Vinny Appice: influenciado por Bonzo e Cobham

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fábio Eduardo Rodella, Fonte: Brave Words, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Vinny Appice, baterista do HEAVEN AND HELL (ex-BLACK SABBATH, DIO) conversou com o pessoal do site DavesOnTour.com. Seguem alguns trechos desta conversa:

737 acessosSinal dos Chifres: Gene tenta patentear, mas Butler não concorda5000 acessosOzzy Osbourne: No Rock In Rio, má impressão sobre o Brasil

DavesOnTour: Depois que Bill Ward decidiu não participar da turnê, o posto foi oferecido a você ou chegaram a ser realizados testes?

Appice: "Eu não faço testes para nada, não depois de todos estes anos! Eles estavam trabalhando com o Bill mas algo não deu certo. Eu não sei exatamente de todos os detalhes. Obviamente, eu sou a próxima escolha na família. Além disso, eu toquei na maioria dos álbúns do Sabbath da era Dio. Eu conheço a banda e você nunca sabe o que pode acontecer. Como esperado, eu recebi o telefonema. Eles disseram, 'Não está dando certo com o Bill. Se você quiser entrar nessa, pegue um avião para a Inglaterra amanhã'. Nós nos conhecemos muito bem, então não houve necessidade para testes. Nós sabíamos como soaria".

DavesOnTour: Como o Black Sabbath e Dio são bandas tão influentes, você com seu estilo poderoso teve um grande impacto em uma geração inteira de bateristas. Qual é a lição número 1 que você tentou sempre passar e que deverá ser sempre lembrada como seu legado musical?

Appice: "Eu apenas tentei dar um bom exemplo como muitos dos grandes bateristas que me influenciaram. Cresci ouvindo LED ZEPPELIN, e Bonzo (John Bonham) fazia algumas coisas incríveis que mostraram o caminho para uma geração futura de bateristas. Suas 'tercinas' em "Good Times Bad Times" foram uma coisa inédita em uma canção roqueira, e sua inserção na música foi de muito bom gosto. A batera insana de Billy Cobham com o MAHAVISHNU ORCHESTRA me inspirou do mesmo modo. Eu tentei ser exibido, sem cruzar a linha do exagero e do bom gosto. Eu toco as músicas antes de gravá-las para que eu possa sentí-las com o coração, e então saber exatamente onde eu posso encaixar umas coisas malucas, sem exagerar. Eu quero que as coisas legais que eu gravo realmente saltem aos ouvidos de fãs, músicos e bateristas. A bateria não precisa ser feijão-com-arroz sempre. Você pode tocar agressivamente e pôr a banda pra correr".

O artigo completo (em inglês) está disponível no davesontour.com.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Sinal dos ChifresSinal dos Chifres
Gene Simmons tenta patentear, mas Geezer Butler não concorda

355 acessosHeavy Lero: a segunda parte da história do Black Sabbath com Dio445 acessosTony Iommi: guitarrista patrocinará bolsa de estudos0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

Donald TrumpDonald Trump
A história do presidente dos EUA com o rock

Bill WardBill Ward
"Eu sou o baterista do Black Sabbath"

Black SabbathBlack Sabbath
"Paranoid" em versão Jazz

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Heaven And Hell"0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
No Rock In Rio, má impressão sobre o Brasil

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1981

RockstarsRockstars
Os 50 mais ricos do planeta

5000 acessosGuns N' Roses: a família brasileira de Axl Rose5000 acessosPhotoshop: Luan Morrison, Ivete Osbourne, Axl Teló e mais5000 acessosLemmy Kilmister: "Esta coisa de Black Metal me faz rir!"5000 acessosLamentável: CBGB vai reabrir como reduto de roquistas coxinhas5000 acessosAquiles Priester: a tatuagem do baterista em homenagem ao Iron Maiden5000 acessosGaleria - Tatuagens em homenagem ao Helloween

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Fábio Eduardo Rodella

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Fábio Eduardo Rodella no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online