RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemOzzy Osbourne cancela tour europeia por conta de sua saúde; "Meu corpo ainda está fraco"

imagemA opinião de Slash sobre Dave Mustaine e "Rust In Peace", clássico do Megadeth

imagemOs 4 fatores determinantes que levaram Renato Russo a dependência química

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemOs 10 maiores vocalistas de heavy metal de todos os tempos, em lista do Ruthless Metal

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemMike Portnoy comprou "Piece Of Mind", do Maiden, em excursão escolar

imagemComo Tommy Lee e o Mötley Crüe ajudaram Axl Rose a escrever "November Rain"

imagemRolê aleatório: Geoff Tate e Rhapsody se divertem no aeroporto

imagemOs 10 maiores álbuns da história do grunge, em lista do Brave Words

imagemPara John Lennon, os Beatles poderiam ter acontecido sem George e Ringo

imagemTodos os álbuns do Ghost, do pior para o melhor, em lista do Loudwire

imagemQual era a opinião de Tony Iommi sobre Ozzy Osbourne solo e Randy Rhoads em 1984?

imagemEx-guitarrista do Megadeth não liga para Mustaine e diz que está "fazendo dinheiro para ele"

imagemA medida extrema que Dio pensou em tomar por não curtir "Rainbow in the Dark"


Stamp

Spinal Tap: "Grandes no Reino Unido", eles enganaram jornalistas na época do filme

Por Igor Miranda
Postado em 04 de março de 2021

Hoje, todos sabemos que o Spinal Tap não é uma banda de verdade - ou, ao menos, não era real na época em que o filme "This Is Spinal Tap" foi lançado, em 1984. O famoso pseudodocumentário apresenta a história de um grupo fictício, debochando das bandas de heavy metal daquele período.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Na década de 80, porém, o acesso à informação era algo um pouco mais complicado. Dessa forma, muita gente chegou a pensar que o Spinal Tap existia de fato. Até mesmo jornalistas dos Estados Unidos caíram na mentira quando tiveram a oportunidade de estar com eles.

A situação foi narrada pelo fotógrafo Mark Weiss em uma publicação no Instagram. O profissional revelou ter produzido imagens da banda, nos bastidores da MTV, antes do filme ter sido lançado.

"Eu acabava de ser contratado como um dos fotógrafos da MTV, para clicar artistas enquanto eles eram entrevistados. [...] O diretor do filme (Rob Reiner) no set falou a todos sobre como o Spinal Tap era grande na Inglaterra e que provavelmente nunca teríamos ouvido falar deles, porque a banda nunca estourou nos Estados Unidos", contou Weiss, inicialmente.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Tanto o fotógrafo quanto os outros profissionais que acompanhavam a entrevista do Spinal Tap "caíram feito patinhos" na história. "Especialmente eu, um fotógrafo de 22 anos ingênuo, porém agressivo, procurando por uma banda para fazer turnê com ela fora dos Estados Unidos", relatou Mark.

O pessoal só descobriu que o Spinal Tap não era uma banda de verdade depois que eles saíram do set. "Eram atores. Um deles era Michael McKean, o Lenny do programa 'Laverne & Shirley'. Preciso dizer que me senti feito um idiota", afirmou o fotógrafo.

Em seguida, a publicação apresenta um diálogo entre Mark Weiss e Michael McKean, que interpretava o músico David St. Hubbins no Spinal Tap.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Falei: 'olá, sou Mark Weiss, fotógrafo de set da MTV, podemos tirar algumas fotos antes da banda começar a ser filmada pela câmera da MTV?'. David disse: 'quem é você?'. Repeti a ele, mas na segunda situação eu falei que também era fotógrafo da equipe da revista Circus. Ele gritou para os outros: 'ei, esse garoto acha que nós pertencemos à Circus e quer tirar fotos da gente'. Derek Smalls (Harry Shearer) gritou: 'ele pensa que somos um bando de animais'. Os três falaram isso bem perto da minha cara", revelou o retratista.

Após Mark Weiss sentir-se intimidado, o diretor Rob Reiner ficou um pouco preocupado. Porém, a sessão de fotos acabou acontecendo. "Quando eu mostrei as fotos para Doreen Lauer, a assessora que me contratou, e contei a história, ela deu uma boa risada e disse que eles não eram uma banda de verdade", concluiu.

Guns N' Roses: alguém sabotou o Spinal Tap no Tributo a Freddie Mercury?

Spinal Tap: "Deus se parece com Phil Collen, do Def Leppard"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps



Spinal Tap: "Deus se parece com Phil Collen, do Def Leppard"

Guns N' Roses: alguém sabotou o Spinal Tap no Tributo a Freddie Mercury?

Spinal Tap: "Grandes no Reino Unido", eles enganaram jornalistas na época do filme


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.
Mais matérias de Igor Miranda.