Acessíveis: 10 músicas que provam que headbanger também tem coração

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mateus Ribeiro
Enviar correções  |  Ver Acessos

Você, que gosta de qualquer vertente do heavy metal, com certeza já foi questionado sobre seu gosto musical. Para não perder horas explicando que o Dinho Ouro Preto e o Max Cavalera não cantam o mesmo tipo de música, tampouco são a mesma pessoa, possivelmente você vai responder que é "headbanger".

Legião Urbana: Eduardo e Mônica, uma análise psico-neuróticaPorn Metal: Filmes para inspirar os headbangers solitários

Não vai adiantar muita coisa, e aquele seu aquele parceiro novo de trabalho que só escuta as dez melhores músicas do universo do sapatênis vai achar que você se veste como um corvo, só lê livros de ocultismo, e passa a noite no cemitério bebendo vinho de segunda linha.

Caso você passe por uma situação desagradável desse nível, aqui vai uma lista de dez canções que mostram que headbanger também tem coração (e cérebro). Seja pelas melodias, ou pelas letras essas dez músicas são uma bela amostragem das inúmeras vertentes menos obscuras, e mais "acessíveis" dessa maravilha chamada metal.

De quebra, algumas dessas músicas você pode até tentar usar na arte da conquista, algo que nunca funcionou comigo, mas desejo que a força esteja com você!

Sem mais conversa mole, aperta o play aí!

1 - "Come Clarity" (In Flames)

Caso sua banda predileta for o IN FLAMES, vai ser muito difícil você explicar que os caras começaram com os dois pés no Death Metal, e hoje suas músicas podem tocar em qualquer FM do Brasil. Se foi difícil para os fãs entenderem isso, imagine para quem não tem o ouvido habituado?

A música "Come Clarity" é uma boa porta de entrada para quem não conhece a banda, além de ter uma bela letra, que aliada a uma melodia que faria até o Brock Lesnar chorar, faz da faixa título do álbum lançado em 2006 um dos momentos mais inspirados da banda, e uma das baladas mais bonitas do metal.

2 - "Promises" (Megadeth)

Sabe aquela música que te faz lembrar de algum amor que não deu certo por algum motivo? E mesmo assim, você mantém esperanças de que um dia essa história terá um final feliz? Pois bem, Dave Mustaine usou sua voz de pato para traduzir sentimentos parecidos na música mais mela cueca (e calcinha) do disco "The World Needs a Hero".

3 - "Nobody Hears" (Suicidal Tendencies)

Essa é dureza. Uma mistura de amor, rejeição e um pedido de atenção quase desesperado. Mesmo sendo uma balada, é pesada, e de certa forma, até revoltada.Um clássico!

4 - "Voice Of The Soul" (Death)

Quando se fala de heavy metal, normalmente os leigos usam como argumento o fato de que "não dá pra entender o que estão cantando". Se não quiser perder muito tempo do seu dia, mostre essa grande instrumental do DEATH, que figura entre os momentos mais marcantes da carreira do genial e saudoso Chuck Schuldiner.

5 - "We Only Say Goodbye" (Fates Warning)

Normalmente as músicas que contam com a palavra "goodbye" no título são um tanto quanto tristes. Esse clássico do FATES WARNING não fica atrás. Mas que é uma música muito bela e emocionante, isso é inegável.

6 - "Lovers In The Rain" (The Night Flight Orchestra)

Essa é pra cantar chorando, abraçado com a galera no churrasco. Mas serve também para jantar romântico, e para final feliz de filme da Sessão da Tarde.

7 - "No One There" (Sentenced)

Essa melodia. Essa letra. Esse clipe.Tudo isso não é menos que encantador.

8 - "I Walk Beside You" (Dream Theater)

Está sem ideia pra escrever um cartão de aniversário, ou dia dos Namorados? Vai na letra dessa música que não tem erro. Um dos momentos mais emotivos da carreira da banda, que vamos combinar, poderia fazer uma coletânea só com músicas de novela das oito.

9 - "Second Love" (Pain Of Salvation)

Headbanger também ama.No caso dessa música, aparentemente, a decepção está inclusa no combo.

10- "Safe Home" (Anthrax)

Uma das bandas mais versáteis do Thrash Metal, o ANTHRAX sempre abriu espaço pra tudo em sua longa carreira. Até mesmo para músicas emotivas, como esse clássico da era John Bush.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Maiores e Melhores

Legião Urbana: Eduardo e Mônica, uma análise psico-neuróticaLegião Urbana
Eduardo e Mônica, uma análise psico-neurótica

Porn Metal: Filmes para inspirar os headbangers solitáriosPorn Metal
Filmes para inspirar os headbangers solitários

Capas de disco: como seriam se fossem gifs animadosCapas de disco
Como seriam se fossem gifs animados

Rock In Rio: por que ladrões agem menos no dia do Metal?Rock In Rio
Por que ladrões agem menos no dia do Metal?

Iron Maiden: Fã em cadeira de rodas emociona Bruce em Belo HorizonteIron Maiden
Fã em cadeira de rodas emociona Bruce em Belo Horizonte

Rob Halford: Orgulho por inspirar headbangers gays a se assumiremRob Halford
Orgulho por inspirar headbangers gays a se assumirem

Simmons: Falta coragem para processar quem faz downloads!Simmons
"Falta coragem para processar quem faz downloads!"


Sobre Mateus Ribeiro

Fanático por Ramones, In Flames e Soilwork. Limeirense com muito orgulho (e sotaque).

Mais matérias de Mateus Ribeiro no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336