Matérias Mais Lidas

Rodolfo Abrantes: O sonho da minha mãe era eu voltar aos RaimundosRodolfo Abrantes
"O sonho da minha mãe era eu voltar aos Raimundos"

Metallica: TikToker que calou haters na guitarra agora tem patrocínio da Sully GuitarsMetallica
TikToker que calou haters na guitarra agora tem patrocínio da Sully Guitars

Kurt Cobain: ele não curtia Led Zeppelin e Aerosmith devido às letras machistasKurt Cobain
Ele não curtia Led Zeppelin e Aerosmith devido às letras machistas

Soul Station: projeto de Paul Stanley com guitarrista brasileiro lança músicaSoul Station
Projeto de Paul Stanley com guitarrista brasileiro lança música

Carlinhos Brown: ele diz que provocou garrafadas no Rock in Rio 2001 e explica razãoCarlinhos Brown
Ele diz que provocou garrafadas no Rock in Rio 2001 e explica razão

Snowy Shaw: ex-King Diamond se oferece para substituir Marko Hietala no NightwishSnowy Shaw
Ex-King Diamond se oferece para substituir Marko Hietala no Nightwish

Nirvana: Kurt Cobain cuspiu no piano de Elton John pensando ser de Axl Rose.Nirvana
Kurt Cobain cuspiu no piano de Elton John pensando ser de Axl Rose.

Yngwie Malmsteen: aos 10 anos ele fazia solos de Blackmore e enganava os amigosYngwie Malmsteen
Aos 10 anos ele fazia solos de Blackmore e enganava os amigos

AC/DC: Axl Rose sempre sugeria músicas esquecidas para shows (mas em cima da hora)AC/DC
Axl Rose sempre sugeria músicas esquecidas para shows (mas em cima da hora)

Jon Schaffer: Todd La Torre se diz chocado, mas não surpreso com atos do guitarristaJon Schaffer
Todd La Torre se diz chocado, mas não surpreso com atos do guitarrista

Eddie Van Halen: ele chorou quando Wolfgang mostrou música que fala sobre perdaEddie Van Halen
Ele chorou quando Wolfgang mostrou música que fala sobre perda

Accept: Fomos a primeira banda de metal da Alemanha, afirma Wolf HoffmannAccept
"Fomos a primeira banda de metal da Alemanha", afirma Wolf Hoffmann

Guns N' Roses: Bumblefoot revela quais músicas mais gostava de tocar ao vivoGuns N' Roses
Bumblefoot revela quais músicas mais gostava de tocar ao vivo

Sebastian Bach: ele volta a criticar Chris Jericho e diz que wrestling é uma m*rdaSebastian Bach
Ele volta a criticar Chris Jericho e diz que wrestling é uma m*rda

New York Dolls: morre o guitarrista Sylvain Sylvain, aos 69 anosNew York Dolls
Morre o guitarrista Sylvain Sylvain, aos 69 anos


Matérias Recomendadas

Slash: guitarrista enumera seus 10 riffs favoritosSlash
Guitarrista enumera seus 10 riffs favoritos

Metallica: prejudicando as finanças da Igreja UniversalMetallica
Prejudicando as finanças da Igreja Universal

Andre Matos: Fui praticamente coagido a ser vocal do Viper!Andre Matos
"Fui praticamente coagido a ser vocal do Viper!"

Metallica: garoto de 10 anos destrói com Enter Sandman em programa de TVMetallica
Garoto de 10 anos destrói com "Enter Sandman" em programa de TV

Mike Portnoy: a reação ao ouvir garoto de 8 anos tocando cover do Dream TheaterMike Portnoy
A reação ao ouvir garoto de 8 anos tocando cover do Dream Theater

Baladas de Sangue
Stamp

Alex Lifeson: Rush, guitarras, vídeos, Page e Townshend

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por PK, Fonte: Brave Words & Bloody Knuckles, Tradução
Enviar Correções  

A edição de março de 2009 da revista Guitar Player traz uma pequena entrevista com Alex Lifeson, feita por Matt Blackett. Ele fala sobre a mixagem do DVD Snakes & Arrows, sua Gibson ES-355, seu envolvimento com a ivideosongs, e a seleção de músicas para a última tour. Parte da transcrição segue abaixo, e você pode ver o artigo escaneado clicando aqui ou aqui. Seguem alguns trechos do papo:

Guitar Player: Vocês mixaram esse DVD com Rich Chycki. Quais foram os desafios?

Lifeson: "Os desafios são as pequenas coisas, como a perspectiva de onde a guitarra entra, já que a bateria toma grande parte do espaço. Eu tenho que dizer que as mixagens desse DVD foram provavelmente o jeito mais fácil de conseguir um grande foco nos instrumentos. Tem um bocado de atmosfera ao redor de todos os instrumentos, mas ainda assim tudo é muito coeso. Estou muito feliz com a tonalidade desse DVD. Para alcançar as tonalidades da minha guitarra, usamos uma combinação de simuladores de caixas Palmer e microfones dos meus Hughes & Kettners. Rich fez a maioria do trabalho. Ele consegue entender como é o som em nossas cabeças, e traduz tudo muito bem".

Guitar Player: Qual das suas guitarras tem a melhor reação?

Lifeson: "Definitivamente a minha Gibson ES-355 branca. Estou tocando o modelo de relançamento Inspired By em 'The Trees', mas no final da noite, na hora do bis, estou usando minha 355 original. Eu me preocupo em pensar que ela pode desaparecer, ou que algo horrível possa acontecer com ela. Essa guitarra tem tanta história. Mas eu queria usá-la porque soa tão bem, e é tão gostoso tocar com ela".

Guitar Player: Como você se envolveu com a ivideosongs, onde você demonstra 'Tom Sawyer' e outras músicas?

Lifeson: "Para ser honesto, eu não me sinto muito bem fazendo esse tipo de coisa, e fiquei um pouco relutante. Quando eu vi o que estavam fazendo, e alguns dos artistas que estavam no site, acabei gostando da idéia. Fizemos tudo no meu estúdio, então eu me senti confortável. Depois que começamos, percebi que não era algo tão difícil de se fazer. Basta ser você mesmo, fazer umas palhaçadas, falar sobre as partes difíceis de tocar, e daí por diante. Acabou fluindo muito naturalmente, e sendo muito divertido".

Guitar Player: O que você teria achado, quando era criança, se pudesse ter assistido Jimmy Page ou Pete Townshend demonstrando suas músicas?

Lifeson: "Isso teria me poupado um bocado de tempo [risos]. Teria sido fantástico. Ainda hoje seria fantástico".

Guitar Player: Vocês andaram tocando algumas coisas nesse DVD, como 'Circumstances' e 'Entre Nous', que há muito tempo não apareciam num show, e realmente enlouqueceram os fãs.

Lifeson: "A gente tenta trabalhar músicas velhas como essas. Trazemos uma lista e tentamos utilizá-las nos ensaios, e se a coisa pega fogo, a gente usa no show. Uma que a gente tentou foi 'A Farewell to Kings', mas ela não nos empolgou tanto. Tocamos algumas vezes e acabamos deixando de lado. 'Circumstances' teve algo que a gente realmente curtiu. 'Entre Nous' é uma que a gente nunca tinha tocado ao vivo. Essas músicas realmente deixam as pessoas felizes, e é gratificante olhar e ver tantas caras sorridentes".