Sepultura: banda revela título de seu novo álbum

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Emanuel Leite Jr., Fonte: DP no estúdio com o Sepultura
Enviar Correções  

A lendária banda brasileira de thrash metal SEPULTURA revelou o título de seu novo álbum: "The mediator between the head and hands must be the heart" (O mediador entre a cabeça e as mãos deve ser o coração).

Embora o título seja inspirado pelo clássico filme de Fritz Lang "Metrópolis", o álbum não se trata de um disco conceitual ou uma trilha sonora como foram os predecessores "Dante XXI" (baseado em "A divina comédia", de Dante Alighieri) e "A-Lex" ("A laranja mecânica", de Anthony Burgess).

publicidade

As gravações de "The mediator between the head and hands must be the heart" marcaram o reecontro do Sepultura com o renomado guru da música Ross Robinson (com quem a banda havia trabalhado em sua obra-prima "Roots", lançado em 1996). Todo o processo de gravação e produção do álbum tem sido acompanhado pelo blog "DP no estúdio com o Sepultura":

http://blogs.diariodepernambuco.com.br/estudiosepultura/

publicidade

O tão aguardado álbum tem previsão de lançamento mundial para outubro, através da Nuclear Blast Records. No Brasil, o lançamento ficará a cargo da gravadora Substancial Music.

publicidade

O guitarrista Andreas Kisser explicou o significado do título do novo trabalho da banda. "Eu me inspirei em uma frase que é a mensagem central da história [do filme Metrópolis] - ‘o mediador entre a cabeça e as mãos deve ser o coração’ - para expressar o que dizemos nas letras. No filme, um milionário maluco deseja transformar um robô em uma pessoa. Isto é quase que o oposto do que vivemos hoje em dia. Mais do que nunca somos robotizados, pela internet, óculos do Google, chips sob as nossas peles e a escravidão globalizada que a nossa sociedade sofre nos dias atuais. A frase aponta o coração como o fator humano que mantém o homem como homem e não um robô. O coração bate com a liberdade de escolha, nós temos que pensar por nós próprios para criarmos um mundo real, não uma matrix."

publicidade

Comentando sobre o direcionamento sonoro do novo álbum e a oportunidade de trabalhar novamente com o Ross Robinson, Andreas Kisser declarou. "O álbum é brutal, rápido e direto ao ponto. Sinto que é o melhor álbum do Sepultura de todos os tempos, sem enrolação. Trabalhar com Ross Robinson novamente foi um privilégio, pois ele é um dos melhores produtores que existem", disse.

publicidade

Para ler a matéria completa, basta acessar a publicação Sepultura revela título de seu novo álbum

http://blogs.diariodepernambuco.com.br/estudiosepultura/sepu...

Agradecimento: Leonardo Daniel Tavares da Silva

publicidade


WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin