Ozzy Osbourne: puto por Tommy Clufetos não ter gravado 13

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar Correções  

Durante uma entrevista com a revista musical estadunidense SPIN, OZZY OSBOURNE e GEEZER BUTLER, do BLACK SABBATH, foram perguntados se o baterista BRAD WILK [RAGE AGAINST THE MACHINE] havia sido a primeira escolha da banda para gravar a bateria em '13', novo álbum do grupo. Ozzy respondeu do seguinte modo:

"Eu realmente não queria falar sobre isso. Tínhamos Tommy [Clufetos, o baterista da banda na atual turnê] na reserva, esperando. E simplesmente não deu certo. A coisa foi administrada do modo errado, porque você não pode manter as pessoas esperando por nada. Íamos usar Tommy no começo, e Rick [Rubin, o produtor] foi contra. E daí aconteceu de não lidarmos com isso profissionalmente e eu fiquei meio puto. Enfim, Tommy está fazendo um trabalho incrível na estrada com o Sabbath."

publicidade

Perguntado sobre suas lembranças do que aconteceu com BILL WARD, baterista original da banda, o vocalista disse:

"Pra ser completamente honesto com você, eu não me lembro de muito, faz tanto tempo. Nós simplesmente não tínhamos tempo para deixar as pessoas esperando por mais uma porra de década. Teríamos adorado ter Bill no posto, mas nunca tinha jeito. Eu ainda o amo mesmo – é triste que não tenha funcionado. Mas, hey: temos um álbum. Estamos muito felizes. Eu não acho que Bill esteja tão feliz."

publicidade



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Heavy Metal: cinco discos necessários dos anos setentaHeavy Metal
Cinco discos necessários dos anos setenta

Led Zeppelin: O lendário encontro com o Rei do Rock, Elvis PresleyLed Zeppelin
O lendário encontro com o Rei do Rock, Elvis Presley


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin