Baterista do Vomitory fala sobre novo álbum

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Uamoti, Fonte: Brave Words, Tradução
Enviar Correções  

Themetalweb.com publicou uma nova entrevista com o baterista Tobias Gustafsson, dos death metallers suecos do VOMITORY, onde é discutido, dentre outros tópicos, o novo lançamento da banda, "Terrorize, Brutalize, Sodomize".

Batismo: Os nomes verdadeiros dos artistas do Rock e Metal

Metal contra o câncer: festival aceita "cabelo" como ingresso

Themetalweb.com: Conte-me sobre o tema geral por trás de "Terrorize, Brutalize, Sodomize. O trabalho artístico é bem doentio, mas próprio!

Gustafsson: "Sim, o trabalho artístico superou as expectativas desta vez. Sentimos que finalmente temos uma capa e disposição que encaixam perfeitamente com o conteúdo musical do disco. Desta vez queríamos um trabalho artístico totalmente baseado em fotos, porque fotos são o que há e muito mais diretas do que uma pintura ou desenho. Você tem um tipo de brutalidade completamente diferente com fotos, e foi isso que conseguimos com o trabalho artístico de 'Terrorize, Brutalize, Sodomize'. Desta vez nós contratamos a Chaos Media e eles fizeram um trabalho fantástico. Qualquer um pode juntar fotos de corpos molestados, partes corporais, sangue espalhado e fazer uma capa doentia disto, mas é preciso mais que isso para fazê-la brutal e artística do modo como a Chaos Media fez em nosso novo disco. Estamos absolutamente atordoados com o resultado!"

Themetalweb.com: Vocês também trocaram de estúdio e produtor para este disco. O que os levou a tomar essa decisão, ainda mais que Henrik Larsson era uma pessoa com a qual vocês se sentiam confortáveis e estavam acostumados a trabalhar, e o que você acha que Rikard Lofgren trouxe para 'Terrorize, Brutalize, Sodomize' que talvez tenha faltado nos lançamentos anteriores, porque a nota de imprensa de vocês diz que este disco é a melhor produção que a banda já teve?

Gustafsson: "Depois de ter feito quatro dos nossos últimos discos, achamos que era hora de seguir em frente e tentar trabalhar com alguém novo em um estúdio novo. Nós temos estado, como você disse, bem confortáveis e acostumados a trabalhar com Henrik Larsson nos últimos discos. Estamos muito satisfeitos com tudo que fizemos com ele e sempre nos divertimos trabalhando com ele, mas agora simplesmente era hora de mudança. O Vomitory não é de mudar o estilo ou o som entre nossos discos, mas sim se ater ao que temos, achamos que mudar de produtor e estúdio em conjunto com a nova formação seria uma boa mudança e um tipo de renovação para a banda. Eu definitivamente acho que tomamos a decisão certa porque estamos muito satisfeitos com a produção do novo disco. Rikard Lofgren não adicionou muito na parte de produção em si. Isso é algo que quase sempre fizemos inteiramente por nossa conta. Mas passamos muito tempo gravando e ajeitando os vocais, e aí Rikard foi de grande ajuda. Mas o que ele trouxe para o disco novo, primeira e principalmente, foi um som brutal, atual e direto. Os vocais e o baixo estão especialmente proeminentes desta vez."

Leia a matéria completa (em inglês) no themetalweb.com.



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Batismo: Os nomes verdadeiros dos artistas do Rock e MetalBatismo
Os nomes verdadeiros dos artistas do Rock e Metal

Metal contra o câncer: festival aceita cabelo como ingressoMetal contra o câncer
Festival aceita "cabelo" como ingresso


Sobre Uamoti

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Uamoti no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin