Cavalera Conspiracy: Max diz que próximo álbum será grindcore

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos


O Live Metal recentemente conversou com Max Cavalera (SOUFLY, CAVALERA CONSPIRACY, SEPULTURA). Alguns trechos desta entrevista estão disponíveis abaixo

Álbuns: os vinte piores discos de todos os temposScorpions: As 20 melhores canções com temática romântica

Live Metal: Nós obviamente estamos aqui para falar do novo álbum do SOULFLY, "Savages", que saiu em 1 de outubro de 2013. Minha primeira pergunta é sobre o que ele se refere? São selvagerias do passado, presente, ou da sociedade como um todo?

Max Cavalera: "É basicamente sobre o agora e o estado do mundo. Nós afirmamos sermos sofisticados com a Internet e os computadores, mas nós ainda estamos decapitando outras pessoas, usando armas químicas, isto é selvageria. Acho que o espírito humano é muito selvagem, então achamos que este nome seria legal. Eu acho (savages) uma palavra legal, uma palavra simples, mas funciona como capa de álbum, com a grande caveira. E nós amamos as coisas que estão dentro do novo disco. As letras - coisas como 'Cannibal Holocaust' e 'El Comegente', isto fala de serial killers e canibais. Eu acho que tudo junto realmente funciona com toda esta ideia de selvageria para o disco."

Live Metal: Obviamente você foi uma parte de clássicos e influentes discos de metal, novamente, voltando aos dias do SEPULTURA, e mesmo para estes caras também, isto marcou o padrão para tudo que vocês fizeram desde então. Como é a pressão que você sente em fazer cada novo álbum tentando se equiparar ao passado do SEPULTURA e SOULFLY, e às expectativas dos fãs?

Max Cavalera: "Um pouco. Sempre há um pouco de pressão, mas eu trabalho bem sob pressão. Acho que isto é motivador, e eu sempre me desafio a fazer novos discos. Eu tenho somente que seguir meu coração em um álbum e nem prestar atenção no que as pessoas vão dizer. Você sabe, muitas pessoas não gostaram de 'Roots' quando ele saiu. Houve uma reação muito negativa, e agora é um álbum clássico. Agora as pessoas adoram o álbum. Então deixe o tempo falar por si mesmo. Eu acho que o tempo ajeita tudo. E para mim, se o disco for bom e poderoso, estou bem com isso.[...]"

Live Metal: Qual o atual estado do CAVALERA CONSPIRACY? Vamos ouvir mais disto no futuro, de você e (seu irmão) Igor (Cavalera).

Max Cavalera: "Sim, estamos fazendo um novo disco no ano que vem - todo de grindcore. Eu quero fazer um disco de grindcore com eles."

Live Metal: Um disco de grindcore?

Max Cavalera: "Sim. [risos]"

Live Metal: Sério?

Max Cavalera: "Sim, acho que seria bem legal. As pessoas ainda não ouviram isso de mim, e eu acho que ficarão surpresos. Eu adoro estas coisas - bandas como o WORMROT, NAILS e PULLING TEETH. Algo muito pesado e músicas de um minuto, meio como o velho NAPALM DEATH. Acho que Igor vai curtir isso, cara. Eu acho que vamos conseguir fazê-lo. E realmente vamos chocar o mundo com isso."

Live Metal: Não estou tentando te colocar na berlinda ou algo assim, mas com o novo álbum do SEPULTURA saindo em breve, com Ross Robinson como produtor, eu estou bem interessado para ouvir isso. Ele, claro, fez "Roots" e o primeiro disco do SOULFLY, então eu acho que eu tenho boas expectativas para este lançamento. Você está interessado em ouvir este novo disco - ou você já ouviu algo dele? Quais são seus pensamentos sobre voltar com Ross Robinson?

Max Cavalera: "Ross não faz nada bom em muito tempo. Ele passou os últimos 10 anos sem nada, a não ser o Vanilla Ice, ou alguma merda desse tipo, o que é totalmente desapontador, entende? É como: 'O que diabos está acontecendo? Por que ele está gravando com o Vanilla Ice, cara?' Você sabe... isto não é legal. Eu não sei. Eu não ligo pro SEPULTURA. Não ligo para o que eles fazem. É meio que um assunto pesado, porque eu criei a banda e ainda a considero parte da minha vida. E isto é totalmente difícil para mim lidar com o fato de que eles continuem com o nome sem mim - sem qualquer Cavalera. Após meu irmão deixar a banda foi ainda mais difícil para mim levá-los a sério. Não tem nenhum membro original na banda. É como se o MEGADETH tocasse sem Dave Mustaine e Dave Ellefson. Seria tipo: 'Por Que eles ainda se chamam MEGADETH?' É assim que eu me sinto sobre o SEPULTURA, e eu acho que vários fãs compartilham da minha opinião. [...]"



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Cavalera Conspiracy"Todas as matérias sobre "Sepultura"Todas as matérias sobre "Soulfly"


Derrick Green: Você é o que come!Derrick Green
"Você é o que come!"

Max Cavalera: falando sobre Sepultura e Soulfly no WikimetalMax Cavalera
Falando sobre Sepultura e Soulfly no Wikimetal


Álbuns: os vinte piores discos de todos os temposÁlbuns
Os vinte piores discos de todos os tempos

Scorpions: As 20 melhores canções com temática românticaScorpions
As 20 melhores canções com temática romântica


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin