A Primitiva Sociedade Romântica: Art Punk sociológica na estrada!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Monteiro, Fonte: Nada Pop, Press-Release
Enviar Correções  

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

A miscelânea musical poética e áspera da banda A Primitiva Sociedade Romântica está na estrada! A banda da Zona Leste da capital paulistana estreia com a turnê Primal Tour levando ao público uma experiência musical que vai da arenosidade punk ao folk embalado pelo belíssimo instrumento Saltério das Montanhas Apalaches, guitarras distorcidas e letras sociológicas.

Rock Nation: rádio elege "melhor do Hard Rock dos 80s"

Death On Two Legs: a declaração de ódio de Freddie Mercury

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O trio de São Paulo, horas tido por grunge, acaba de lançar o primeiro single de trabalho, "O Antagônico". A música trata do relacionamento entre duas personagens, do reconhecimento de deveres e falhas de ambos, uma alegoria para a relação indivíduo/sociedade, tema corriqueiro no trabalho da banda. A música "O Antagônico", escrita em forma de poesia expressionista, pode ser baixada gratuitamente na fanpage da banda facebook.com/aprimitivasociedade ou aqui
http://eepurl.com/bk1tz5

A Primitiva Sociedade Romântica inicia a sua turnê na cidade de Valinhos, interior de São Paulo e passará por diversos bairros da capital, além de outras cidades vizinhas, MG, RS e DF. Dentro da Primal Tour, A Primitiva Sociedade Romântica está organizando uma série de shows com bandas convidadas e entrada gratuita para a população.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A Primitiva Sociedade Romântica é formada por Digão d’Sales Monteiro (Vocal, Guitarra, Letras e Saltério), Fábio Martins (Baixo) e Nilson "Yo" Silva (Bateria).

Confira a letra de "O Antagônico":

O ANTAGÔNICO (Digão d’Sales Monteiro)

Se eu tivesse ombros lhes dava
Como um gesto antagônico ao teu para os meus
Se eu tivesse forças agora,
Lhe sustentaria em meus braços sem questionar quem

A ambulância é para criança que não tem pai!
Ambulância para a criança que não vem...

Se tivesses olhos saudáveis
Olharia na direção oposta e veria a mim
Se tivesses um pouco mais classe
Reconheceria as tuas falhas sem culpar ninguém
Culpar ninguém... nem por a culpa em outrem

A ambulância é para quem não tem família!
Ambulância para quem não vem...

Eu vou, antagônico sou,
Por isso vou encontrar você (sociedade)
Encontrar você...

Ainda somos jovens!
Ainda somos jovens!
Ainda somos jovens!
Ainda somos jovens!

Se eu tivesse ombros lhes dava
Como um gesto antagônico ao teu para os meus...




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Rock Nation: rádio elege melhor do Hard Rock dos 80sRock Nation
Rádio elege "melhor do Hard Rock dos 80s"

Death On Two Legs: a declaração de ódio de Freddie MercuryDeath On Two Legs
A declaração de ódio de Freddie Mercury


Sobre Rodrigo Monteiro

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280