Arch Enemy: "não poderíamos fazer um álbum medíocre"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 02/05/14. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Aniryddh “Andrew” Bansal do Metall Assault, recentemente conduziu uma entrevista com a ex-vocalista do THE AGONIST e atual ARCH ENEMY, Alissa White-Gluz. Alguns trechos desta conversa estão disponíveis abaixo:

170 acessosEm 02/10/1996: Arch Enemy lança seu álbum debut Black Earth5000 acessosThin Lizzy, Metallica: A história de "Whiskey in the Jar"

Metal Assault: Então, antes de ser oficialmente anunciado, por quanto tempo esta mudança estava acontecendo?

Alissa: “Estava acontecendo por um tempo. Eu acho que para Angela [Gossow, ex-vocalista do ARCH ENEMY], estava crescendo por anos, só pensando sobre o que ela queria para o futuro, eu não falo por ela, obviamente, mas essa não é o tipo de mudança que acontece de um dia para noite, entende? É algo que todos nós pensamos muito e então trabalhamos muito para fazer possível. Então sim, por mais que não estivesse aos olhos do público, não é recente para mim.”

Metal Assault: Este novo álbum do ARCH ENEMY [“War Eternal”] que está saindo em alguns meses, ele já estava pronto antes de você se juntar à banda ou você teve participação no processo?

Alissa: “Eu estava lá em todo o processo e eu escrevi cinco das músicas. O álbum não foi tocado por Angela. Ela saiu antes do processo começar e Michael [Amott] e Nick [Cordle] escreveram os instrumentos para cinco músicas antes de me trazerem. E então uma vez que eu estava lá, Michael e eu começamos a colaborar em co-escrever as letras e arranjos vocais para as músicas. O resto dos caras continuaram escrevendo os instrumentos, intros e coisas assim para o resto do álbum, que eram outras cinco músicas e faixas instrumentais. Eu continuei a compor as letras, assim como Michael, nós fizemos as demos, tocamos e começamos as gravações. Então sim, é um álbum meu também, o que é realmente legal, porque seria um pouco estranho simplesmente chegar e substituir alguém. Ao invés disso, uma porta se fechou e outra se abriu.”

Metal Assault: “Você mencionou que era uma fã do ARCH ENEMY, mas você está pronta para enfrentar os fãs do ARCH ENEMY? As pessoas estão se polarizando desde o começo. Alguns vão gostar de você e algumas não.

Alissa: “sim, totalmente, é uma situação estranha, mas eu estive bem exposta por anos. Quero dizer eu estava lá quando a mudança do NIGHTWISH aconteceu. Eu cantei para eles em um show entre Anette [Olzon] e Floor [Jansen] e eu vi como as coisas foram boas para Floor. Eu estive com o KAMELOT quando Roy [Khan] deixou a banda e Tommy [Karevik] entrou e eu continuei cantando com eles por anos com Tommy como o frontman. Então eu estou rodeada de pessoas que passaram por isso para me ajudar. Eu pedi conselhos já que eles estiveram lá. É uma dessas coisas. Obviamente eu dou aos fãs o tempo para ficar de luto pela saída de Angela. Eu lhes dou isso. É totalmente normal. Eu entendo. E então, quando eles estiverem prontos, eu espero que eles venham e aproveitem também ‘War Eternal’. Obviamente, quando fizermos os shows, nós ainda vamos tocar vários dos clássicos e nós vamos fazer-lhes justiça, porque são ótimas músicas, então não é como se Angela fosse deletada da existência da banda porque decidiu cuidar agora da parte administrativa. Nós vamos pagar tributo a isso em cada show e também estamos ansiosos para prosseguir com a banda em uma nova maneira.

Metal Assault: Certo. Antes de ser decidido que você iria fazer parte da banda, você teve que cantar algo para os caras mais velhos ou teve algum processo de audição desta forma?

Alissa: “Basicamente, na mesma reunião onde Angela finalmente deu sua decisão de que ela queria sair, no mesmo fôlego ela estava, ‘Mas Alissa deve assumir’. Então, os caras, e eu sei disso porque Michael me contou, começaram a pesquisar e ver meus antigos trabalhos, olhando vídeos no Youtube, entrevistas que fiz no passado e eventualmente disseram: ‘OK, vamos falar com ela e ver se conseguimos trabalhar juntos’. Então sim, nós tentamos, só pra ver se conseguiríamos trabalhar, na Suécia, tocando as velhas músicas, escrevendo músicas juntos, para ver como era a química. E na verdade a química era realmente boa desde o começo. Então, eu acho que todos queremos a mesma coisa, que o ARCH ENEMY continue. Eles tinham duas opções: Ou paravam de fazer música e o ARCH ENEMY morria com Angela, ou continuavam mais forte do que nunca. Angela também queria que a banda fosse em frente, então era uma situação onde todos queriam a mesma coisa. Eu acho que o que está nos ajudando a ficar realmente motivados é esse álbum matador, porque não poderíamos fazer um álbum medíocre aqui. Nós queríamos fazê-lo realmente bom.”

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 02 de maio de 2014
Post de 04 de maio de 2014


170 acessosEm 02/10/1996: Arch Enemy lança seu álbum debut Black Earth715 acessosDoyle e Alissa: Na capa da Vegan Health & Fitness Magazine2625 acessosMulheres que cantam Metal: estúdio/ao vivo, expectativa e realidade147 acessosEm 24/09/2007: Arch Enemy lança o álbum Rise Of The Tyrant1032 acessosArch Enemy: confira a música "First Day In Hell", do novo álbum203 acessosAmber Galactica: excelente álbum, repleto de músicas cativantes0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Arch Enemy"

Angela GossowAngela Gossow
Adolescência conturbada, família, medos e planos

Revolver MusicRevolver Music
Confira quem ganhou a premiação de melhores do ano

Arch EnemyArch Enemy
Técnica vocal e vegetarianismo

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Arch Enemy"


Thin LizzyThin Lizzy
"Whiskey in the Jar" já era cantada há centenas de anos

Lemmy KilmisterLemmy Kilmister
"Estou pronto para morrer. Minha vida foi boa"

SlipknotSlipknot
Demônio avistado em fogo durante show?

5000 acessosClassic Rock: revista elege 100 melhores músicas de rock5000 acessosSlayer: as preferências do guitarrista Kerry King5000 acessosVoz: 10 músicos que cantam tão bem quanto os vocalistas de suas bandas (Parte I)5000 acessosSlash: nunca saí do Guns N' Roses, apenas fiquei um tempo separado deles5000 acessosVelvet Revolver: Os vocalistas já cogitados para a banda5000 acessosAlfabeto do Rock: as 15 melhores músicas de Metal

Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online