RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemTodos os rockstars que já recusaram ser condecorados pela rainha Elizabeth II

imagemO hit de Cazuza feito durante internação e que seria indireta para affair Ney Matogrosso

imagemManeskin e o grande temor que Gastão Moreira tem em relação à banda

imagemArnaldo explica por que saía do palco quando Titãs tocava hit de "Cabeça Dinossauro"

imagemAxl e o pequeno gesto com Slash comprovando que as tretas do passado ficaram pra trás

imagemO protagonismo do Sepultura em relação a Anitta, segundo João Gordo

imagem"Hi Regis, I'm Paul!": o dia em que Paul McCartney ligou para Regis Tadeu

imagemMembro do Guns N' Roses vai na Galeria do Rock de SP e compra camiseta oficial

imagemPor que Casagrande precisou de escolta de psicóloga para participar de programa de Gordo?

imagemBob Dylan revela como conhecer seu maior ídolo o fez deixar de venerar pessoas

imagemO revoltante motivo que fez gravadora não aceitar Jairo Guedz como baixista do Ministry

imagemRenato Russo tentava boicotar Legião marcando show em dia de jogo na copa de 1994

imagemA surpreendente música do Metallica que Trujillo mostraria para quem não conhece a banda

imagemO dia que Renato Russo colocou companheiro da Legião em saia justa após piti homérico

imagemRussos usam música do Slipknot e Abba como tortura, diz ex-prisioneiro


NFL Steve Harris

The Doors: Robby Krieger conta suas primeiras impressões de Jim Morrison e Ray Manzarek

Por André Garcia
Postado em 23 de agosto de 2022

Na segunda metade da década de 60, o The Doors surgiu pelos bares de Venice Beach, Los Angeles, e em poucos anos já era uma das maiores bandas de rock dos Estados Unidos. Formado pelo enigmático e imprevisível vocalista Jim Morrison e o tecladista Ray Manzarek na faculdade de cinema na UCLA, contava também com Robby Krieger na guitarra e John Densmore na bateria.

Foto: Divulgação - Capa do Primeiro Álbum
Foto: Divulgação - Capa do Primeiro Álbum

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em entrevista para a Guitar World, o guitarrista foi perguntado sobre a primeira impressão que ele teve tanto de Jim Morrison quanto de Ray Manzarek:

Guitar World: Qual foi sua primeira impressão de Jim Morrison?

Robby Krieger: Eu o conheci quando ele veio na minha casa com John Densmore, e ele me pareceu bem normal. Eu não tive a impressão de ter algo de diferente com ele até o fim de nosso primeiro ensaio. Inicialmente, estava tudo legal, até que um cara apareceu procurando Jim. Alguma coisa tinha dado errado com uma compra de drogas, e Jim ficou louco. Pirou completamente. Eu pensei: 'Jesus Cristo, esse cara não é normal!'

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Guitar World: Qual foi sua primeira impressão de Ray Manzarek?

Robby Krieger: Quando o conheci, ele era 'o cara do campus' no curso de cinema da UCLA. Na verdade, nossa primeira apresentação como banda foi fazer a trilha sonora para um dos filmes de estudante dele. Depois, Ray ficou diante de um auditório lotado e fez um discurso. Eu me lembro bem porque ele os tinha na palma da mão. Ele foi simplesmente hipnótico. Ele era uma grande figura, mas Jim meio que manteve ele em seu lugar. Jim era tão maluco que sobrecarregava a personalidade de Ray — o que, estranhamente, formou um bom equilíbrio.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Robby e Ray tocaram com Jim Morrison até o final das gravações de "L. A. Woman" (1971). Após concluir os vocais de "Riders on the Storm", ele partiu para um retiro na França em busca de se recuperar mental e fisicamente. Entretanto, de lá ele jamais retornou, tendo sido encontrado morto no mesmo ano.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Os dois rockstars que influenciaram Casagrande a entrar no mundo das drogas

The Doors: Robby Krieger fala sobre a difícil convivência com Jim Morrison

The Doors: O motivo pelo qual Jim Morrison preferia tocar em locais pequenos

Alice Cooper revela que verso de clássico do The Doors foi inspirado por ele

The Doors: Robby Krieger conta suas primeiras impressões de Jim Morrison e Ray Manzarek

O motivo pelo qual Frank Zappa não gostava de Jim Morrison e o The Doors

The Doors comenta a gravação da icônica faixa "Riders on the Storm

The Doors: Produtor dizia que "Love Her Madly" era "ruim pra c*cete"

The Doors e seu desastroso último show com Jim Morrison

The Doors: Tecladista Ray Manzarek acreditava que Jim Morrison forjou sua morte

The Doors: A opinião de Jim Morrison sobre Pink Floyd e Miles Davis

Ultimate Classic Rock: As 10 melhores músicas que encerram álbuns

The Doors: banda não sabia o que fazer em relação a Jim Morrison

Em 03/07/1971: Jim Morrison, do The Doors, é encontrado morto na banheira

Fotos de Infância: Gene Simmons, do Kiss

Marilyn Manson: ele removeu costelas para praticar autofelação?


Sobre André Garcia

Sou redator e tradutor freelancer e escritor, autor do livro de contos Liber IMP. Ouço rock desde pequeno, leio coisas sobre bandas desde sempre e escrevo sobre ela já tem anos. Cresci como fã de Iron Maiden e paladino do rock, mas já me tratei. Hoje sou fã de nomes como Beatles, David Bowie, The Cure, Kraftwerk e Velvet Underground, e de cenas como a Londres psicodélica, a Nova Iorque proto-punk e a Manchester pós-punk. Escrevo notas e notícias rápidas para o Whiplash.Net visando compartilhar conteúdo relevante sobre música e cultura pop.

Mais matérias de André Garcia.