Cavalera Conspiracy: "Ramones são mais fodas que Rolling Stones"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vicente Reckziegel, Fonte: Witheverytearadream
Enviar correções  |  Comentários  | 

Confesso que até hoje acho injusto que, dois irmãos que fundaram uma banda estejam fazendo sua carreira longe dela, mesmo que seja por vontade própria. Mas controvérsias a parte, a verdade é que o Cavalera Conspiracy firma seu nome no mundo da música pesada, agora ainda mais solidificado com seu terceiro disco, “Pandemonium”, lançado em 2014. Para falar sobre este álbum, realizei esta rápida entrevista com o baterista Iggor Cavalera. Confiram...

2363 acessosMax, Igor e Sepultura: vídeo compara performances ao vivo5000 acessosRoadrunner: os melhores frontmen de todos os tempos

Vicente - A banda lançou ao final de 2014 seu terceiro disco “Pandemonium”. Como foi a gravação e a composição do disco?

Iggor Cavalera - Gravamos em Phoenix com o engenheiro de som John Grey, a composição foi exatamente igual a dos dois primeiros albums do Cavalera Conspiracy

Vicente - Logo em uma primeira audição vemos que a gravação de “Pandemonium” ficou bem “na cara”, um som mais cru e agressivo. Essa foi a intenção desde o inicio da produção do disco?

Iggor Cavalera - Sim, buscamos um som mais “lo-fi”, sem muita frescura.

Vicente - Eu diria que o disco traz um som mais variado que “Inflikted” e “Black Force Trauma”, vide músicas como “Bonzai Kamikazee”, “Not Losing the Edge” e “Deus Ex-Machina”, concorda?

Iggor Cavalera - Sim, acredito que nesse disco temos uma variedade maior de ritmos do que nos álbuns anteriores.

Vicente - “Pandemonium” “traz também duas músicas com titulo em português, “Cramunhão” (a minha preferida) e Porra. Fale-nos um pouco sobre estas faixas em especial.

Iggor Cavalera - Cramunhão foi baseada na arte do Stephan Doitshcnoff, que também fez a capa do disco, porra é um típico lado B...

Vicente - Qual a razão da escolha deste nome para o disco? E com relação a capa, como nasceu a ideia, visto que é diferente do que normalmente vemos no estilo.

Iggor Cavalera - a ideia foi de mostrar um futuro caótico, que vem do passado.

Vicente - A primeira vez que vi vocês se apresentarem foi há 20 anos atrás, em 1994 no Gigantinho em Porto Alegre (o tempo passa...) em uma turnê conjunta Sepultura/Ramones. Quais as lembranças daqueles shows?

Iggor Cavalera - Foi uma das tours mais legais que já fizemos, na minha opinião os Ramones são muito mais fodas que os Rolling Stones. Foi uma honra dividir o palco com eles.

Vicente - Lembro que muitas pessoas iam somente para ver os Ramones, mas quando começava o show de vocês eles enlouqueciam até mesmo mais que no show dos americanos.

Iggor Cavalera - Sim , foi uma turnê memorável .

Vicente - Faz mais de trinta anos que começou na música. Imaginava estar ainda na ativa, e ainda com toda a relevância que possui, após todo esse tempo?

Iggor Cavalera – Sinceramente, não tinha a mínima ideia.

Vicente - Em poucas palavras, o que acha das seguintes bandas:

Korzus: pioneiros do metal no brasil
Black Sabbath: no Bill, no Sabbath
Motorhead: Ace of Spades forever!!!
Dead Kennedys: a banda mais inovadora do punk de todos os tempos.
Pantera: Great times com esses caras.

Vicente - Uma mensagem para os fãs que curtem o trabalho do Cavalera Conspiracy e para aqueles que acompanham toda a sua carreira.

Iggor Cavalera - keep rocking!!!!

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 04 de dezembro de 2015

Max, Igor e SepulturaMax, Igor e Sepultura
Vídeo compara performances ao vivo

2546 acessosSepultura: Jean Dolabella comenta sobre documentário da banda0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Sepultura"

SepulturaSepultura
Paródia da música "Ratamahatta" com Hermes e Renato

SepulturaSepultura
Iggor Cavalera gostaria de uma reunião

Mario LinharesMario Linhares
"Obrigado Carlinhos Brown, você se tornou um gigante"

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Cavalera Conspiracy"0 acessosTodas as matérias sobre "Soulfly"0 acessosTodas as matérias sobre "Ramones"0 acessosTodas as matérias sobre "Rolling Stones"0 acessosTodas as matérias sobre "Sepultura"

RoadrunnerRoadrunner
Os melhores frontmen de todos os tempos

SlayerSlayer
Fãs hardcore dão (literalmente) o sangue pela banda

Motley CrueMotley Crue
Atriz pornô comenta sua relação com Tommy Lee

5000 acessosMalmsteen: Slash, Vai, Satriani e Wylde falam do guitarrista5000 acessosAs piores tatuagens de rockstars5000 acessosEm 08/08/1992: Um desastroso show conjunto do Guns N' Roses e Metallica5000 acessosAvenged Sevenfold: gostaria de ter 15 anos para curtir o novo do Metallica5000 acessosMax Cavalera: os primeiros álbuns e os primeiros shows da vida dele4576 acessosUltimate Classic Rock: lista dos melhores álbuns de 1981

Sobre Vicente Reckziegel

Servidor público, escritor, mas principalmente um apaixonado pelo Rock e Metal há pelo menos duas décadas. Mantêm o Blog Witheverytearadream desde Dezembro de 2007. Natural e ainda morador de uma pequena cidade no interior do Rio Grande do Sul, chamada Estrela. Há muitos anos atrás tentou ser músico, mas notou que faltava algo simples: habilidade para tocar qualquer instrumento. Acredita na música feita no Brasil, e gosta de todos os gêneros, desde Rock clássico até Black Metal.

Mais matérias de Vicente Reckziegel no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online