RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas


A música que John Lennon disse que todos entenderam errado: "Nada a ver com socialismo"

Por André Garcia
Postado em 04 de junho de 2024

A fase politicamente engajada de John Lennon chegou ao auge em 1971, com os hinos "Imagine", "Happy Xmas (War Is Over)" e "Power to the People". Aquilo foi a culminação de algo que ele já havia iniciado em seus últimos anos de Beatles, com "Revolution".

John Lennon - Mais Novidades

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em 1970 ele lançou "Working Class Hero" — uma balada folk melancólica que retrata a existência de um trabalhador em um sistema feito para explorá-lo.

Por ser o país onde no século XIX teve origem a revolução industrial (que moldou o mundo em que vivemos hoje), a Inglaterra foi o primeiro país a ter uma massa tanto de trabalhadores tradicionais quanto de operários. Ambos acabaram unificados como a working class — classe trabalhadora.

Graças à visão política socialista de Lennon, o público não pensou suas vezes antes de relacionar sua letra à visão política socialista de seu autor. Conforme publicado pela Far Out Magazine, em entrevista para a Rolling Stone ele negou isso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"['Working Class Hero'] não tinha nada a ver com socialismo. Tinha a ver com 'Se você quiser fazer essa jornada e chegar onde estou, e é isso o que você será'. Porque tenho sido bem-sucedido como artista, e fui feliz e infeliz."

Na Inglaterra, "Working Class Hero" não foi um clássico instantâneo, e inicialmente virou notícia pelo fato de ter sido banida das rádios por conta do palavrão fucking no verso que diz "Até que você esteja tão f*dido da cabeça que não consiga seguir as regras deles".

Em outra entrevista também para a Rolling Stone, Lennon foi questionado se aquilo foi algo premeditado para causar controvérsia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Não, coloquei [aquela palavra] porque encaixava. Nem percebi que tinha ela duas vezes na música até que alguém me disse. Você diz fucking crazy, é assim que eu falo. Passei muito perto disso [incluir um palavrão na música] muitas vezes no passado, mas intencionalmente não coloquei, o que é uma verdadeira hipocrisia, uma verdadeira estupidez."

Uma crítica que o ex-beatle recebeu com essa música foi a de que ele estava tentando imitar Bob Dylan — assim como já havia acontecido em 1965 com "You've Got To Hide Your Love Away". "Qualquer um que cante com um violão sobre algo pesado tenderia a soar assim", minimizou ele, "mas ela não soa como Dylan para mim. Soa como Dylan para você?"

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ainda na mesma entrevista, o cantor disse que "God" e "Working Class Hero" eram "provavelmente as melhores" do disco "Plastic Ono Band".

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | Alex Juarez Muller | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Geraldo Fonseca | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre André Garcia

Sou redator e tradutor freelancer e escritor, autor do livro de contos Liber IMP. Ouço rock desde pequeno, leio coisas sobre bandas desde sempre e escrevo sobre ela já tem anos. Cresci como fã de Iron Maiden e paladino do rock, mas já me tratei. Hoje sou fã de nomes como Beatles, David Bowie, The Cure, Kraftwerk e Velvet Underground, e de cenas como a Londres psicodélica, a Nova Iorque proto-punk e a Manchester pós-punk. Escrevo notas e notícias rápidas para o Whiplash.Net visando compartilhar conteúdo relevante sobre música e cultura pop.
Mais matérias de André Garcia.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS