The Hangover Blues Band: entrevista com Johnny Pearson

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Flávio Miranda, Fonte: Qualquer Som
Enviar correções  |  Ver Acessos

O Guitarrista e vocalista da banda THE HANGOVER BLUES BAND BRAZIL, Johnny Pearson, concedeu uma entrevista ao final do show no BLACKMORE ROCK BAR dia 17/12/2011, contando como foi esse ano para a banda e o que espera para 2012.

Heavy Metal: cinco discos necessários dos anos setentaGuns N' Roses: álcool, drogas e intrigas nos primórdios da banda

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

E ae Johnny, valeu por me receber?

Valeu Flavião, tudo certo?

Como foi fazer o último show do ano no BLACKMORE casa que vocês começaram?

Tocar no BLACKMORE é sempre muito bom. A casa é do cacete, e sempre somos muito bem recepcionados. O público é aberto ao nosso som, que é bem diferente do que rola normalmente na casa. Mas o Hard Blues é muito bem aceito, mesmo entre os metaleiros e os hard que sempre freqüentam a casa. O som é muito bom e a estrutura também. Aqui é a nossa casa!

2011 foi um ano conturbado para vocês com as mudanças na banda, e uma volta para finalizar o ano? O que espera de 2012?

Cara, espero um ano menos conturbado (risos). Na verdade, a banda se dissolveu e alguns integrantes saíram. Não acredito que tenha rolado um grande stress. Eu e o Sérgio (guitarra) continuamos tocando juntos e resolvemos dar continuidade à banda, sem muitos problemas. Foi muito fácil chamar um time novo e começar a tocar. O Leandro (baterista) já tocava comigo em outras bandas há quase 12 anos, e o Cris (baixo) tocava com o Sérgio há bastante tempo também. Em 2012 vocês podem esperar muito blues e rock n'roll... Algumas novidades estão por vir também. Estamos compondo bastante e acredito que aparece algum registro legal.

Como você vê a cena do Blues no Brasil?

O circuito de blues tradicional é muito limitado aqui. A gente cai mais no cenário do rock n'roll, que também é limitado. Hoje em dia, as casas preferem bandas covers de um som especifico o que não se aplica ao HANGOVER, e o espaço para músicas próprias também é complicado. Mas acho que estamos no caminho certo.

Muitos apontam vocês como o novo expoente do blues no país. O que você acha esse título?

Na verdade acho que existem muitos músicos impressionantes por ai. Tem muita gente boa. Fico feliz de ser lembrado, mas ao mesmo tempo temos bandas muito boas antigas que não são lembradas. "Celso Blues Boy', "The Cracker Blues", Nuno Mindelis", "Velhas Virgens", "Made in Brazil" e tantas outras... esses são os caras... a gente aprende com eles a cada dia. E os caras estão sempre produzindo. Mas acho engraçado ser o novo expoente, até por que estou na estrada há mais de 10 anos, então não sou tão novo assim.

Mas esse formato de som é novo para você.

Acho que sempre procurei esse som. Mesmo em outras bandas, banda mais hard sempre tive essa pegada mais pro blues. Eu chamo o nosso som de Hard Blues, e acho que é uma mistura de tudo que eu já toquei. As influências pessoais de cada um da banda estão muito presentes. Escutamos muitas coisas desde "Stevie Ray Vaughan", até 'Iron (Maiden)" então colocamos essas influência no nosso som.

Johnny, muito obrigado por me receber.

Valeu cara, sempre que quiser estamos aqui. É sempre um prazer tomar uma gelada e conversar com bons amigos.

Quer falar alguma coisa para os leitores do "Qualquer SOM"?

Quero mais é saber quando você vai colocar o site no ar (risos). Na verdade desejo muitas realizações para todos, muito grana, amor e claro todo Rock N'Roll do mundo! Até 2012!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Hangover Blues Band"


Heavy Metal: cinco discos necessários dos anos setentaHeavy Metal
Cinco discos necessários dos anos setenta

Guns N' Roses: álcool, drogas e intrigas nos primórdios da bandaGuns N' Roses
álcool, drogas e intrigas nos primórdios da banda


Sobre Flávio Miranda

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Cli336x280 CliIL