Avenged Sevenfold: entrevista com M. Shadows

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Brooke Zanetti, Fonte: Deathbat Brasil
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota do editor: esta tradução foi publicada originalmente no site Deathbat Brasil. A tradução foi feita por Brooke Zanetti. Recebemos de um colaborador do Whiplash! a entrevista copiada desta fonte sem autorização. Pedimos desculpas ao Deathbat Brasil e à tradutora pelo equívoco. Faremos o possível para evitar que ocorra novamente.

Fotos de Infância: Marilyn MansonCorey Taylor: Verdades sobre Joey Jordison e Jim Root

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Entrevista realizada por Steven Rosen, publicada no dia 13 de maio de 2011.

UG: O Avenged Sevenfold tem uma música inédita para o novo jogo Call of the Dead: Black Ops Zombies?

M. Shadows: Nós gravamos uma música nova que sai dia 3 de maio (Nota: obviamente já lançada) e é chamada "Not Ready to Die". Ninguém a ouviu ainda e nós escrevemos especificamente para isso. A canção é um novo segmento no mapa, se você encontrá-lo, você joga para aquela música. Então você vai estar matando zumbis enquanto escuta a música. O que nós trabalhamos na música, "Not Ready To Die" é assustador. Você chega lá e tem todos esses zumbis que estão tentando te matar e é na verdade aterrorizante se você estiver jogando sozinho à noite, é um jogo assustador. Eu amo isso; Acho que é divertido e ótimo.

Você pode falar um pouco sobre como começou a se envolver com a Activision?

Meu relacionamento com a Activision vai além de fazer tipos de coisa como o Guitar Hero. Mas acho que essa coisa toda com Call of Duty começou com um relacionamento que tive com Treyarch; a companhia que faz Call of Duty e Black Ops séries. Então, sim, eu era um grande fã da franquia, e então fui apresentado por umas duas pessoas diferentes. Eu era tão fã que mandei um e-mail para o presidente da Treyarch e ele disse: "Sure, c'mon on down." Eu fui até lá e vi como tudo era feito e comecei a falar sobre, "Hey, talvez nós devêssemos fazer algo no futuro" e toda essa coisa.

A primeira música que fizeram para Call of Duty foi "Welcome to the Family." Como isso aconteceu?

Nós estávamos caminhando com o nosso novo álbum e naquele ponto nós na verdade não tínhamos relacionamento com a Treyarch. Black Ops foi feito e estava saindo. Havia uma empresa chamada Machinima que é um dos maiores sites de jogos, onde eles fazem vídeos e o Top 5 Killcams da semana. E nós, na verdade, tínhamos um relacionamento com a Machinima que estavam fazendo a promoção de Black Ops, então foi como "Hey, porque nós não nos reunimos e fazemos um vídeo para nossa nova música. Ao mesmo tempo nós podemos promover Black Ops enquanto eles promovem nossa música porque ambos somos fãs do que ouvimos um do outro."

Então você era mesmo um jogador?

Nós todos jogamos a série Modern Warfare, a série World at War, e depois íamos entrar em Black Ops. Nós não só entramos nisso, como também sabemos que muitos dos nossos fãs também. Então isso foi uma ótima maneira de apresentar a canção.

Leia a entrevista completa traduzida no site Deathbat Brasil.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Avenged Sevenfold"


Avenged Sevenfold: Carta aberta sobre suicidio de FãAvenged Sevenfold
Carta aberta sobre suicidio de Fã

Avenged Sevenfold: bêbados, os caras resolvem tocar em bar na FinlândiaAvenged Sevenfold
Bêbados, os caras resolvem tocar em bar na Finlândia


Fotos de Infância: Marilyn MansonFotos de Infância
Marilyn Manson

Corey Taylor: Verdades sobre Joey Jordison e Jim RootCorey Taylor
Verdades sobre Joey Jordison e Jim Root


Sobre Brooke Zanetti

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Cli336x280 CliIL