Matérias Mais Lidas

imagemTravis Barker, do Blink-182, é hospitalizado às pressas e filha pede orações

imagemKerry King explica por que não assumiu o posto de guitarrista do Megadeth

imagemVeja diz que David Coverdale só passa vergonha nas redes sociais

imagemQuando Jimi Hendrix chamou Eric Clapton para subir no palco e afinar sua guitarra

imagemMike Portnoy e a música do Rush que virou um grande sucesso do Guns N' Roses

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemCinco álbuns que serão lançados no segundo semestre de 2022 e merecem a sua atenção

imagemA resposta de John Lennon quando perguntado se retornaria aos Beatles em 1975

imagemSlash explica por que rejeitou Corey Taylor no Velvet Revolver

imagemO clássico dos Paralamas que Gilberto Gil escreveu a letra e ditou pelo telefone

imagemKiko Loureiro explica por que acha uma merda seu solo de guitarra em "Rebirth"

imagemNergal diz que Behemoth é mais que anti-religião e emociona-se com LGBTQ e aborto

imagemCinco músicas que são covers, mas você acha que são as versões originais - Parte 2

imagemQuantos discos o Guns N' Roses vendeu no Brasil e no mundo? Veja os números

imagemO clássico da Legião inspirado em novela da TV Globo e acusado de plagiar The Doors


Glenn Hughes: por que só agora ele faz turnê tocando Deep Purple

Por Igor Miranda
Fonte: Whiplash.Net
Em 10/04/18

Glenn Hughes é dono de uma trajetória irretocável. Por isso, não precisa se render ao passado para conseguir repercussão. Ainda assim, o músico resolveu revisitar sua época com o Deep Purple – entre 1973 e 1976, com os álbuns "Burn" (1974), "Stormbringer" (1974) e "Come Taste the Band" (1975) – em sua nova turnê "Classic Deep Purple Live", que chega ao Brasil para nove apresentações em terras tupiniquins. São elas: Brasília (17/4), Belo Horizonte (19/4), São Paulo (21/4), Limeira (22/4), Curitiba (24/4), Manaus (26/4), Porto Alegre (28/4), Rio de Janeiro (29/4) e Vila Velha (1°/5).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Foto: Eric Duvet - Divulgação
Foto: Eric Duvet - Divulgação

Porém, por que Glenn Hughes só resolveu fazer, agora, uma turnê tocando os clássicos de sua era no Deep Purple? Em entrevista exclusiva ao Whiplash.Net, o lendário vocalista e baixista explicou o motivo.

"Honestamente, apenas senti que, agora, era o momento certo para fazer isso. Por anos e anos, tenho feito meus próprios shows solo, mas, no ano passado, recebi várias ofertas para fazer exatamente o que farei no Brasil", explicou ele, que, normalmente, já costuma tocar algumas músicas do Deep Purple em suas turnês.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Hughes deixou claro que a ideia não é reproduzir as músicas conforme foram gravadas nos discos. "Queria tocar arranjos ao vivo das músicas, em vez de arranjos de estúdio. Eu queria adaptar as versões dos shows no ‘California Jam’ e do ‘Made In Europe’", afirmou ele, que será acompanhado por Soren Andersen (guitarra), Fer Escobedo (bateria) e Jay Bo Hansen (teclados).

O músico destacou, ainda, que se sentiu motivado a fazer a "Classic Deep Purple Live" porque não é possível reunir as formações MK3 ou MK4, que integrou – o tecladista Jon Lord, de ambas as line-ups, e o guitarrista Tommy Bolin, da MK4, já faleceram. "A razão pela qual estou fazendo esses shows pelo mundo é para capturar as formações MK3 e MK4. Quero que os fãs que não conseguiram ouvir essas músicas com a formação MK2 ouçam agora. Com o que foi feito pelas formações MK3 e MK4, a única forma de ver uma performance completa é ir ao meu show", disse.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Leia a entrevista completa ao Whiplash.Net no link a seguir.

Glenn Hughes: em exclusiva, falando sobre Deep Purple e nova tour no Brasil

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp




Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.