Onze 20: as influências roqueiras da banda de reggae

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva
Enviar correções  |  Ver Acessos

Se você só escuta rock, talvez nunca tenha ouvido falar da banda ONZE:20, de Juiz de Fora, Minas Gerais. Isso porque a banda é, na verdade, uma banda de reggae/pop (algo que não aparece muito por aqui), mas seus músicos já ouviram muitas outras bandas que você também curte. Conversei com eles por ocasião do show da banda norte-americana SOJA em Fortaleza, em 19 de janeiro (os mineiros foram a banda de abertura). E cada membro da banda, formada por Vitin (vocal), Chris Baumgratz (guitarra), Fabio Barroso (guitarra), Marlos (baixo) e Fábio Mendes (bateria), Athos (tecladista) enumerou as suas influências no mundo do rock. E, claro, muitas bandas de rock costumam enveredar pelo mundo do reggae. E vice-versa. Havia muito rock no som de BOB MARLEY, assim como THE POLICE e PARALAMAS DO SUCESSO podem ser citadas como as combinações mais certeiras de ambos os estilos. E não podemos esquecer de "D'Yer Mak'er", do LED ZEPPELIN, que em 1973 já botava o reggae num patamar elevado. Já faz um certo tempo que fizemos esta entrevista, mas ainda é interessante saber quais foram as influências roqueiras dessa banda de reggae. Confira abaixo:

Blind Faith: uma das capas mais polêmicas da históriaStrip-Tease: algumas canções que combinam com o tema

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Foto: Sarah Castello
Foto: Sarah Castello

Daniel Tavares: Apesar de ser uma banda de reggae, tem muito rock no som de vocês. Então, eu queria saber de cada um de vocês as influências do rock, quais as bandas de rock que cada um de vocês mais curte?

Vitin: Ah, bicho, a gente tem muita influência. Eu vou ficar com DEAD FISH que é uma banda brasileira de hardcore que sempre influenciou muito.

Fabio Barroso :Eu particularmente sou um cara que gosto muito de punk rock. Eu gosto das bandas que misturam rock com reggae. Então duas bandas que são muito fortes pra mim de influência são o THE POLICE e o THE CLASH.

Fábio Mendes :Eu já vim da geração mais nova, eu curto muito BLINK182, então eu vou nela. Escolho ela.

Athos :Cara, eu acho que o FOO FIGHTERS tem uma influência muito forte no ONZE:20. O SUBLIME, que já faz essa mistura de reggae com rock, duas bandas muito fodas.

Chris Baumgratz: Bom, eu ia falar o FOO FIGHTERS, mas já que ele falou, então eu ficar com INCUBUS.

Daniel Tavares:E do Nordeste, o que vocês conhecem e o que vocês gostam?

Vitin: Cara, do Nordeste, pra te falar a verdade eu não sei de nome, mas a gente recebe muito som do Nordeste. O Fábio que sempre mexe muito no nosso Twitter, no nosso Instagram. E a gente sempre recebe e tem um carinho enorme por todas as bandas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Fabio Barroso :Eu curtia muito uma banda de Recife das antigas chamada YUB, não sei se estão na ativa ainda. Mas era mais do underground, hardcore, que era da praia que eu vim que era bem maneira.

Athos :Tem uma banda também que, é lógico, não é daqui da região de Fortaleza, mas que fazem um som incrível pelo Brasil afora, que recentemente até a gente abriu um show pra eles, que é o BAIANA SYSTEM. A gente ficou impressionado com o som dos caras. É o rock do Nordeste. Os caras são foda. Realmente muito bons.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Chris Baumgratz :Ele sempre fala o que eu vou falar, BAIANA SYSTEM. E não podemos deixar de falar NAÇAO ZUMBI, CHICO SCIENCE.

Vitin: Toda uma construção da música brasileira veio daí, dessa obra de NAÇAO ZUMBI e CHICO SCIENCE. Isso também é uma coisa que está nas nosssas influências brasileiras.

Fábio Mendes: E outra, a gente vai falando e agora uma banda que veio na cabeça, uma banda animal de Fortaleza, que é o SWITCH STANCE, que é do Maurílio [Fernandes, vocal], Ratão na batera...

Vitin: Nossa, o SWITCH STANCE

Fábio Mendes :Galera representa demais.

Daniel Tavares: Agora o Maurílio está com a ROCCA[que também foi conhecida como ROCCA VEGAS, banda de rock eletrônico que vai lançar este ano o seu segundo álbum, "Líquido"]

Fábio Mendes: Eu vi há um tempo atrás no Hey Ho. Ainda tem o Hey Ho ou não?

O HEY HO Rock Bar, hoje fechado, foi uma das casas de show mais tradicionais de Fortaleza, uma das poucas dedicadas ao rock. A banda ONZE:20 lançou este ano o álbum "Histórias pra Cantar". Seu último clipe (player abaixo) é da canção "Pra Falar de Amor", com participação de Nyvi Sthepan, namorada do vocalista Bruno Sutter (DETONATOR, MASSACRATION).

Confira também a resenha do show em que fizemos esta entrevista.

https://thunderblue.com.br/2018/01/30/soja-poesia-em-movimen...

Sobre o nome da banda, em outra entrevista (para outro repórter e reproduzida na Wikipedia) eles explicam: "O nome veio de uma ideia minha que queria um relógio marcando sempre a mesma hora como símbolo do "Fração de Segundo" e aí na reunião perguntaram: 'Que horas a gente vai colocar?'. Aí e perguntei que horas eram naquele momento e responderam: "11:20". Na hora fiquei pensativo e sugeri o nome da banda mudar para Onze:20. Em um primeiro momento ninguém gostou mas depois disso, várias coisas aconteceram em volta do número "1120": Táxi, conta em mercado, horário de médico. A gente não teve como escapar desse nome (risos)".




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Onze 20"


Blind Faith: uma das capas mais polêmicas da históriaBlind Faith
Uma das capas mais polêmicas da história

Strip-Tease: algumas canções que combinam com o temaStrip-Tease
Algumas canções que combinam com o tema


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280