Matérias Mais Lidas

imagemComo Max Cavalera aprendeu inglês tendo abandonado a escola aos 12 anos de idade

imagemVangelis, compositor de cinema e lenda do prog rock grego, morre aos 79 anos

imagemJames LaBrie fala sobre a possibilidade de trabalhar novamente com Mike Portnoy

imagemKiko Loureiro explica por que acha uma merda seu solo de guitarra em "Rebirth"

imagemAdrian Smith e a volta ao Maiden: "queriam o Bruce e já tinham dois guitarristas"

imagemDez músicas muito legais do Iron Maiden que não são cantadas por Bruce Dickinson

imagemJonathan Davis, do Korn, explica qual seu problema com o Cristianismo

imagemVocalista do Gwar diz que integrantes do Maiden são "um bando de velhas britânicas"

imagemQuando Angus Young, do AC/DC, detonou o Led Zeppelin e os Rolling Stones

imagemLes Claypool, do Primus, explica por que não se tornou baixista do Metallica

imagemO segredo da longevidade do baixista do Guns N' Roses tem inspiração nos Stones

imagemTico Santta Cruz sai em defesa de Juliette na polêmica com Samantha Schmutz

imagemMetallica divulga vídeo oficial de "Sad But True" ao vivo em Curitiba

imagemNeil Carter não é fã da voz de Ozzy e diz que sem bons músicos, história seria diferente

imagemRage Against The Machine vem ao Brasil em dezembro, diz José Noberto Flesch


Stamp

Metallica: veja o primeiro (e curioso) cartão de visitas da banda

Por Mateus Ribeiro
Em 19/01/21

Não é segredo para ninguém que o METALLICA é uma das maiores bandas de metal da história. O quarteto liderado por James Hetfield e Lars Ulrich vendeu milhões de discos e arrasta multidões por onde passa. Porém, nem sempre as coisas foram assim, afinal de contas, ninguém vira gigante do dia para a noite.

Se atualmente, a banda toca em todos os lugares do Planeta Terra, no início da caminhada dos quatro cavaleiros, a coisa era um pouco diferente. O METALLICA até precisava de um cartão de visitas para se apresentar e tentar arranjar algumas apresentações. O baixista original da banda, Ron McGovney, mostrou ao mundo como era a primeira versão deste cartão.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ron publicou o item (que não deixa de ser histórico) em seu perfil do Twitter no último domingo (17 de janeiro), explicando que tudo começou em sua residência. "Cartão de visitas original do Metallica. O número de telefone é o que eu tinha em 1979 no meu quarto. Eu me mudei para nossa casa alugada em 1981 e levei o número junto. Essa casa foi onde o Metallica começou...".

É curioso notar que na época, a banda se apresentava como "power metal", termo que anos mais tarde se tornou o nome de um subgênero do heavy metal, que consagrou nomes como HELLOWEEN e STRATOVARIUS. Por outro lado, vale ressaltar que o termo thrash metal também não existia.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O cartão foi criado por Ron, conforme ele disse há alguns anos em entrevista concedida à rádio Shockwaves. "O cartão foi criado para enviarmos aos promotores [de eventos] junto da nossa demo e deveria ter apenas o nome da banda e um telefone de contato. Mas eu achei muito simples e resolvi colocar alguma coisa abaixo do logotipo. Eu não queria colocar ‘hard rock’ ou ‘heavy metal’, então eu criei o termo ‘power metal’. Pelo que me recordo, nenhuma banda havia o utilizado".

Apesar de Ron achar que sua ideia tinha um bom apelo, Lars Ulrich não gostou do que viu. "Eu me lembro de ter mostrado os cartões. O Lars ficou muito puto da vida comigo. Ele disse ‘O que você fez? Que diabos é power metal? Eu não acredito que você fez algo tão estúpido. Nós não podemos usar esse cartão com essas palavras’".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mesmo com o esporro de Lars, aparentemente o cartão deu resultados, já que tempos depois, a banda gravaria a lendária demo "No Life ‘til Leather" e começaria a escrever uma das histórias mais bonitas da música pesada.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

PRB
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Kip Winger em 2007: "Metallica se tornou a piada do rock!"



Sobre Mateus Ribeiro

Fã de Ramones, In Flames e Soilwork. Ouve (quase) tudo, desde rock clássico até black metal.

Mais matérias de Mateus Ribeiro.