Matérias Mais Lidas

Queen: como eles dividiam a grana das músicas, segundo o prejudicado Roger TaylorQueen: como eles dividiam a grana das músicas, segundo o "prejudicado" Roger Taylor

Machine Gun Kelly: provocando músicos do Slipknot por terem 50 anos e usarem máscaraMachine Gun Kelly: provocando músicos do Slipknot por "terem 50 anos e usarem máscara"

Doentio: Black Metal composto apenas com gritos de pacientes loucosDoentio: Black Metal composto apenas com gritos de pacientes loucos

Kiko Loureiro: Friedman foi convidado para solo para mostrar que música não é competiçãoKiko Loureiro: Friedman foi convidado para solo para mostrar que "música não é competição"

João Gordo: culpado pelo show horrível do Nirvana no BrasilJoão Gordo: culpado pelo show horrível do Nirvana no Brasil

Dio: o dia em que tomou bolo da Mtv e foi tomar sopa em churrascaria no BrasilDio: o dia em que tomou bolo da Mtv e foi tomar sopa em churrascaria no Brasil

Metallica: A reação de James a famosos usando camisetas da bandaMetallica: A reação de James a famosos usando camisetas da banda

Iron Maiden: Nicko diz a reação da banda quando um produtor fala que uma música é longaIron Maiden: Nicko diz a reação da banda quando um produtor fala que uma música é longa

Yngwie Malmsteen: componho tudo, então, é irrelevante quem está nos meus discosYngwie Malmsteen: "componho tudo, então, é irrelevante quem está nos meus discos"

Metallica: Hetfield explica por que não gosta de bater fotos com fãsMetallica: Hetfield explica por que não gosta de bater fotos com fãs

Voz: 10 músicos que cantam tão bem quanto os vocalistas de suas bandas (Parte I)Voz: 10 músicos que cantam tão bem quanto os vocalistas de suas bandas (Parte I)

Cinema: 60 filmes pra quem ama Rock e MetalCinema: 60 filmes pra quem ama Rock e Metal

Loudwire: 10 dos álbuns mais odiados de rock e metalLoudwire: 10 dos álbuns mais odiados de rock e metal

Vanusa: cantora comenta música plagiada pelo Black SabbathVanusa: cantora comenta música "plagiada" pelo Black Sabbath

Genesis: Phil Collins garante que a banda não continuará após shows em 2021Genesis: Phil Collins garante que a banda não continuará após shows em 2021


Tunecore 2

Radioactive Murder: entrevista com a banda de Florianópolis/SC

Por Patrick Rafael Gonçalves de Souza
Fonte: Sangue Frio Produções
Em 17/04/16

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

Radioactive Murder é uma banda de Florianópolis, Santa Catarina, que executa um Thrash Metal de altíssima qualidade. Formado por Lucas nos vocais, Anderson na bateria, André no baixo e Adrian na guitarra, a banda vem trabalhando forte na divulgação do seu EP de estreia intitulado "Violent Force" que colocou a banda no circuito das novas bandas do Underground nacional. Confira essa interessante entrevista com o vocalista Lucas e acompanhe todos os projetos da banda para esse ano de 2016:

A banda foi fundada em 2012. Conte-nos, como foi o início da banda e qual era a formação daquele ano?

Lucas: Então, primeiramente eu queria agradecer pelo convite para esta entrevista. Bom, a banda começou comigo e meu irmão o Anderson (Nosso baterista), com o sonho de ter uma banda de Thrash Metal estilo Metallica, Megadeth, Exodus, etc., chamamos 2 amigos nossos o "Dragão" e o Cardozo mas acabou não dando certo, o Cardozo saiu e chamamos o Marcel que ficou na banda até o final do ano passado, e ficamos uns bons meses em busca de um baixista. Depois que o Marcel entrou, tivemos alguns, mas nada certo, ressalva para o Trevisol que se identificou conosco, mas não ficou muito tempo. Eu tocava com o André em outra banda, que resolveu se juntar à Radioactive Murder, e foi amor no primeiro ensaio. Tocamos uns covers nos 2 primeiros shows e o Dragão quis sair. Então chamamos o Igor um amigo nosso que ficou uns 3 shows, nos ajudou na nossa primeira composição que é Thrash, Beer and Destruction, mas também saiu então resolvemos continuar sendo um quarteto.

Na opinião de vocês, como tem sido a repercussão do álbum de estreia "Violent Force" desde o seu lançamento até agora? Atingiram as expectativas?

Lucas: Para ser sincero, ultrapassou as expectativas porque não tínhamos publico sem ser amigos nossos, na semana do show de lançamento publicamos uma música por dia no canal do youtube da banda e na data do show já estava coma 1000 views, para quem não tinha pretensão grande, ficamos muito felizes.

As músicas do atual EP são extremamente fortes musicalmente falando. Quais são as influências da banda?

Lucas: São muitas cara, cada um tem um estilo diferente, porém parecido, por exemplo eu sou mais do Thrash do tipo Exodus até Bio-Cancer, mas gosto de Candlemass, Bathory, Toxic Holocaust, Etc. O André gosta de Dio, Rage Against, Metallica, Black Label Society, o Anderson de Gamma Bomb, Testament, Kreator, já o Adrian gosta de Death, Megadeth e Dissection. Misturamos muitas influências e coisas de cada gênero pra diferenciar nosso som.

Ainda falando do EP, como é o processo de criação das músicas? E quais são os temas abordados nas letras das músicas?

Lucas: Nosso processo de criação de "riff" e melodias na maioria das vezes tem bastante álcool envolvido (risos), nos juntamos para criar as músicas bebemos e sai naturalmente é uma grande colaboração do grupo eu diria. Já as letras eu escrevi todas, eu escrevi sobre a realidade que vivo em um bairro pobre em "Only Death" falo de mortes diárias que acontecem e estamos alheios à isso porque a vida não vale nada, "Violent Force" não é uma música satânica como todo mundo sempre vem falar eu uso metáforas para passar uma mensagem de como nós somos manipulados e destrutivos numa sociedade em colapso mental e social. "Thrash, Beer and Destruction" e "Beer" falam sobre nossos roles nossa viagens e shows e também sobre algo que todos da banda compartilham amor nossa querida cerveja. Já "Bringer of hate" fala do respeito que se não respeitar não serás respeitado e aí a coisa fica feia (Risos), aliás, uma galera aí no meio do metal está precisando aprender.

Santa Catarina é um forte berço do Heavy/Thrash/Speed Metal, e já revelou inúmeras bandas como Steel Warrior, Battalion, Frade Negro entre outras. Como a banda vê o cenário de Santa Catarina em relação a outros estados? Na opinião de vocês o que vocês acham que é o diferencial para brotarem tantas bandas de qualidade desse estilo nessa região?

Lucas: Cara, SC tem muitas bandas com um som muito promissor e uma cena até que forte em relação ao metal local a galera comparece nos shows e tal, porém acho que falta um pouco de união entre as bandas e entre a galera, vejo cada cena preconceituosa no meio do pessoal que me dá vergonha as vezes. Olhando o lado das bandas acho que o diferencial é o amor pelo som e pelo trabalho que cada um faz eles colocamos a alma em cada música, acho que esse é o nosso diferencial.

A banda ainda pretende lançar algo relacionado ao atual EP para dar uma "divulgada final"?

Lucas: Não, eu acho que não precisa, ainda mais que estamos focados em lançar nosso CD logo que vai ser uma pedrada (risos).

Como estão as gravações para o novo trabalho da banda? O que os seguidores da banda podem esperar desse novo trabalho?

Lucas: Estamos focados nas composições em fazer um trabalho de qualidade algo diferente do E.P antes de entrar no estúdio e gravar, sons diferentes composições diferentes e letras abordando assuntos que não foram abordados no EP. Acho que a galera que acompanha a gente vai se surpreender com as coisas que pensamos para esse álbum talvez até se assustar, mas de um jeito legal.

Além do já citado novo CD, quais os outros projetos da banda para esse ano de 2016?

Lucas: Pretendemos fazer show fora do nosso estado aliás bastante shows, estamos parados faz 1 ano com composições troca de membros e outros contratempos, talvez lançar um Split com uma das bandas de nossos amigos ou um Single. Fazer material novo e pensar coisas pro nosso próximo álbum.

Muito obrigado pela entrevista. Fica o espaço para os agradecimentos e as considerações finais.

Lucas: Agradeço por nos chamar para essa entrevista foi um prazer. Queria pedir para os leitores acompanharem nosso trabalho na página do Facebook, Instagram e Youtube. Muito Obrigado e Stay Violent.

Ouça Radioactive Murder:

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Slipknot: como são os membros da banda sem as máscaras?Slipknot
Como são os membros da banda sem as máscaras?

Steven Tyler: primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeasSteven Tyler
Primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeas