As regras do Metal Neoclássico

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Derek Volker
Enviar correções  |  Ver Acessos






Não basta apenas tocar na velocidade da luz todas as músicas de Johann Sebastian Bach para ser uma estrela do Metal Neoclássico. Descubra nesta esclarecedora matéria tudo o que você precisa saber para entrar de cabeça neste mundo.

1. Música Clássica é o único estilo de música que existe. Se não for Música Clássica, que seja Neoclássico. Se não for nenhum dos dois, não é bom.

2. Sua missão é convencer o mundo a reconhecer a regra número 1.

3. Nunca escute nada que foi composta depois de 1900.

4. Mesmo que você já tenha escutado.

5. Suas fontes de inspiração são Bach, Vivaldi, Mozart e Beethoven.

6. Ainda que você escute secretamente Black Sabbath, Jimi Hendrix e Van Halen.

7. A regra 3 não se aplica à regra 6. Exceto publicamente.

8. Certifique-se de ter nascido na Suécia.

9. Se você não for sueco, provavelmente você não é neoclássico.

10. Se você não é neoclássico, você não é bom. Vide regra 1.

11. Você deve optar por um instrumento próprio para solos. O que automaticamente exclui bateristas e vocalistas.

12. Sinto muito, letras só servem para preencher os espaços entre os solos!

13. Mas você vai precisar de um vocalista para manter o público acordado.

14. Afinal sua missão é levar a música clássica para os ouvintes da atualidade, que infelizmente só escutam porcaria!

15. Solos! Você precisa de solos!

16. Então você deve tocar guitarra (Yng... Michael Rom...) ou teclado (Jen Johan... Richard Ander...). Baixo não é recomendado.

17. Mas o baixista deve fazer solos também!

18. Nunca se esqueça das regras 1, 2 e 3!

19. E da regra 15.

20. Então, logicamente, você pode (e deve) utilizar partes de músicas dos seus maiores ídolos.

21. Entenda a regra 20 como uma homenagem às suas fontes de inspiração da regra 5.

22. Despreze a atitude de Katherine Thomas (The Great Kat).

23. Mas secretamente pense do mesmo modo que ela! Afinal sua missão é convencer o mundo a reconhecer a Música Clássica.

24. Se você for homem, tenha um pôster dela ao lado de quadros dos seus ídolos. Mas abaixo deles, eles são mais importantes.

25. Não lembra quem são seus ídolos? Reveja a regra 5.

26. Se você for mulher, seja como Katherine Thomas!

27. Você deve tocar com semicolcheias a pelo menos 250 batidas por minuto.

28. Menos que isso é inaceitável.

29. Em qualquer música, mesmo que seja uma balada, você deve fazer um solo na maior velocidade possível.

30. Orgulhe-se de sua velocidade, velocidade é tudo.

31. Exceto quando alguém é mais rápido que você. Nesse caso você tem muito mais feeling.

32. Algum dia, você deve regravar o 24º capricho de Paganini.

33. Se você toca guitarra, sua técnica foi inspirada em Paganini.

34. Não importa quantas vídeo-aulas do Malmsteen você assistiu. Sua técnica é baseada em Paganini! Digo mais, sua técnica é a MESMA que Paganini usava para tocar violino.

35. Se você toca teclado, sua técnica foi inspirada em Bach.

36. Mesmo que você tenha o teclado do Jens Johansson e a postura do Derek Sherinian. Sua técnica é a MESMA que Bach usava para tocar órgão!

37. Nesses momentos você deve lembrar da regra 5.

38. Você também deve gravar um ao vivo no Japão.

39. Você só pode gravar um ao vivo em outros lugares depois de ter gravado um ao vivo no Japão.

40. Em shows, você deve executar os solos perfeitamente. Improvisos são para jazz.

41. Não se esqueça, seus fãs são tão detalhistas quanto você.

42. Afinal eles são adeptos da regra número 1.

43. Quando você conseguir conquistar fãs suficientes (ou mesmo quando tiver grana para bancar), você deve gravar um ao vivo com uma orquestra.

44. Disponibilize esse ao vivo no maior número de formatos possíveis: CD, DVD, VHS, BLU-RAY, LP, K7, MP3. Esse ao vivo é a prova que você segue piamente a regra número 1.

45. Ao tocar com a orquestra, "esqueça" de seus maiores ídolos, apesar de estar com o melhor conjunto para uma execução própria de suas peças. Execute apenas músicas de sua composição.

46. Lembre-se de seus maiores ídolos e peça perdão por ser um mero mortal sujeito a falhas.

47. Você já se esqueceu de seus maiores ídolos novamente? Vide a regra 5.

48. Após gravar alguns dois álbuns com uma formação, você deve trocar pelo menos um membro.

49. Em geral é o vocalista.

50. Não importa que ele alegue que você é chato, irritante e egoísta e saiu da banda porque não lhe suporta mais. Ele saiu por causa de divergências musicais que não permitiam seguir a regra número 1.

51. E foi você quem o mandou embora!

52. Se possível troque TODOS os membros de um álbum para outro. Exceto você mesmo.

53. Se o Richard Andersson conseguiu fazer isso, você também consegue!

54. Alegue que os horários dos membros da banda e seus projetos paralelos não eram mais compatíveis.

55. Tenha vários projetos paralelos.

56. Se possível com os mesmos músicos de sua banda!

57. Escalas menores harmônicas são o que há!

58. Baseie metade de suas músicas nelas.

59. Ao ser questionado sobre seu método de composição, comece a discorrer sobre compassos compostos e o modo mixolídio.

50. Ou simplesmente fale que você se inspira em Bach, Vivaldi, Mozart e Beethoven.

61. Deixe claro em qualquer entrevista que você é um instrumentista rápido e técnico. Vide a regra 30.

62. Para ser um instrumentista rápido e técnico, você vai precisar de um bom instrumento. Arranje um modelo signature com alguma marca conhecida.

63. E tenha dezenas desse em casa. Se o Malmsteen pode ter cem guitarras iguais em casa, você também pode. Não, você DEVE.

64. Mas guarde o seu primeiro instrumento. No ponto que você tiver cem iguais a ele, ele já vai estar todo arranhado e cheio de marcas. E você ainda vai tocar com ele.

65. Diga em qualquer entrevista que você pratica pelo menos 8 horas por dia. Vide regra 61.

66. Se você vai realmente praticar 8 horas é outra coisa, mas você precisa dizer que passa a maior parte do dia tocando.

67. Contanto que você mantenha uma boa velocidade, é irrelevante se você só pratica 15 minutos. Entenda por boa velocidade a regra 27.

68. Sempre que você mencionar a sua velocidade, mencione quantas notas por segundo você faz.

69. Se você não conseguir calcular exatamente quantas notas você faz, diga qualquer valor acima de 16.

70. Despreze todos aqueles que fizerem mais notas por segundo que você. Eles não têm feeling.

71. Despreze a você mesmo por fazer mais notas por segundo que seus maiores ídolos. Eles tinham mais feeling que você. Vide regra 46.

72. Muito provavelmente alguém vai dizer que você errou meia nota em um solo depois do show.

73. Acerte um murro nele por ter zombado de seus maiores ídolos.

74. Afinal, como você é um instrumentista competente, você não errou nota nenhuma. Como seu instrumento também é o melhor que há, ele não desafinou.

75. Logicamente então, o infeliz não compreendeu a genialidade daquele acidente musical naquela parte específica do solo. Essa falta de compreensão é uma ofensa!

76. Ainda mais provavelmente, vão aparecer pessoas elogiando sua técnica.

77. Brinde-os com um discurso sobre como você mantém sua técnica e quais são seus métodos de composição. Vide regras 59 e 65.

78. Se você for homem, não fale por tempo demais para as mulheres não correrem de sua monotonia.

79. Afinal você vai precisar de uma parceira bem apresentável (de preferência uma modelo) para provar sua superioridade em relação aos meros mortais.

80. Provar que é superior faz seus fãs desejarem ser você e começarem a seguir a regra 1, que é o seu objetivo no final das contas. Vide regra 2.

81. De qualquer modo, você vai passar muito mais tempo praticando com seu instrumento do que com sua parceira. Vide regra 65.

82. Isso é, se você encontrar algum tempo para passar com ela!

83. Passe mais tempo com sua parceira do que com seu instrumento e você não será neoclássico. Vide regra 10.

84. Em geral, você deve falar como a Katherine Thomas. Mas não atenda o telefone xingando as pessoas.

85. Só comece a xingar quando disserem que não escutam Música Clássica.

86. Não se esqueça da regra 2 nesse momento.

87. Em se tratando de letras, você pode falar basicamente sobre o que você quiser.

88. Ninguém vai se importar mesmo, elas só servem para preencher os espaços entre os solos!

89. Mas não fale sobre satanismo. Você não quer assustar as pessoas.

90. Fale sobre carros velozes. Sempre funciona, não é mesmo Malmsteen?

91. Faça uma música com um nome do tipo "... than the speed of light" ou "... the speed of light" ou "speed of light".

92. Compare-se com a velocidade da luz. Vide regra 30.

93. Escreva uma balada com corais fofos. E um solo extremamente rápido, de acordo com a regra 29

94. Após alguns anos, lance um disco só com as suas baladas.

95. E outro com regravações das suas melhores músicas.

96. Entenda por melhores músicas: ou as mais rápidas, ou as que mais contém partes de composições de seus maiores ídolos. Nunca as que o público mais gosta, exceto se elas se encaixarem em alguma dessas duas categorias.

97. Após ser reconhecido por sua técnica, você deverá gravar uma (ou várias) vídeo-aulas.

98. Suas lições devem soar todas exatamente iguais. Faça questão de que a vídeo-aula mais mostre a sua técnica ultra-veloz do que ensine alguma coisa à quem a assista.

99. Algum dia você vai pensar em tocar uma música inusitada. Mas nunca, em hipótese alguma, toque o hino dos Estados Unidos fora dos Estados Unidos!

100. Siga as 100 regras do Metal Neoclássico. Em especial a regra número 1.


Humor - Regras do Rock e Heavy Metal

Humor: Não basta um machado na mão para ser Black MetalHumor
Não basta um machado na mão para ser Black Metal

Humor: Roupas de seda? Espadas? Você precisa ser épico!Humor
Roupas de seda? Espadas? Você precisa ser épico!

Hail to the king: Ainda mais épico; as outras 101 regras do Power MetaHail to the king
Ainda mais épico; as outras 101 regras do Power Meta

Humor: Ser prog metal é mais que saber tocar em modo frígioHumor
Ser prog metal é mais que saber tocar em modo frígio

Humor: Não basta ouvir Master Of Puppets para ser ThrashHumor
Não basta ouvir Master Of Puppets para ser Thrash

Viking Metal: Com um machado na mão, o que você quiser, você pode!Viking Metal
Com um machado na mão, o que você quiser, você pode!

Humor: Urros, raiva, dor, sangue! As regras do Death Metal!Humor
Urros, raiva, dor, sangue! As regras do Death Metal!

Humor: as 101 regras para ser um fã da NWOBHMHumor
As 101 regras para ser um fã da NWOBHM

Humor: as 101 regras do New Metal/Nu-metalHumor
As 101 regras do New Metal/Nu-metal

Punk Rock: seja feio, beba muito, e nunca penteie o cabeloPunk Rock
Seja feio, beba muito, e nunca penteie o cabelo

Humor: as tristes e sombrias regras do Gothic Metal

Humor: As 100 regras do Metaleiro Hipster

Humor: As 101 regras do Metaleiro ElitistaHumor
As 101 regras do Metaleiro Elitista

Humor: As 100 Regras Do Doom Metal

Todas as matérias sobre "Humor - Regras do Rock e Heavy Metal"



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção HumorTodas as matérias sobre "Humor - Regras do Rock e Heavy Metal"Todas as matérias sobre "Yngwie Malmsteen"


Black Sabbath: O acidente que tirou as pontas dos dedos de IommiBlack Sabbath
O acidente que tirou as pontas dos dedos de Iommi

Depressão: 10 músicas que devem ser evitadasDepressão
10 músicas que devem ser evitadas

Derek Riggs: Eddie vende mais do que Mickey MouseDerek Riggs
"Eddie vende mais do que Mickey Mouse"

Trollagem: quando as bandas decidem zoar com o playbackTrollagem
Quando as bandas decidem zoar com o playback

Edu Falaschi: o fax com convite de seleção para o Iron MaidenEdu Falaschi
O fax com convite de seleção para o Iron Maiden

Imagem não é nada: alguns músicos que poderiam ser de MetalImagem não é nada
Alguns músicos que poderiam ser de Metal

Sharon Osbourne: revelando que hoje ela é mais apertadinhaSharon Osbourne
Revelando que hoje ela é mais "apertadinha"


Sobre Derek Volker

É guitarrista, vocalista, compositor, escritor, mas, acima de tudo, um headbanger convicto. Conheceu o heavy metal através do Iron Maiden e do Helloween, e atualmente escuta desde o metal extremo de bandas como Nile e Terror 2000 até o virtuosismo de Michael Angelo Batio e Yngwie J. Malmsteen. Derek respira heavy metal todas as horas do dia, no entanto não dispensa uma boa pizza.

Mais matérias de Derek Volker no Whiplash.Net.