Dio: 16a parte de discografia comentada no Minuto HM

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Flavio Remote e Alexandre BSide
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 21/04/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Entre o fim de 2003 e o início de 2004, a banda Dio continua apresentando problemas de mudanças na formação, pois Jimmy Bain decide sair exatamente quando o grupo começaria a trabalhar no álbum subsequente a Killing The Dragon. Ronnie chama seu amigo Jeff Pilson para retornar à banda, embora tivessse a intenção de chamar Rudy Sarzo, o que não pode ser concretizado, pois Rudy estava em turnê no momento. A banda que se consolida para iniciar as composições em abril de 2004 é: Ronnie, Jeff Pilson, Craig Goldie, Simon Wright e Scott Warren.

2129 acessosDio: Vivian Campbell gostaria de ter feito as pazes com cantor5000 acessosPhotoshop: Luan Morrison, Ivete Osbourne, Axl Teló e mais

As gravações se dão com naturalidade, sob a produção exclusiva do baixinho e o disco seria lançado em 30/08/2004 na Europa pela distribuidora SPV Records e em 07/09/2004 nos EUA através da Sanctuary Records.

Jeff Pilson apenas grava o álbum, saindo para compromissos anteriormente assumidos com o Foreigner e a seguir a ideia inicial de chamar Rudy Sarzo se concretiza para a turnê de Master of The Moon.

Dio explica o significado de The Master Of The Moon, em entrevista a Eddie Trunk, em 2004: é um apelo para que as pessoas se mantenham íntegras a sua própria maneira de ser; existem pessoas que querem determinar como você deve ser, não ligue, você pode vencer. Essas pessoas que querem mudá-lo, chamam você para o Sol, colocam luz em você, para vê-lo de perto e para tentar mudá-lo. Se você não aceita isso, você deve ser uma pessoa mais sombria, uma pessoa da Lua, um Mestre da Lua, mas você não deve ser o que as pessoas querem que você seja, então fique orgulhoso de ser o Mestre da Lua.

A banda inicia a extensa turnê de Master Of The Moon na Rússia no dia 16/07/2004 e continua na Europa até agosto, incluindo um show no famoso Wacken Open Air no dia 06, quando vai até a América Central e do Sul, incluindo shows no Brasil em 27 e 28/08/2004 (Rio de Janeiro e São Paulo).

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

O setlist típico da tour seria: Killing The Dragon, The Sign Of The Southern Cross, Stargazer, Stand Up And Shout, Don’t Talk To Strangers, The Eyes, Man On The Silver Mountain, Long Live Rock ‘N’ Roll, Rock ‘N’ Roll Children, Holy Diver, Gates Of Babylon, Heaven And Hell, The Last In Line, Rainbow In The Dark, We Rock, Neon Knights, e eventualmente seriam tocadas também One More For The Road, Egypt (The Chains Are On), Sunset Superman, entre outras. Ou seja, do novo álbum apenas The Eyes teria lugar mais frequente, sendo One More For The Road (a vencedora da pesquisa aqui no Minuto HM) constando somente em alguns shows.

Com o atraso no lançamento do álbum nos EUA, a “tour” americana apenas começa em 29/09/2004 em Hartford e se estende por um mês, com o Anthrax como “opening act”. Em novembro, DIO participa do Festival Monterrey Metal Fest no Mexico, juntamente com Twisted Sister, Dokken, Quiet Riot, Shaman, entre outros, finalizando o ano de 2004.

Em maio de 2005, há o reinício dos shows em Porto Rico, além de festivais no Japão e Europa que se seguem até julho. A banda planeja uma grande turnê na Rússia, Ucrânia e Bielorrússia, a partir de setembro, com uma novidade que os fez interromper os shows a partir do início de julho e por todo o mês de agosto: em setembro/outubro, a turnê se chamaria “An Evening With Dio”, em um evento muito especial, em que o show conteria a execução do álbum Holy Diver na íntegra, que se iniciava com um vídeo onde dragões lutavam com a mascote Murray, além de algumas palavras de Ronnie no telão.

Em paralelo com os shows há o lançamento da edição especial remasterizada de Holy Diver, contando com um encarte especialmente preparado, com as letras do álbum e com uma entrevista onde Ronnie fala em detalhes sobre a formação da banda DIO e os detalhes de como foi feito o disco.

Em 3 de outubro, Craig tem no problemas com seu pulso, o que impede de continuar na turnê, e é prontamente substituído por Doug Aldrich que, devido a sua familiaridade anterior com o setlist, mantém a turnê intacta, sem perda de nenhum show, estando com a banda já a partir do show em Eindhoven, na Holanda, no dia 06 de outubro daquele ano. A banda toca em lugares como Israel e Doug se mantém na banda até dezembro de 2005 em um show especial na Finlândia, juntamente com o Uriah Heep, com o título “Christmas Is Heavy Tour”, que encerra o ano para a banda DIO.

Em abril de 2006, o show de 22/10/2005 em Londres é lançado em DVD, com o áudio fazendo um CD duplo chamado Holy Diver Live.

O grupo faz um recesso de aproximadamente 6 meses, voltando para a continuação da tour novamente com Craig, já recuperado do problema no pulso, em shows na Europa.

Eles seguem pelo Japão, América Central e do Sul, passando pelo Brasil em três datas entre 12 e 15/07/2006 no Rio, Curitiba e finalmente em SP, onde Andreas Kisser toca Mob Rules com a banda.

A turnê termina finalmente em 31/12/2006 em Kavarna na Bulgária, em um show bem festivo onde Dio e o Prefeito de Kavarna vêm no fim do show ao palco para celebrar a virada do ano.

Dio marca tão grandemente sua presença que seria eternizado em Kavarna em 2010 com a criação de uma estátua em sua homenagem.

O ano de 2007 traria novas perspectivas para a carreira do baixinho, inicialmente com a ideia de um lançamento de uma coletânea, mas isso é história para o próximo post.

Para ver a nota dos redatores quanto ao álbum, fotos e vídeos especiais relacionados - inclusive da estátua - e mais informações do álbum, acesse a matéria original do Minuto HM. Aproveite e deixe um comentário lá para os autores.

http://minutohm.com/2013/04/18/discografia-homenagem-dio-par...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

DioDio
Vivian Campbell gostaria de ter feito as pazes com cantor

1430 acessosLoudwire: em vídeo, os 10 maiores riffs de metal dos 80's815 acessosRonnie James Dio: dois álbuns do ELF serão lançados no Brasil0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Dio"

Rock In PeaceRock In Peace
As mortes mais marcantes do Rock/Metal

Dio e outrosDio e outros
O passado quase desconhecido de alguns rockstars

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1984

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Dio"

PhotoshopPhotoshop
Luan Morrison, Ivete Osbourne, Axl Teló e mais

Helter SkelterHelter Skelter
A música que Charles Manson "roubou" dos Beatles

Guns N RosesGuns N' Roses
O que ninguém deve fazer ao se tornar um rockstar

5000 acessosQuais são os rockstars mais chatos do mundo?5000 acessosSílvio Santos: "The Number Of The Beast" em ritmo de festa5000 acessosAC/DC: as 10 melhores músicas da banda com Bon Scott5000 acessosAC/DC: Axl conta por que Angus vive correndo no palco5000 acessosCrítica e representação da Guerra do Vietnã no rock dos anos 19605000 acessosPaul Di'Anno: Convertido ao Islã, vocalista comenta fanatismo

Sobre Flavio Remote e Alexandre BSide

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online