Matérias Mais Lidas

imagemRock in Rio: Pitty alfineta a produção do festival ao revelar qual seria sua exigência

imagemQuando Derico, do Programa do Jô, descobriu que Ian Anderson tocava tudo errado

imagemRock in Rio libera ingressos extras e novamente dia do metal é único que não esgota

imagemO hit da Legião que Renato Russo compôs para Cássia Eller e traz coincidência trágica

imagemNova Fã que descobriu Metallica por Stranger Things quer cancelar banda e reúne provas

imagemJoão Gordo se reencontra com o amigo Iggor Cavalera; "Agora falta zerar com o vovô"

imagemKing Diamond fala sobre retorno do Mercyful Fate; "Isso não é uma reunião"

imagemJimmy Page conta como convenceu Robert Plant a formar o Led Zeppelin

imagemO clássico dos Paralamas do Sucesso que Lobão acusou de plágio

imagemIron Maiden e o Rock in Rio: em detalhes, o que exatamente a banda pediu para o evento

imagemPaul Di'Anno recebe ajuda de Derek Riggs para angariar fundos

imagemA opinião de Marcelo Barbosa sobre cancelamento de Metallica e Pantera por racismo

imagemRob Halford compartilha a foto mais metal da semana; "O Rei e Eu"

imagemO hit de Nando Reis inspirado em clássico do Led Zeppelin e na relação com sua mãe

imagemBruce Dickinson revela qual é sua música preferida do Iron Maiden


Stamp

70 de novo: conheça o projeto em uma matéria da TV Record

Por Giuliano Augusto Trondoli Cunha
Fonte: Site da emissora
Em 24/02/13

O projeto Setenta de Novo traz uma banda formada por nomes que fizeram parte da cena roqueira dos anos 70. Zé Brasil e Silvia Helena (Apokalypsis), César das Mercês (O Terço), Gerson Conrad (Secos & Molhados) e Pedrão Baldanza (Som Nosso de Cada Dia) tocam músicas de suas respectivas bandas e recriam a atmosfera da época. Canções como "Rosa de Hiroshima" (Vinicius de Moraes / Gerson Conrad), "Cabelos Dourados" (Arnaldo Baptista / Zé Brasil), "Hey Amigo" (Cezar de Mercês), "Pra Swingar" (Pedrinho Batera/Pedro Baldanza) farão parte do repertório. Com Julio Manaf (guitarra), Xandy Barreto (bateria), Fernando Cardoso (teclado) e Geraldo Vieira (baixo).

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Nessa semana eles foram convidados no Jornal da Record para mostrar o trabalho para o público, o vídeo da entrevista pode ser visto no link abaixo:

http://noticias.r7.com/jornal-da-record-news/videos/?idmedia=51280be292bbf216368d8bb7

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Dream Theater 2022


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Age of Artemis: Lançada versão de "Sangue Latino", do Secos e Molhados

Ney Matogrosso conta, em detalhes, como deixou o Secos & Molhados no auge da fama

Ney Matogrosso: os "metaleiros babacas" que jogaram ovos nele no 1º Rock in Rio

Kiss x Secos & Molhados: o fim da polêmica

Kiss: deveriam assumir que copiaram o Secos & Molhados, diz Ney Matogrosso

Guns N' Roses: a versão de Axl Rose sobre a separação

Metal: 16 músicas dos anos 80 para se escutar durante o treino


Sobre Giuliano Augusto Trondoli Cunha

Nascido e criado ao lado do bairro da Pompéia, o berço do Rock Nacional por ter sido local de surgimento de bandas como Tutti-frutti, Made in Brazil e Mutantes, não poderia ter outra saída a não ser virar fã desse estilo musical chamado Rock n' Roll. Atualmente é estudante de administração, freqüentador de shows e roadie da banda Mattilha. Entrou no mundo do Rock n' Roll bem cedo, mais precisamente aos sete anos de idade quando começou a ouvir bandas como Ultraje a rigor, Dire Straits, Raimundos e Raul Seixas. Com o passar do tempo, foi conhecendo bandas como Titãs, Cássia Eller, Paralamas e afins. Mas foi por volta dos 11 anos que conheceu suas bandas favoritas até hoje: Black Sabbath e Metallica. E desde então optou em conhecer mais e mais bandas, com um carinho especial para as nacionais, dentro desse universo imenso chamado Rock n' Roll.

Mais matérias de Giuliano Augusto Trondoli Cunha.