Iron Maiden: Bruce fala sobre segurança na era do terrorismo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 18/04/16. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O vocalista do IRON MAIDEN, Bruce Dickinson, passou alguns dias em dezembro de 2015 em Sarajevo, sua segunda visita ao local após 21 anos de ausência. O significado deste show, o que ele significou para os fãs e como isso mudou a vida de Bruce, será contado no documentário "Scream For Me Sarajevo", que recentemente finalizou sua gravação.

356 acessosIron Maiden: documentários publicados em canal oficial no youtube5000 acessosBatismo: Os nomes verdadeiros dos artistas do Rock e Metal

Falando sobre preocupações com segurança que ele possa ter na era do terrorismo, quando chega a hora de escolher um país para tocar, Dickinson disse: "Pessoalmente sim, eu toco no local não importa o que esteja acontecendo. Sua preocupação tem que ser, na verdade, com as pessoas que não possuem escolha. Quero dizer, foi minha escolha [em 1994], nossa escolha coletiva, porque todos dissemos ´Sim, somos loucos o suficiente para tentar fazer esse show, ir para Sarajevo no meio da guerra e ver se podemos fazer o show. E [risos], nós não temos certeza de quando vamos voltar´. Mas aquelas pessoas que foram ao show no Bataclan [do EAGLES OF DEATH METAL, em Paris], não tinham escolha, elas eram completamente, completamente inocentes de todas as formas. E, claro, ninguém sabia que o local seria um alvo. Então, infelizmente, existe uma escolha que as pessoas devem fazer e você deve fazê-la com as melhores informações disponíveis. Se de repente você vai ser... Se alguém diz: ´Vamos massacrar todos em shows de rock´, você diz, ´Bem, isso é algum lunático, ou é algo que genuinamente pode acontecer?´"

Ele continua "Então, infelizmente você tem que ser um adulto em relação a isso. Mas, ao mesmo tempo, você ainda sente que pode oferecer esperança às pessoas e mandar uma mensagem. Eles não podem parar, a vida continua. Quero dizer, quando o IRA, anos e anos atrás, quando eu era um garoto, as coisas explodiam por todos os lados no Reino Unido e as pessoas não paravam, você não para de viver sua vida. E essa é a mensagem para Sarajevo - que mesmo com toda a loucura, aquele pequeno símbolo de esperança do rock e de normalidade aconteceu, por cinco minutos, no meio de tudo aquilo. São atos desafiadores, mas sem envolver bombas ou armas ou balas, e coisas desse tipo."

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 18 de abril de 2016


Bruce DickinsonBruce Dickinson
Autobiografia não parece em nada com a do Motley Crue

356 acessosIron Maiden: documentários publicados em canal oficial no youtube836 acessosBruce Dickinson: O Picasso do Metal332 acessosMaiden Cartoons: "Man On The Edge" em animação de Val Andrade0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Iron Maiden"

Iron MaidenIron Maiden
Poster de Eddie está assustando criancinhas alemãs

Iron MaidenIron Maiden
Bruce Dickinson detonando os Reality Shows

Heavy MetalHeavy Metal
Dez grandes acústicas de bandas do gênero

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Iron Maiden"0 acessosTodas as matérias sobre "Bruce Dickinson"


Nomes de BatismoNomes de Batismo
Os nomes verdadeiros dos artistas do Rock e Metal

RhythmRhythm
Os bateristas mais influentes de todos os tempos

HumorHumor
Os roqueiros mais chatos das redes sociais

5000 acessosMetal Progressivo: os dez melhores álbuns do estilo5000 acessosBandas: Audiófilos elegem as maiores da história do rock5000 acessosBlender: as letras mais repulsivas do Heavy Metal5000 acessosFotos de Infância: Simone Simons muito antes da fama5000 acessosGuns N' Roses: caviar, vodka e Elton John em "November Rain"5000 acessosLinkin Park: os álbuns da banda, do pior para o melhor

Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online