Guns N' Roses: bandas cover femininas de NY declaram guerra

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Por Daniele Furfaro para o Brooklyn Paper

A batalha entre duas bandas-tributo de mulheres ao GUNS N' ROSES do bairro do Brooklyn, em Nova Iorque, está tornando-se uma guerra civil arranca-toco envolvendo destreza musical contra calças de couro.

Chris Cornell: jornalista foi a último show e percebeu algo erradoBateristas: os trinta mais ricos do mundo

No verão passado, o GUNS N' HOSES tomou o Brooklyn de assalto, reintroduzindo as mulheres ao glam e ao espírito oitentista das calças de couro com tatuagens adesivas e laquê o suficiente para pôr em risco a camada de ozônio.

Agora, outro grupo de transviadas está homenageando os heróis Axl Rose, Slash, Duff McKagan, Izzy Stradlin e Steven Adler, tocando sob o nome de ROCKET QUEEN.

E a rivalidade é a maior do Guns N' Roses desde a treta ente Rose e o vocalista do Mötley Crüe, Vince Neil.

Nesse caso em particular, é uma disputa de conteúdo contra estilo.

AS ROCKET QUEENS

"Eu conheço essas músicas nota por nota", disse Lily Maase, que 'faz' Slash nas Rocket Queens. "Elas não tem isso".

Isso porque as Guns N' Hoses dizem que uma banda tributo não se trata só de alcançar as notas certas - gira em torno principalmente de sexo, drogas e rock n'roll.

"Nós personificamos nossos amados Axl, Slash, Duff, Izzy e Steve de todo modo que sabemos fazê-lo", afirmou Mia Von Glitz, a 'Muff' McKagan no Guns N' Hoses. "Gash manda ver no solo com a Les Paul dela enquanto Axl Hose grita e ajoelha no chão, só pra depois ver a foto da saia dela levantada mostrando a vajungle dela... [Lizzy Straddling] bate a cabeça sensualmente com as suas incríveis madeixas vermelhas ao compasso sólido da matadora Stevie Rattler na bateria."

E na verdade, é mesmo um baita show.

Mas as Rocket Queens tem uma arma secreta: um teclado.

O piano elétrico do sexteto permite que a banda toque os riffs e baladas progressivos do Guns N' Roses, como 'November Rain'.

As Guns N' Hoses, por outro lado, preferem a crueza de hinos mais antigos, como 'Out Ta Get Me' e 'You're Crazy'.

AS GUNS N' HOSES

"Se você ama algo, você emula aquilo até as raias da sua possibilidade", disse Von Glitz, do Guns N' Hoses, que comprou um baixo Fender modelo Precision todo branco que parece com o que McKagan costumava tocar. "Na verdade, aprender às linhas de baixo de Duff fez de mim uma baixista muito melhor. O cara é um animal".

Claramente, o Guns N' Roses significa muito para essas mulheres.

Maase cresceu em uma casa conservadora onde sua mãe proibia rock. Mas o pai dela amocou uma cópia de 'Sweet Child O' Mine' para ela quando ela estava no ginásio e isso mudou o curso de sua vida.

"Foi a primeira vez que ouvi uma guitarra elétrica", disse Maase. "Foi como se alguém ligasse um interruptor no meu cérebro. Desde então, eu tenho tido um caso de amor de uma vida toda com Slash".

As roqueiras rivais estão dispostas a baixar as armas e fazer uma aliança, isso se elas puderem convencer outras mulheres fãs de Guns N' Roses a aceitar a empreitada.

"Se houvesse cinco bandas tributo ao Guns N' Roses formadas só por mulheres, poderíamos ter um festival", disse Maase.

Von Glitz concorda.

"Começaríamos uma orgia ao som da poeticamente pecaminosa 'November Rain' e desapareceríamos no horizonte lentamente", ela disse.


Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"


Guns N' Roses: Gilby Clarke gostaria de fazer parte da reuniãoGuns N' Roses
Gilby Clarke gostaria de fazer parte da reunião

W. Axl Rose: uma foto rara dos anos perdidos do vocalistaW. Axl Rose
Uma foto rara dos "anos perdidos" do vocalista


Chris Cornell: jornalista foi a último show e percebeu algo erradoChris Cornell
Jornalista foi a último show e percebeu algo errado

Bateristas: os trinta mais ricos do mundoBateristas
Os trinta mais ricos do mundo


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

adGoo336