SA.G.A.: falando sobre fé e muito hard rock

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por André Figueiredo, Fonte: Acess Assessoria
Enviar correções  |  Ver Acessos

Segue abaixo entrevista conduzida pela Acess Assessoria com a banda SA.G.A.:

Massacration: saiba quem é o baterista que tocava "de verdade"Fascínio pelo terror: Cinco bandas que dão medo

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

André Figueiredo: Como e onde a banda começou e quem foram os integrantes da SA.G.A que deram o pontapé inicial?

Rodrigo: Bem, a banda começou comigo e com o Luciano (vocalista). Trabalhávamos juntos na mesma empresa e ele quando soube que eu era músico me mostrou algumas de suas composições e eu lhe mostrei as minhas, nesta época a minha antiga banda, a Anjus, estava parada, então topei a ideia de começar um novo projeto. Decidimos então juntar nossas músicas, rearranjá-las e começamos então a também compor juntos e a recrutar novos músicos para o que seria então o embrião da SA.G.A.

Como vocês definem a sonoridade de vocês?

Rodrigo: Criamos a banda SA.G.A pautados em nossas maiores influências e nós sempre curtimos aquele Hard Rock dos anos 80 e 90, bandas que fizeram parte da nossa adolescência e da nossa formação musical, porém experimentamos usar alguns elementos contemporâneos na nossa sonoridade e modernizar um pouco (risos), além disso utilizamos também elementos muito comuns no Heavy Metal, como bumbos duplos e etc. Mas poderia definir o som da banda como Hard Rock mesmo.

O que é música religiosa no conceito da banda SA.G.A.?

Rodrigo: Olha, no meu entendera música religiosa em si é direcionada para um público específico ou com o objetivo de propagar a religião. Nós não encaramos a nossa música como religiosa, até mesmo porque eu não vejo o cristianismo como religião e sim como uma filosofia de vida. Nós não fazemos para um público específico, somos apenas uma banda de Rock que utiliza a música para falar sobre nossas convicções e falar sobre coisas boas e positivas pra quem quiser ouvir, não queremos apenas nos limitar ao mercado gospel.

O que tem sido mais difícil para a banda lidar no mercado, melhor dizendo, no segmento de música gospel?

Rodrigo: É complicado (risos)... O mercado de música gospel tem crescido muito e tem ganhado respeito devido à qualidade de alguns artistas que têm se destacado na mídia em geral, porém o mercado ainda apresenta algumas dificuldades para as bandas independentes, ou seja, sem o apoio de uma gravadora realmente o caminho fica mais complicado e ainda mais no nosso caso, que não tocamos música meramente comercial.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ainda existe preconceito musical no estilo de música que vocês fazem?Rodrigo: Sim, talvez nem tanto quanto a algum tempo atrás, mas precisamente nos anos 90 quando comecei a tocar Rock nas igrejas, mas ainda somos olhados com certa desconfiança em alguns lugares. Tenho até algumas histórias até engraçadas, mas deixa para uma outra oportunidade (risos)...

Vocês tocam mais em igrejas ou eventos maiores e externos?

Rodrigo: Hoje têm sido mais corriqueiro convites para eventos em igrejas, porém costumamos nos apresentar também em lonas culturais, como foi o lançamento do nosso disco, e em festivais de Rock em geral, recentemente tocamos em festivais na Baixada Fluminense e em Niterói e estamos com convites para nos apresentar em Brasília e uma das nossas metas é essa, divulgar o nosso trabalho em todo o território nacional.

Quais as maiores influências da banda?

Rodrigo: Muitas bandas nos influenciaram no estilo de tocar e compor, mas podemos destacar algumas: Stryper, Petra, Bon Jovi, Whitesnake, Scorpions e Metallica são apenas algumas delas.

Fale um pouco do disco Minha Estrada

Léo Melo: O disco Minha Estrada, retrata a vida pessoal dos integrantes da Banda, não é fácil a caminhada, sabemos que no mundo teremos aflições, a Bíblia deixou isso bem claro e acreditamos nisso, mas o verso termina, "...mas tendes bom ânimo porque eu venci o mundo". Se Cristo venceu o mundo por nós, sabemos que mesmo a Estrada sendo longa e caminhos tortuosos, Jesus está no final dela nos esperando.

Vocês acabaram de gravar um vídeo clipe. Falem pra gente sobre a produção, curiosidades etc.

Léo Melo: Então, ha ha ha! O Digão (Rodrigo Del Valle) sempre fala que eu digo "então". Fizemos o clipe em duas etapas, uma foi área externa num parque muito legal em Bangu, nossa área, que ficou muito maneiro por sinal e a outra foram imagens da gente fazendo um show, a equipe que chamamos de Produção Banda SA.G.A. composta por Douglas Emmanuel, Dudu Cunha e Otoni Luthier cuidaram do restante como fotos, imagens, som e iluminação, eles são o nosso suporte para tudo, nos deixam bem a vontade para fazer o melhor trabalho possível. Curioso foi ver cada um diante das câmeras, cenas engraçadas, caretas e etc... haha!

Quais as perspectivas para a banda agora?

Léo Melo: A Banda está na Estrada, sabemos que é complicado, mas temos material de qualidade e a divulgação está sendo feita junto a Access Assessoria Artística, pelo Facebook, pelo site oficial da Banda, www.bandasaga.com, e as oportunidades estão surgindo.

Muito sucesso a vocês e fiquem a vontade para deixar um alô para os fâs da banda.

Rodrigo: Gostaria de dizer que muitas coisas boas vêm por aí e mandar um grande abraço pra todos vocês e para todos os nossos amigos que têm acompanhado o nosso trabalho e nos apoiado, a galera da Acess Assessoria, que têm trabalhado duro com a gente, Joey Summer, André Figueiredo ao nosso brother e produtor Daniel Lamas e para todos que direta ou indiretamente colaboram com a banda, Deus os abençoe. Abração!!!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Saga"


Massacration: saiba quem é o baterista que tocava de verdadeMassacration
Saiba quem é o baterista que tocava "de verdade"

Fascínio pelo terror: Cinco bandas que dão medoFascínio pelo terror
Cinco bandas que dão medo


Sobre André Figueiredo

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Cli336x280 CliIL Cli336x280