Saxon: baterista é mordido por cachorro e quase perde parte do nariz

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Facebook
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nigel Glocker, baterista do SAXON, foi mordido por um cachorro e quase perdeu parte do nariz. O baterista postou ontem uma foto mostrando os pontos, mas tranquilizando os fãs. Felizmente, apesar do susto e da dor que deve ter sentido, tudo está bem com um dos nossos bateristas preferidos.

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1981Megadeth: Dave explica por que não tocar "The Conjuring"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Eu estava no pub na noite passada, acariciando um cachorro quando ele decidiu que não gostava do meu rosto e tirou metade do meu nariz. Eu tive mais de 100 pontos dentro e fora do nariz e ele foi reimplantado.

A Gina [N.R. sua esposa] disse que por isso e pela cicatriz no meu couro cabeludo [N.R. Nigel foi internado às pressas em 2014 com uma hemorragia cerebral e teve que se submeter a uma cirurgia] eu deveria mudar meu nome para FrankenNigel.

A boa notícia é que não há problemas para os próximos shows - até breve!"



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Saxon"


Anos 80: cinco nomes do metal que se entregaram ao glam metalAnos 80
Cinco nomes do metal que se entregaram ao glam metal

Saxon: por que não cresceram como o Iron Maiden? Biff Byford opinaSaxon
Por que não cresceram como o Iron Maiden? Biff Byford opina


Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1981Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1981

Megadeth: Dave explica por que não tocar The ConjuringMegadeth
Dave explica por que não tocar "The Conjuring"


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

adGoo336