Matérias Mais Lidas

imagemBill Hudson diz que tatuagem pode ter sido entrave para entrar no Megadeth

imagemMarcos Mion conta história de encontro (e manjada) com Bon Jovi no banheiro

imagemQuando Angus Young, do AC/DC, detonou o Led Zeppelin e os Rolling Stones

imagemO que mais impede Kiko Loureiro de voltar ao Angra? (Não tem nada a ver com o Megadeth)

imagemBeatles: Paul McCartney conta a história por trás de "Ob-La-Di, Ob-La-Da"

imagemEdgard Scandurra, do Ira!, explica atual sumiço do rock nas rádios brasileiras

imagemPhil Campbell conta como era fácil "comprar" Lemmy pra fazer qualquer coisa

imagemRage Against The Machine vem ao Brasil em dezembro, diz José Noberto Flesch

imagemApós viralizar com anúncio, Harppia revela identidade do novo baixista

imagemAutor de "God Save The Queen", Johnny Rotten diz que sente orgulho da Rainha Elizabeth

imagemA curiosa opinião de Ozzy sobre cover do Metallica para "Sabbra Cadabra"

imagemJimmy Page dá opinião sobre streaming e enaltece desconhecido herói dos músicos

imagemBruce Dickinson diz o que o surpreendeu quando retornou ao Iron Maiden

imagemKiko Loureiro explica por que acha uma merda seu solo de guitarra em "Rebirth"

imagemChad Smith chama matéria sobre Taylor Hawkins de "sensacionalista e enganosa"


PRB

Blues Pills: guitarrista conta detalhes de EP solo

Por Carlos Garcia
Fonte: site Road to Metal
Em 02/02/18

Aproveitando a pausa que o Blues Pills resolveu fazer após a extensa tour de divulgação do segundo álbum, "Lady in Gold" (2016), o guitarrista Dorian Sorriaux pércebeu que era o momento certo para trabalhar e finalizar seu primeiro EP solo, intitulado "Hungry Ghost". O EP deverá ser lançado em abril, e Dorian, em conversa com o site Road to Metal, deu alguns detalhes e falou sobre as músicas que farão parte do trabalho. Confira alguns trechos:

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Sobre as diferenças desse projeto com o seu trabalho no Blues Pills Dorian comenta:

"O projeto solo é bastante diferente do Blues Pills, o que de início também me deixou um pouco receoso de lançá-lo. Eu me inspirei em música Folk dos anos 60, e é muito mais íntimo para mim. Somos 5 pessoas no palco no Blues Pills, e ás vezes, tipo você pode meio que se esconder atrás dos outros musicalmente."

Ainda sobre o lado mais intimista desse projeto, Dorian completa:

"É muito mais intimista, pois são músicas que eu escrevi e a música folk é mais suave, soa mais pessoal. Eu escrevi um demo uma vez e enviei a um amigo com o título de "vulnerable as fuck" como uma piada (risos), porque era algo muito vulnerável.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quando toco sozinho não sinto a vibração tipo "bebendo uma cerveja num show de rock". É mais calmo, com uma audiência às vezes sentada. Ainda adoro tocar com o Blues Pills, claro, ambas as coisas são realmente divertidas!"

A respeito da vontade e necessidade de fazer um álbum solo, o guitarrista contou o seguinte:

"Sim, acho que senti a necessidade de fazê-lo. Estive ouvindo música folk há anos e comecei a escrever músicas nesse estilo alguns anos atrás. É divertido, e quando eu escrevo músicas sozinho, elas geralmente são mais "folky". Então eu sabia que queria fazer algo nesse estilo em algum momento."

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Sobre o momento de lançar o EP:

"Então, depois de viajar por 1,5 anos com a tour do álbum "Lady in Gold", decidimos fazer uma pausa de turnês com o Blues Pills. Então, senti que era o momento perfeito para iniciar o projeto solo, típico sentimento de "agora ou nunca" por algum motivo."

A respeito do sucesso do Blues Pills, Dorian disse:

"Eu acreditei no Blues Pills desde o primeiro dia, mas eu realmente não imaginei esse tipo de "sucesso". Eu acho que não pensei em como seria o sucesso. Eu só sabia que tinha muito potencial e foi muito divertido tocar!"

Dorian também falou sobre cada uma das músicas do EP, confira o que ele comentou da faixa título (confira também o vídeo ao vivo da referida:

"'Hungry Ghost' ("Fantasma Faminto") também foi escrita no meu sofá! Lembro-me de ter que passar um pouco de tempo descobrindo a parte do refrão, mas uma vez que veio, a música estava completa. O título é inspirado em um livro de Gabor Maté. Para mim, fantasmas famintos é onde estão os desejos intermináveis. É o fantasma faminto em nós que sempre procura mais. Mais dinheiro, mais sucesso, mais bebidas ... É uma coisa diferente para todos e, obviamente, é muito mais forte para algumas pessoas. O fantasma faminto opta por esconder a dor e ter o prazer temporário, então você não consegue parar de procurar esse sentimento temporário e você fica preso naquele caminho."

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Confira a entrevista completa no link abaixo:
http://www.roadtometal.com.br/2018/01/dorian-sorriaux-blues-pills-o-lado-mais.html

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Banda sueca Blues Pillls se apresentará em São Paulo em outubro de 2022


Feeling: Existe no rock/metal moderno? 7 músicas que comprovam

Blues Pills: conheça o novo Led Zeppelin



Sobre Carlos Garcia

Antes de tudo sou um colecionador, que começou a cair de cabeça no Metal e Classic Rock quando o Kiss esteve no Brasil em 1983, a partir daí não parei mais. Criei fanzines, como o Zine Barulho, além de colaborar com outros zines e depois web zines e sites, como os saudosos Metal Attack e All the Bangers. Atualmente sou um dos editores e redator do Road to Metal. O melhor de tudo são as amizades que fazemos, além do contato e até amizade com alguns de nossos heróis.

Mais matérias de Carlos Garcia.