Matérias Mais Lidas

imagemA banda de hard rock dos anos 1970 que é a queridinha de Xande de Pilares

imagemLed Zeppelin ou Pink Floyd, qual dos dois vendeu mais discos de estúdio?

imagemMorre Patricia Kisser, esposa do guitarrista Andreas Kisser

imagemMetallica em "Stranger Things" deixa fãs preocupados com a "popularização" da banda

imagemAxl Rose teria sofrido ataque de ansiedade após performance ruim em Londres, diz jornal

imagemGuns N' Roses: A crítica de Portnoy ao trabalho de Matt Sorum

imagemGene Simmons: declarações polêmicas sobre bandas de sucesso

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemFilho de Trujillo fez guitarra na "Master of Puppets" que toca em Stranger Things

imagemTito Falaschi ia entrar no Shaman, e conta porque não deu certo

imagemA música que Andre Bastos tentou incluir no "Angels Cry" em seus tempos de Angra

imagemAerosmith: Steven Tyler deixa reabilitação e morre esposa de Joey Kramer

imagemTravis Barker afirma que está muito melhor e que correu risco de vida

imagemBruce Dickinson: ouça o teste dele para entrar no Iron Maiden

imagemO que Mick Jagger sente quando chamam Rolling Stones de a maior banda do mundo?


Stamp

Behemoth: "É natural tomar o lado de Satã", diz Nergal

Por Luiz Pimentel
Fonte: Blog do Luiz Pimentel
Em 29/10/14

Quando o telephone toca e do outro lado da linha ouço acordes de "Highway to Hell", do AC/DC, como ringtone, sei que liguei para a pessoa certa.

O polonês Adam "Nergal" Darksi é líder do Behemoth, a banda mais malvada atualmente no metal extremo mundial. As aspas no nome pelo qual é conhecido – Nergal é um deus sumério da morte – podem ser retiradas, afinal ele incorporou oficialmente ao nome de batismo.
Sobre morte ele fala com propriedade. Venceu uma batalha contra leucemia em 2010. Também uma contra a Suprema Corte polonesa, por ter rasgado Bíblia em 2007.

Figura não tão difícil para arrancar aspas polêmicas sobre religião, tomei o caminho mais difícil, de tentar entender como ele enxerga essa batalha que trava contra o mundo na véspera da visita deles ao Brasil.

Olá, bom, dia, posso chama-lo de Nergal? Ou prefere Adam?

Como você achar melhor.

Ok, Adam, quando estive na Polônia algo ficou muito evidente, que é a ligação do país com destruição e morte. Varsóvia foi praticamente destruída na Segunda Guerra, aí foi palco do campo de concentração mais infame da história, Auschwitz. Isso ajudou na sua formação em história e influencia diretamente sua arte?

Sim, não há como fugir ser um fruto do meio. Mas isso tudo que coloco em minha música é parte do meu espírito rebelde, não algo que vem a partir de injustiças sofridas ou não por um país. Quando coloco morte, satanismo, destruição nas letras, estou falando de questões que se não expostas não darão ideia de unidade aos conceitos. Claro, escuro, dia, noite.

Também, falando em religião, a Polônia é um país muito católico. O Papa João Paulo 2 nasceu aí. Isso interferiu nesse seu direcionamento... rebelde?

A Polônia é um país que tem blasfêmia na Constituição. Foge a qualquer regra de liberdade de expressão para começar. Se for pensar em termos de bem versus mal, sou um defensor da liberdade de expressão, inteligência e autonomia. Satã é muito associado a essas questões, então é natural tomar esse lado.

Dentro do metal extremo, é facilmente identificável um tipo de grupo que o pratica pela adrenalina, pelo prazer de ser rápido, barulhento, pesado em volume máximo. No Behemoth enxergo outras questões envolvidas, um apuro maior em combinar elementos, sejam textos, imagens em vídeo e produção diferenciada. Como você enxerga sendo o líder da banda?

Eu entendo o que você fala e te dou razão. Metal extremo é um tipo de música que não corresponde naturalmente ao "fazer sucesso ou dinheiro" com ela. É a música de quem na verdade não está se importando com isso. Para nós serve como plataforma para propagar tudo o que nos é importante.

Por falar em plataforma, você foi jurado da versão polonesa do The Voice. Como enxergou essa plataforma? Como meio de propagar suas ideias?

Não, aquilo era apenas entretenimento. Nada mais.

Sobre sua doença...na verdade não quero falar sobre ela. Você se importa?

Não me importo em falar ou em não falar sobre ela. Eu superei (overcome death) a morte. Basicamente, é isso.

Agora, você está lançando autobiografia. Tendo em mãos aquele que a imensa maioria da crítica e público consideram o melhor trabalho da banda, "The Satanist", acredito que renderá tantos frutos em curto e médio prazo que me pergunto se é realmente a hora de registrar biografia em livro.

Nunca será. Esta autobiografia faz parte do encerramento de um ciclo. Claro que novas coisas acontecerão e ela terá que ser atualizada, caso tenhamos uma vida longeva como banda. Mas é a minha palavra e o encerramento de um ciclo pessoal.

Vocês estiveram no Brasil há alguns anos e fizeram um dos shows mais intensos que já vi. O que podem esperar para esta nova visita?

Como você falou, estamos levando nosso álbum mais...íntegro. Sei que toda vez que você vai entrevistar um músico ele vai falar: "este é nosso melhor trabalho e blábláblá...", mas diria que estamos 100% satisfeitos com "The Satanist", que representa em todos seus segundos de duração a essência do que queremos fazer em música. Podem esperar isso no palco.

06/11/14 - Behemoth (Novo Hamburgo - RS)
07/11/14 - Behemoth (Curitiba - PR)
08/11/14 - Behemoth (São Paulo - SP)
09/11/14 - Behemoth (Rio de Janeiro - RJ)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Airbourne 2022
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Behemoth: ser cristão e curtir metal é esculhambado e louco

Metal Hammer: As melhores músicas da história do Death Metal