Matérias Mais Lidas

imagemSlash falhou em seguir o conselho de Keith Richards, que mesmo assim foi lá e o apoiou

imagemO dia que Ivete Sangalo arrasou cantando Slayer com João Gordo na TV aberta

imagemJulian Lennon relembra quando Paul McCartney escreveu "Hey Jude" para ele

imagemA visionária melhor música do Genesis na opinião de Steve Hackett

imagemA opinião de Rita Lee sobre a fenomenal Cássia Eller

imagem"Raimundos nunca quis ser manual de conduta para ninguém", diz Digão

imagemA hilária crítica de Roberto Frejat contra fala cheia de "pretensão" do Bon Jovi

imagemNoel Gallagher revela seu único arrependimento em sair do Oasis

imagemO motivo que levou Michale Graves a fugir da própria turnê na América Latina

imagemOs curiosos dois significados da expressão "Eu quero ver o oco", segundo Digão

imagemDicionário do Metal: cinco bandas com a letra A

imagemCinco discos de heavy metal para ouvir sem pular nenhuma faixa

imagemO motivo que fez com que cena do rock dos anos 1980 fosse inexpressiva em Belo Horizonte

imagemUriah Heep: a audição de David Coverdale para substituir David Byron

imagemO dia que Digão assistiu ensaio da Legião Urbana sem saber que era a banda


Summer Breeze
Samael Hypocrisy

Joe Lynn Turner comenta sua entrada e sua saída do Deep Purple

Por André Garcia
Postado em 03 de novembro de 2022

Quando se fala de Deep Purple, a maioria dos fãs logo pensa na formação MK II, de álbuns como "Machine Head" (1972). Muitos se limitam a ouvir apenas essa formação, a mais clássica, e a MK III, que produziu "Burn" (1974). Por conta disso, certas fases parecem ter caído no esquecimento, como a do "Come Taste the Band" (1975), o único com Tommy Bolin na guitarra; e o "Slaves and Masters (1990), o único com Joe Lynn Turner no vocal.

Foto: Mark Weiss
Foto: Mark Weiss

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Joe Lynn Turner além de já ter tocado com Ritchie Blackmore no Rainbow de 1980 a 84, ainda tinha no currículo uma passagem pela banda de Yngwie Malmsteen de 1987 a 89. Contratado pelo Deep Purple em 1989 para substituir Ian Gillan, conforme publicado pela Ultimate Classic Rock, ele contou como foi sua entrada e sua saída da banda.

"Fui chamado de última hora" disse ele em entrevista para a BraveWords, "porque o road manager Colin Hart me ligou e perguntou 'Topa vir fazer um teste [para o Deep Purple]? E eu respondi 'Tenho que fazer teste?'"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Então dirigi até lá, e lá estavam eles, em uma velha e abandonada estação de ski, na parte do bar, fedendo a cigarro e cerveja. Assim que eu entrei, [Ritchie] Blackmore começou a tocar, e eu fui para o microfone. Aí então Jon Lord, que Deus o tenha, começou a fazer alguma coisa, e aquilo se tornou 'The Cut Runs Deep', bem ali mesmo. Depois da jam eles olharam um para o outro e disseram 'Esse é o cara!' E foi assim que aconteceu."

O vocalista observou que na época tinha propostas de outras bandas, como The Foreigner and Bad Company, mas "eu insisti 'Quero entrar para o Purple!' e foi o que fiz. Nunca olhei para trás, e não me arrependi por um único minuto."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A passagem de Turner pelo Deep Purple chegou ao fim em 1992, no começo da produção do novo álbum, "The Battle Rages On…" (1993). Ao ser questionado se ficou desapontado com aquilo, ele confessou que sim.

"Sim, tenho que dizer que foi uma decepção, mas eu sabia que ia acontecer. Eu sabia por que estava acontecendo. Eu sabia que eles conseguiram um contrato enorme com a BMG para colocar Gillan de volta na banda. Não se deixa passar alguns milhões de dólares assim, então eles ficaram, tipo, 'Foi mal, Joe'."

"Todo mundo gostava de dizer 'Joe foi demitido', mas a verdade é que eu não fui. Eu disse: 'Vou sair de cena para que o Purple possa surgir de novo'. Porque eu sempre amei o Purple." Reconhecendo que "Slaves and Masters" não é exatamente um dos discos preferidos dos fãs, ele defendeu o trabalho dizendo que "levamos muita porrada por causa daquele álbum, mas, se você prestar atenção nele… até que é bem legal!", concluiu.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Lift Detox
Stamp


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Lars Ulrich poderia tocar músicas do Rush com Geddy Lee e Alex Lifeson?

Deep Purple: Ian Gillan lamenta morte de esposa, com quem estava casado há 38 anos

Deep Purple: Ian Gillan detona bandas que usam playback ao vivo

Cinco músicos que nunca voltarão para as bandas que os consagraram

Ian Gillan diz que ficou desapontado com "Born Again" e jogou álbum pela janela do carro

Ritchie Blackmore sobre Jimmy Page em 1962: "Sabia que ele seria alguém"

Ian Gillan diz que Blackmore é um pé no saco e manda reunião para o espaço

Judas Priest: "Stained Class" é um dos discos mais sinistros da banda

Judas Priest: "Sad Wings of Destiny" definiu as principais características do heavy metal

Cinco nomes do rock e do metal que morreram antes dos 30 anos - Parte I

Deep Purple: Ian Gillan compara Ritchie Blackmore a "ex-esposa que não queremos de volta"

Cinco músicas lançadas há mais de 50 anos que continuam fazendo sucesso

Como o maior riff da história do Rock foi roubado do Brasil

James LaBrie diz que "Machine Head" é o maior álbum de metal de todos os tempos

Para Ritchie Blackmore, o Deep Purple ficou "meio monocórdico" antes de sua saída

Deep Purple: os álbuns da banda, do pior para o melhor

Álbuns ao vivo: 10 grandes registros da história do rock

Ritchie Blackmore: odeia felicidade, diz que sorrir não é natural

Doors - Perguntas e Respostas

Iron Maiden: quanto tem de patrimônio cada um dos integrantes da banda?


Sobre André Garcia

Sou redator e tradutor freelancer e escritor, autor do livro de contos Liber IMP. Ouço rock desde pequeno, leio coisas sobre bandas desde sempre e escrevo sobre ela já tem anos. Cresci como fã de Iron Maiden e paladino do rock, mas já me tratei. Hoje sou fã de nomes como Beatles, David Bowie, The Cure, Kraftwerk e Velvet Underground, e de cenas como a Londres psicodélica, a Nova Iorque proto-punk e a Manchester pós-punk. Escrevo notas e notícias rápidas para o Whiplash.Net visando compartilhar conteúdo relevante sobre música e cultura pop.

Mais matérias de André Garcia.