Skunk Oil: brasileiros radicados em Boston lançam novo single

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Batalha, Fonte: ASE Music, Press-Release
Enviar correções  |  Ver Acessos

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

Com a boa receptividade do primeiro single, "Elephant's Paw", lançado em maio, a banda Skunk Oil apresenta o novo trabalho, "Ritual". "É o equilíbrio entre tensão e relaxamento, que torna a música misteriosa e envolvente. A jornada dinâmica, através da idolatria de um indivíduo, pode ser visceral e intensa, mas também bela e misteriosa. Essa é a nossa visão para 'Ritual', o segundo single", descreveu o guitarrista Dennis D'Angelo.

Os mais feios: Gene Simmons, Lemmy Kilmister, Alex Van Halen...Rolling Stone: as melhores músicas com mais de sete minutos

Criado das cinzas do Skeletons In The Closet, o Skunk Oil conta com os brasileiros radicados em Boston (EUA) - Dennis D'Angelo (guitarra), Lucas Tadini (teclado), Caio Moskalkoff (bateria) e Bruno Silva (baixo) -, além do vocalista finlandês Jaska Isola. "Nos conhecemos pouco tempo antes de nos formarmos na Berklee College of Music, mas só no fim do ano passado que a banda veio a ser formada e pudemos retomar os trabalhos, já que temos três membros que vieram da Skeletons In The Closet, projeto que não tinha lançado nenhum material oficial no mercado", recordou D'Angelo.

Praticando um som com referências ao Black Sabbath, Led Zeppelin, Alice in Chains e Soundgarden, além de influências de Queens of the Stone Age, Royal Blood, All Them Witches e The Mars Volta, o grupo prepara o lançamento de um EP, agendado para ser lançado em agosto. "Parece simples termos influências tão abrangentes, mas cada uma das nossas músicas tem uma vibe única, desenhando cenários e sentimentos diferentes. Este EP é o resultado de dois anos e meio de produção e gravações com a Skeletons In The Closet, que terminou quando iniciamos os planos de nos realocarmos para Los Angeles", explicou D'Angelo. "Assim, Caio, Lucas eu decidimos finalizar o EP e formar o Skunk Oil para darmos continuidade aos trabalhos. É justamente por isso que o EP terá o título 'Skeletons In The Closet', não só em referência ao passado, mas também por representar bem a temática das letras", acrescentou.

Foto: Charles Souza

Site relacionado:
www.skunkoilband.com



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Skunk Oil"


Os mais feios: Gene Simmons, Lemmy Kilmister, Alex Van Halen...Os mais feios
Gene Simmons, Lemmy Kilmister, Alex Van Halen...

Rolling Stone: as melhores músicas com mais de sete minutosRolling Stone
As melhores músicas com mais de sete minutos

Evanescence: estranha criatura em foto de Amy Lee com seu filhoEvanescence
Estranha criatura em foto de Amy Lee com seu filho

Alfabeto do Rock: as 15 melhores músicas de MetalAlfabeto do Rock
As 15 melhores músicas de Metal

Intrigas: Bandas em família que terminaram malIntrigas
Bandas em família que terminaram mal

Motorhead: fóssil ganha nome em homenagem a LemmyMotorhead
Fóssil ganha nome em homenagem a Lemmy

Destruction: quem é rico não pode fazer thrash metalDestruction
Quem é rico não pode fazer thrash metal


Sobre Ricardo Batalha

Ricardo Batalha, formado em Direito pela FMU, é um dos diretores da empresa ASE Press, integra o conselho editorial do Jornal Momento Notícias e vem trabalhando de forma fixa na Revista Roadie Crew desde 1996. Começou editando os fanzines Deathcore e Silent Rage e se tornou uma biblioteca do Metal brasileiro, colaborando para diversos veículos de mídia ligados ao Heavy/Rock desde os anos 1980. Suas bandas preferidas são Black Sabbath, Judas Priest e Accept, mas nunca escondeu a predileção pelo Hard Rock dos anos 80, especialmente o Ratt.

Mais matérias de Ricardo Batalha no Whiplash.Net.