RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas


Neophitus: banda de death metal apresenta lyric video "Tupinambás"

Por Ricardo Batalha
Fonte: ASE Music
Postado em 04 de fevereiro de 2021

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

"Tupinambás", uma das faixas do EP "Anthropophagy Ritualis", novo material da banda de death metal de Bertioga (SP) Neophitus, foi lançada como single no final de 2020 e agora recebeu um lyric video. Agendado para ser lançado em março pela Canil Records, o EP conceitual, que contou com arte de capa criada pelo artista Rodrigo Desoper (Desoper Arts), é baseado no ritual antropofágico dos Tupinambás. "Nosso EP fala sobre os Tupinambás e esta música narra a história da tribo, seus rituais, sua bravura e astúcia", explicou o vocalista Alex Pinho.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

O grupo, formado por Alex Pinho (vocal), Pablo Baez e Vinicius de Souza (guitarras), André Pavani (baixo) e Nando Morais (bateria), foi criado em maio de 2000. "Quando criamos a banda, nosso propósito era o de executar brutal death metal técnico, com passagens cadenciadas e mórbidas", declarou o guitarrista Pablo Baez. "Já a parte lírica é baseada na filosofia, psiquiatria e história. Cada sentimento que move o ser humano como: ódio, dor e traição", acrescentou Pinho.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

Confira as faixas do EP conceitual "Anthropophagy Ritualis", gravado, editado e masterizado por André Marques no Monolito Estúdios, em Mogi Das Cruzes (SP).

1- Tamoios War
2 - Tupi or Not Tupi
3 - Tupinambás
4 - Born To Die

"Tupi or Not Tupi" é baseada no conflito do povo indígena em manter sua identidade após a catequização. "Eles foram ser 'convencidos' a deixarem seus costumes, cultura, tradições e adotar a do homem europeu, ou confrontá-los para manter viva a sua própria cultura", detalhou Vinicius Souza. "Já a música 'Born To Die' discorre sobre como um inimigo capturado era tratado no decorrer anterior ao ritual. Para ele, se oferecia as melhores comidas, aposentos e mulheres. Caso tivesse um filho neste período, ao completar a maioridade teria o mesmo destino do pai 'inimigo capturado': a morte ritualística antropofágica", concluiu André Pavani.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

Plataformas digitais:
https://bit.ly/Neophitus_Tupinambás

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | Alex Juarez Muller | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Geraldo Fonseca | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Ricardo Batalha

RICARDO BATALHA tem uma trajetória que se confunde com a própria história do heavy metal no Brasil. Trabalha na revista Roadie Crew desde 1996 e é um dos diretores da ASE Press/Music. Além do trabalho de consultoria e assessoria, vem colaborando para diversos veículos de mídia ligados ao heavy/rock desde os anos 1980. Também é editor no portal Panorama Audiovisual Brasil.
Mais matérias de Ricardo Batalha.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS