Matérias Mais Lidas

imagemO álbum que chocou colégio de freiras de Rafael Bittencourt e foi "libertador"

imagemHá 20 anos, Frejat explicava como Raimundos não se dobrava perante gravadora

imagemDez bandas de rock e metal que gravaram versões para músicas de outros estilos

imagemRaimundos: A surpreendente maneira como Digão conheceu Rodolfo, segundo o próprio

imagemRegis Tadeu coloca o dedo na ferida e aponta o grande erro do rock nacional dos anos oitenta

imagemAxl Rose faz piada de gosto duvidoso sobre incidente com microfone

imagemA música do Queen que Brian May pensou que era uma brincadeira

imagemB. B. King sobre John Lennon ter dito que queria tocar como ele

imagemEmpresária do Judas Priest conta como foi o encontro de K.K. Downing com ex-companheiros

imagemSlash falhou em seguir o conselho de Keith Richards, que mesmo assim foi lá e o apoiou

imagemBandas de heavy metal que lançaram discos em quatro décadas diferentes

imagemOs curiosos dois significados da expressão "Eu quero ver o oco", segundo Digão

imagemA visionária melhor música do Genesis na opinião de Steve Hackett

imagemEdu Falaschi critica apresentador do SporTV por crítica à CR7: "Falar até papagaio fala"

imagem"Houve muita escuridão em minha vida", afirma James Hetfield


Lift Detox
Stamp

Lars Ulrich: a importância de Charlie Watts para o futuro do Metallica

Por Bruce William
Postado em 27 de agosto de 2021

Falando para a revista Rolling Stone, Lars Ulrich comentou a morte de Charlie Watts, que faleceu no dia 24 de agosto, aos 80 anos de idade.

"Mexeu fundo em vários níveis. Claro, como fã dos Stones, é meio que o fim de uma era para a banda, pois ele foi o único baterista que registrou todas as gravações. É uma perda imensa na sonoridade da banda, cujos holofotes sempre recaíram para Mick (Jagger) e Keith (Richards), muitas pessoas não compreendem o quão importante ele era. E, sob este ponto de vista, como um fã dos Stones, é uma grande perda".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Depois Lars afirma ainda que Charlie era a "força motriz" por trás dos Rolling Stones, e que ele era responsável por fazer as músicas da banda terem suingue, balanço e atitude. "Vê-lo tocar quando já estava com mais de setenta anos foi motivador. O Metallica está 20, 25 anos atrás, mas isto me fez crer que há possibilidade da gente continuar por muito tempo. Não havia ninguém acima dos Stones neste quesito, e Charlie estava no topo. Claro que há incríveis bateristas de jazz que tocaram até depois dos oitenta anos, mas ninguém acima de Charlie em termos de rock'n'roll".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

FONTE: Blabbermouth
https://www.blabbermouth.net/news/metallicas-lars-ulrich-pays-tribute-to-charlie-watts-he-was-such-a-significant-part-of-the-rolling-stones-sound/

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Summer Breeze
Samael Hypocrisy


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Slash falhou em seguir o conselho de Keith Richards, que mesmo assim foi lá e o apoiou

Para Keith Richards, Robert Plant era "um Elvis britânico, como Mick Jagger"

Felipe Neto está seguindo os passos de Mick Jagger nos jogos da Copa

O exemplo que Mick Jagger transmite para os roqueiros, conforme Paulo Ricardo

Cinco músicas lançadas há mais de 50 anos que continuam fazendo sucesso

Irmão de Rory Gallagher relembra sua (quase) entrada para os Rolling Stones

Rock e Futebol: e se as seleções da Copa do Mundo fossem bandas?

O dia que filha do Ron Wood, dos Rolling Stones, resolveu tietar o Cidade Negra

Nos anos 90 Mick Jagger não gostava de Nirvana, mas curtia Pearl Jam

O dia que o exagerado Keith Moon jogou gato na namorada após briga

Rolling Stones lançará álbum com participação do saudoso Charlie Watts

Charlie Watts: "Eu culpo o Led Zeppelin por shows de duas horas"

Slash lista seus álbuns preferidos dos Rolling Stones

Charlie Watts sobre Keith Moon: "Ele estava mais para três pessoas em uma"

Aerosmith: Joe Perry comenta sua música preferida dos Rolling Stones

Keith Richards quase morre eletrocutado no palco

Keith Richards: "Garoto Propaganda" da Louis Vuitton

CDs: sua coleção pode valer uma fortuna e você nem sabe disso

Black Sabbath: Tony Iommi explica diferença entre Dio e Ozzy

Cranberries: A triste história da letra de "Zombie"


Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William.