em 1982 por Marcel Schmier (voz e baixo), Mike Sifringer (guitarra) e Tommy Sandmann (bateria) em uma pequena cidade chamada Weil am Rhein.

A banda conseguiu êxito no mercado fonográfico logo no início da carreira. Em apenas um ano, tinha um contrato com a gravadora SPV e o primeiro disco, Infernal Overkill, nas lojas. Naquela altura, eles eram considerados um dos maiores grupos de thrash da Europa. Seu segundo álbum consolidou essa posição - Eternal Devastation foi lançado em 1986 e rendeu uma turnê com os alemães do Kreator. Logo depois, a primeira baixa: Tommy saiu e foi substituído por Olly. Apontado como o melhor trabalho até então, Mad Butcher chegou às lojas em 1987. Após uma bem sucedida turnê pelos Estados Unidos e Europa, o grupo começou a mostrar sinais de problemas. O disco seguinte, Release From Agony, ousou ao acrescentar novas influências, o que deixou os fãs insatisfeitos. Apesar das críticas, os admiradores do grupo se acostumaram com o álbum e o consideram como um dos melhores na carreira do Destruction. O grupo ainda lançou um álbum ao vivo, Live Without Sense, gravado durante a turnê de Release From Agony.

Em 1989, Schmier decidiu sair da banda, e Mike resolveu continuar produzindo discos sob a alcunha de ´Neo-Destruction´. Para tal, foram chamados, inicialmente, o vocalista Andre Grieder (ex-Potergeist) e o baixista Christian Englefor. Posteriormente, Thomas Rosenmerkel assumiu os vocais e Michael Piranio juntou-se à banda como guitarrista. Durante o período, foram lançados três álbuns - dentre eles The Least Successful Cannonball -, os quais sequer são considerados como registros.

Por volta de 1999, Schmier achou que era uma boa hora para retornar ao Destruction e levou consigo o baterista Sven Vormann. Em 2000, saiu o tão aguardado disco com parte da formação antiga: All Hell Breaks Loose. O grupo estava oficialmente de volta ao posto de uma das melhores bandas de thrash metal com os álbuns seguintes: The Antichrist (2001) e Metal Discharge (2003).

Em 2005, os thrashers colocaram no mercado o excelente Inventor Of Evil, que foi bastante elogiado pelos fãs. O registro conta com participações de Biff Byford (Saxon), Doro Pesch, Shagrath (Dimmu Borgir), Björn ´Speed´ Strid (Soilwork), Paul Di´Anno, Messiah Marcolin (Candlemass), Mark Osegueda (Death Angel), Peter ´Peavy´ Wagner (Rage) e Peter Tägtgren (Hypocrisy, Pain). Todos os convidados aparecem na faixa ´The Alliance Of Hellhoundz´. Em 2008, foi lançado D.E.V.O.L.U.T.I.O.N, outro trabalho bastante aclamado. Em 2011, o trio liberou o álbum Day Of Reckoning e caiu na estrada pela Europa com a turnê Thrashfest Classics, ao lado de Sepultura, Exodus, Heathen e Mortal Sin.

Em 2012, o Destruction lançou Spiritual Genocide, via Nuclear Blast Records. O petardo traz um Destruction ainda capaz de escrever músicas de alta energia. A atual formação conta com Schmier (baixo e vocal), Mike Sifringer (guitarra) e Vaaver (bateria).

CARNIÇA

Foi sob as influências de Sepultura e Slayer que, em abril de 1991, surgiu o Carniça. Em 1999, a banda lançou seu primeiro CD independente, intitulado Rotten Flesh. Originalmente um quarteto, tornou-se um trio em janeiro de 2002 estabilizando permanentemente sua formação com Mauriano (baixo e vocais), Parahim (guitarra) e Marlo (bateria). Esse time de músicos inaugurou uma fase de mais agressividade sonora. Foi com ele que a banda conseguiu participar do álbum tributo à clássica banda alemã Running Wild com o cover da música ‘Mordor’. Com 12 anos de estrada, o Carniça encerrou suas atividades em 2003. Em 2008, a banda voltou novamente como um trio.

A nova fase trouxe releituras de músicas próprias e alguns covers de bandas como Slayer, além de novas composições presentes no CD Temple’s Fall... Time to Reborn, lançado em 2011. Na turnê de divulgação desse álbum, o trio visitou pela primeira vez a Argentina. O grupo também passou por Brasília, onde tocou ao lado do Ratos de Porão. A passagem pela Capital Federal serviu de inspiração para um álbum temático abordando a corrupção, assunto que é explorado em seu novo disco Nations of Few (2012). O show de lançamento desse trabalho ocorreu no dia 08 de dezembro, na cidade natal da banda, Novo Hamburgo (RS), tendo como convidado especial Claudio David - guitarrista da lendária banda mineira Overdose. O músico participa da faixa ‘Prayers Before the Death’, um dos destaques do álbum. Atualmente, o grupo concentra-se na divulgação de seu trabalho mais recente e no agendamento de shows.

Mais informações no site
http://www.myspace.com/carnicaband.

Onde:
Beco (Av. Independência, 936)

Quando:
27 de janeiro de 2013, domingo, às 21h

Cronograma
19h - abertura da casa
20h – Carniça
21h – Destruction

Ingressos:
Primeiro lote: R$ 70,00
Segundo lote: R$ 80,00
Terceiro lote: R$ 90,00

Pontos de venda:

Online
www.ticketbrasil.com.br (em até 12x no cartão)

Lojas
A Place (Centro Shopping - Rua Voluntários da Pátria, 294, loja 150)
Zeppelin (Galeria Luza - Rua Marechal Floriano, 185, loja 209)
Short Fuse (Galeria Malcom e Shopping Total)

Informações:
(51) 3026-3602
http://www.abstratti.com.br
http://www.facebook.com/abstratti
http://www.twitter.com/abstratti
http://www.youtube.com/abstratti

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 30 de dezembro de 2012

6 acessosEm 22/09/2003: Destruction lança o álbum Metal Discharge1264 acessosDestruction: capa e tracklist de "Thrash Anthems II"1708 acessosThrash: o Big 4 dos EUA Vs. o Big Teutonic 4 da Alemanha0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Destruction"

DestructionDestruction
Quem é rico não pode fazer thrash metal

Thrash MetalThrash Metal
Uma Breve Retrospectiva do Gênero

Thrash MetalThrash Metal
Álbuns injustiçados nos anos noventa.

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Destruction"

IntrigasIntrigas
Bandas em família que terminaram mal

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Slash, do Guns N' Roses, antes da fama

Guns N RosesGuns N' Roses
O "Chinese Democracy" que você nunca viu

5000 acessosRegis Tadeu: explicando por que o Slipknot é tão odiado5000 acessosHall Of Shame: as melhores músicas ruins da história do Metal5000 acessosRachel Sheherazade: cantando Iron Maiden com o Ultraje A Rigor no The Noite5000 acessosSebastian Bach: descrevendo o horror de urinar com Phil Anselmo5000 acessosMotorhead: funeral de Lemmy está disponível na íntegra no Youtube5000 acessosCorey Taylor: Uma resposta objetiva a "o rock está morto" de Gene Simmons

Sobre Rafael Bernardes

Skatista, pai de família e fã de rock! O skateboard veio primeiro, mas na ordem natural das coisas logo veio a música e hoje os dois tem papel vital na minha vida e da minha família. De muito tempo pra cá dou preferência ao mercado nacional, com ênfase ao Underground. Bandas favoritas: Viper, Korzus e Carniça.

Mais matérias de Rafael Bernardes no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online