Nirvana: violão de Kurt supera guitarra de David Gilmour e se torna o mais caro do mundo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda
Enviar Correções  

Conforme noticiado no início da semana, o violão usado por Kurt Cobain para a gravação do quadro "MTV Unplugged" com sua banda, o Nirvana, foi leiloado por US$ 6 milhões (cerca de R$ 31,5 milhões na cotação atual). A estimativa inicial era seis vezes menor, mas o instrumento, modelo Martin D-18E 1959, surpreendeu e bateu recordes.

Nirvana: violão utilizado por Kurt em show acústico é leiloado por fortunaNirvana
Violão utilizado por Kurt em show acústico é leiloado por fortuna

Com a venda por US$ 6 milhões, o violão de Kurt Cobain se tornou a guitarra, seja acústica (incluindo violões) ou elétrica, mais cara do mundo. O valor obtido no leilão bateu, de longe, os US$ 3,9 milhões obtidos no ano passado com a guitarra Fender Black Stratocaster 1969 de David Gilmour, do Pink Floyd.

Veja, abaixo, as cinco marcas batidas pelo violão de Kurt Cobain:

- A guitarra (acústica ou elétrica, o que inclui violões) mais cara do mundo;

- O violão / guitarra acústica mais caro do mundo;

- O violão modelo Martin mais caro do mundo;

- Peça de recordação (memorabilia) mais cara do mundo;

- Peça de recordação (memorabilia) do Nirvana mais cara do mundo.

Observação: a Black Strat de David Gilmour segue como a mais cara guitarra elétrica, em forma convencional e excluindo violões, do mundo.

David Gilmour: leilão de guitarras arrecada fortuna e bate recorde mundialDavid Gilmour
Leilão de guitarras arrecada fortuna e bate recorde mundial

O comprador do violão Martin de Kurt Cobain foi Peter Freedman, fundador da RØDE Microphones. "Quando soube que esse violão lendário estava para leilão, sabia que era uma oportunidade única para garanti-lo e usar como um veículo para destacar as lutas que os artistas sempre enfrentam. Nosso mercado foi abalado pela Covid-19", afirmou ele, em comunicado, destacando que os músicos precisam ter melhores condições de trabalho.

O violão de Kurt Cobain

Kurt Cobain usou o violão Martin em questão para gravar a participação do Nirvana no quadro "MTV Unplugged", em Nova York, Estados Unidos, no dia 18 de novembro de 1993. A apresentação aconteceu cerca de 5 meses antes de sua morte - ele cometeu suicídio em abril de 1994, aos 27 anos. O registro do show foi lançado apenas no fim de 1994, no álbum e vídeo "MTV Unplugged in New York".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O violão Martin D-18E 1959 é, por si só, raríssimo. Apenas 302 violões desse modelo foram feitos - e o que estava em posse de Kurt era o sétimo da linha de produção. Além disso, Cobain customizou sua unidade com captação Bertolini, o que o torna ainda mais incomum.

O instrumento acompanha um case hard-shell decorado por Kurt Cobain - com um flyer do álbum "Feel the Darkness" (1990), do Poison Idea, banda de punk rock - e que traz adesivos de retirada de bagagem que não foram retirados dele até hoje, além do pacote original de cordas de aço, três palhetas e uma bag de camurça "stash" com decoração.

Perdido em divórcio

Com a morte de Kurt Cobain, em 1994, o violão ficou em posse de sua viúva, Courtney Love, e a filha, Frances Bean Cobain. Em 2018, Frances acabou perdendo o instrumento ao divorciar-se de seu então marido, Isaiah Silva.

Os dois se casaram em 2014, mas se separaram em 2016. A partir daí, foi iniciado uma longa negociação extrajudicial para oficializar o rompimento. O motivo? Isaiah Silva pediu uma pensão mensal de US$ 25 mil para Frances Bean Cobain (por ela receber US$ 95 mil somente com direitos de imagem do pai) e afirmou que não iria devolver o violão que ela queria de volta. Ele alegou que havia ganhado o instrumento de Frances como presente de casamento.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Para evitar que a situação chegasse aos tribunais, Frances Bean Cobain optou por ceder o violão. Contudo, ela só chegou a um acordo com Isaiah Silva após a mãe do filho dele ter concordado em desocupar a casa onde vive o casal, em Los Angeles. O imóvel foi adquirido por Frances e voltou a ser propriedade de sua família. Isaiah também abriu mão da pensão que estava pedindo.

Embora a ação de divórcio não tenha chegado aos tribunais, Isaiah Silva processou a mãe de Frances, Courtney Love, acusando a antiga sogra de "entrar em uma conspiração com várias pessoas para invadir sua casa, espancá-lo, sequestrá-lo e tentar matá-lo para recuperar o lendário violão de Cobain". Nos documentos judiciais, ele diz Kurt Cobain teria pedido divórcio de Courtney antes de cometer suicídio em 1994, aos 27 anos. Isaiah Silva citou a informação a creditando a Wendy O'Connor, mãe de Kurt.

Para reforçar suas acusações contra Courtney Love, Isaiah Silva citou algumas informações que teriam sido reveladas a ele por Wendy O'Connor. Segundo Isaiah, Courtney fez ameaças à irmã de Kurt Cobain, Brianne, quando foram expressas suspeitas em relação à morte do músico. Ainda de acordo com as palavras de Silva, Wendy revelou que Kurt solicitou divórcio e que, após a morte dele, Courtney queimou os papéis com o pedido. O resultado desse processo movido por Isaiah contra Courtney não foi divulgado.

Nirvana: filha de Kurt Cobain está brigando pelo seu violãoNirvana
Filha de Kurt Cobain está brigando pelo seu violão

Kurt Cobain: Frances perdeu violão do Unplugged para ex-maridoKurt Cobain
Frances perdeu violão do Unplugged para ex-marido

Courtney Love: processada por ex-genro sob acusação de tentar matá-loCourtney Love
Processada por ex-genro sob acusação de tentar matá-lo

Kurt Cobain: Frances perdeu violão do Unplugged para ex-maridoKurt Cobain
Frances perdeu violão do Unplugged para ex-marido

FONTE: Guitarload
https://guitarload.com.br/2020/06/22/kurt-cobain-violao-unpl...




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Black Sabbath: Nos separamos por causa do Live EvilBlack Sabbath
"Nos separamos por causa do Live Evil"

Loudwire: as dez melhores bandas da era GrungeLoudwire
As dez melhores bandas da era Grunge


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280