Ritchie Blackmore: disposto a fazer shows com o Purple, diz esposa

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruce William, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

Durante conversa com a rádio 95.9 "The Rat", Candice Night, esposa de Ritchie Blackmore há nove anos, disse que seu marido está disposto a fazer alguns shows com seus ex-companheiros de banda no Deep Purple, antes da banda encerrar suas atividades.

Dimebag Darrell: namorada fala sobre a vida e a morte do músico

Guns N' Roses: a trágica história do baixista fundador

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Honestamente, sob a nossa perspectiva... você provavelmente lerá um monte de entrevistas de Ritchie no passado... desde que ele saiu do Deep Purple. Será difícil encontrar alguma onde ele não diga algo positivo sobre (Ian) Gillan; ele simplesmente não fala nada sobre Ian em um contexto negativo - nunca falou. De tempos em tempos, alguém ou algo surge na internet onde algum dos caras da banda diz algo negativo sobre Ritchie e ficamos tipo 'Por que?'. Lá vamos nós de novo. Por que?'. Digo, isto nunca vem de cá. Ele (Ritchie) está bem além disto. Ritchie está sempre no agora, no presente. Ele vive sua vida e não tem tempo para besteiras ou seja lá o que estiver rolando - fofocas e rumores e todas estas coisas. Mas a esta altura, eu diria que as coisas estão legais para todos - gostaria de deixar bem claro. Até onde sei, elas estão."

Recentemente surgiu a informação que Ritchie teria dito que faria um último show com o Deep Purple "por questões nostálgicas". Ele também sugeriu que o empresário da banda tenha impedido-o de se juntar ao eles na cerimônia do Hall da Fama do Rock de 2016, e ele teria usado isto como desculpa para não participar do evento. "Acho que disse falou... por alguns anos, ele disse que estaria disposto a subir no palco para uma série de shows com o Purple, ele disse que não teria problemas nisto", comenta Candice, que fala sobre o acontecido no Hall da Fama: "Foi uma situação meio delicada... acho que houve uma série de fatos que contribuíram para o que aconteceu. Uma delas foi que o Hall da Fama demorou tanto (para induzir o Deep Purple) que o Jon (Lord) já não estava mais conosco. Isto é horrível. E o fato do Purple... não é como se fosse uma banda nova; eles está na estrada há muito tempo. Foi uma das primeiras bandas a incorporar elementos clássicos... digo, ouça os riffs clássicos e as progressões de 'Highway Star'. Eles criaram um gênero próprio, foram fantástico. Não é uma banda nova que você está descobrindo agora e diz 'Oh, vamos prestar atenção neles'. Estes caras são uma força a ser reconhecida e estão na estrada há décadas. Então demorar todo este tempo sendo que no meio tempo Jon partiu, e acho que foi isto que passou pela cabeça de Ritchie, ele foi um membro fundador (da banda) junto com Jon - foram os dois que começaram tudo. Então acho que pra ele foi como a sensação de uma faca cravada no peito ver o que aconteceu com Jon".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Comente: Ainda rola ou o tempo já passou?




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Dimebag Darrell: namorada fala sobre a vida e a morte do músicoDimebag Darrell
Namorada fala sobre a vida e a morte do músico

Guns N' Roses: a trágica história do baixista fundadorGuns N' Roses
A trágica história do baixista fundador


Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280