Dani Filth: "Black Metal é uma prisão"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por César Enéas Guerreiro, Fonte: Blabbermouth
Enviar Correções  

O website oficial do CRADLE OF FILTH foi atualizado com uma sessão de perguntas e respostas com o frontman do grupo, Dani Filth, sobre o próximo álbum da banda, "Thornography". Seguem alguns trechos desse bate-papo.

P: Por que o título "Thornography"?

Dani: "O engraçado é que tínhamos pensado em alguns títulos para este álbum, e colocamos todos eles num painel no estúdio (infelizmente, ‘Shriek of the Pterodactyl’ [‘O grito do pterodáctilo’] não era exatamente um grande título!). A idéia foi continuar a escolha conforme a gravação do álbum ia sendo feita, tendo em mente a estrutura das músicas e um tema equivalente. No final, os que trabalharam no álbum escolheram ‘Thornography’, porque ficou decidido que esse era o que representava melhor a atmosfera do álbum e os primeiros estágios da arte gráfica".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

P: Vocês ainda se consideram uma banda de Black Metal?

Dani: "Sim e não. Bem, isso não ajuda muito, não é mesmo? Digo ‘sim’ dentro do contexto de ainda termos a mesma empolgação que tínhamos quando formamos a banda e da atmosfera de nossa música. E ‘não’ em relação à falta de criatividade da cena atual. O que quero dizer é que costumava haver muito mais diversidade nos bons tempos de [selos como] Cacophonous, Osmose e Deathlike Silence, com bandas muito incomuns, desde NECROMANTIA (sem guitarras, só baixo), EQUIMANTHORN e NEPTUNE TOWERS (atmosfera estranha) até IMPALED NAZARENE (que no início eram muito influenciados pelo punk) e IMMORTAL. Agora a cena se parece muito com uma prisão, onde todos tentam manter suas raízes, apesar da cena ter acabado muito tempo atrás. Preferimos ser conhecidos somente por ‘CRADLE OF FILTH’, penso eu, ao invés de ficarmos presos a limites impostos por ‘chefes de cena’ para encaixar as bandas em seus próprios ideais".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

P: Por que você decidiu trabalhar com Ville Valo [frontman do H.I.M.] na música "The Byronic Man"?

Dani: "Ville falou que tinha vontade de trabalhar com a banda quando ele tocou no aniversário de 25 anos da Roadrunner com Rob Caggiano (produtor de ‘Thornography’) no ano passado. Tendo em vista que a música precisava de um vocal principal masculino (ficaria um tanto ‘gay’ se eu tivesse cantado!) e eu esperava que ele personificasse o personagem de Lord Byron, então bastou ligar para o empresário de Ville para assegurar sua colaboração, pois ele se encaixa perfeitamente na música. Acho que o resultado final realmente ficou excelente".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

P: Algumas das músicas do novo álbum são extremamente melódicas, mesmo em relação aos vocais. Isso se trata de um passo para ampliar seus horizontes musicais?

Dani: "Com certeza. Eu não sei por que tantas pessoas ficaram surpresas; a melodia é uma evolução natural para nós, além de já estar presente em nosso trabalho há um bom tempo. Mas o álbum também tem músicas que estão entre as mais pesadas que já fizemos, então certamente nem tudo segue na mesma direção. Os vocais melódicos (há alguns no álbum) entraram para acentuar algumas das partes que são, por natureza, refrões realmente cativantes".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

P: Como é trabalhar na Roadrunner Records?

Dani: "A Roadrunner tem sido muito boa para nós; eles têm um excelente faro para a cena, além de realmente se importarem com a música. Junte a isso suas leais equipes de rua e sua história com a música extrema, mais a sua persistência em relação a alguns de seus artistas de maior sucesso e você tem a receita para grandes realizações. Mas que grande puxa-saco eu sou, hein?"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

P: Que turnês estão planejadas para o ano que vem?

Dani: "Que turnês NÃO estão planejadas para o ano que vem? Isso seria mais fácil de responder. Vamos dizer o seguinte: vamos viajar bastante, tanto aqui na Europa quanto nos Estados Unidos. Em janeiro começaremos uma turnê pelos Estados Unidos e Canadá, vamos pra Europa de novo na primavera e depois faremos outra turnê pelos Estados Unidos no verão, provavelmente com outro Ozzfest ou algo parecido. E nos intervalos teremos Japão e Austrália, com chances de tocarmos na Malásia, na Índia e na África do Sul".

P: O que está acontecendo com o livro "The Gospel Of Filth" [O Evangelho de Filth]? Ele não deveria ter sido terminado muito tempo atrás? Qual é a nova data de lançamento?

Dani: "Como muitos outros projetos realmente grandes, este certamente não vai ser tão fácil como imaginamos no início. Uma pesquisa muito extensa foi feita até agora e ainda há muito mais a ser feito, mas em breve serão colocados no site alguns resumos de capítulos para serem examinados. Fique tranqüilo que, mesmo que leve muito tempo (mas nem tanto, porque a data provável será no WalpurgisNacht [feriado que se celebra em 30 de abril ou 1º de maio na Alemanha, Finlândia, Suécia, Estônia, Lituânia, Letônia, Romênia e República Checa]), o resultado final será surpreendente. Estou no momento analisando novamente alguns dos primeiros capítulos, que no final farão parte de uma leitura fantástica, especialmente se você estiver interessado em coisas arrepiantes como ocultismo, demonologia, feitiçaria, assassinos em série, goticismo, vampirismo, canibalismo, filmes de terror, mulheres fatais, Grand Guignol [teatro francês especializado em shows de horror], erotismo e muitas outras coisas sombrias e tenebrosas".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Leia mais em www.cradleoffilth.com.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metal Hammer: 10 álbuns essenciais do black metal sinfônicoMetal Hammer
10 álbuns essenciais do black metal sinfônico

Moonspell: Ficamos loucos quando Billie Eilish usa uma camiseta do Cradle of FilthMoonspell
"Ficamos loucos quando Billie Eilish usa uma camiseta do Cradle of Filth"

Cradle of Filth: no Halloween, banda (também) fará live diretamente de igrejaCradle of Filth
No Halloween, banda (também) fará live diretamente de igreja


Cradle of Filth: Chimbinha, do Calypso, usando camiseta?Cradle of Filth
Chimbinha, do Calypso, usando camiseta?

Notas altas: as dez mais impressionantes do Heavy MetalNotas altas
As dez mais impressionantes do Heavy Metal


AC/DC: as 10 melhores músicas da banda com Bon ScottAC/DC
As 10 melhores músicas da banda com Bon Scott

Metallica: ouça Nothing Else Matters em escala maiorMetallica
Ouça "Nothing Else Matters" em escala maior


Sobre César Enéas Guerreiro

Nascido em 1970, formado em Letras pela USP e tradutor. Começou a gostar de metal em 1983, quando o KISS veio pela primeira vez ao Brasil. Depois vieram Iron, Scorpions, Twisted Sister... Sua paixão é a música extrema, principalmente a do Slayer e do inesquecível Death. Se encheu de orgulho quando ouviu o filho cantarolar "Smoke on the water, fire in the sky...".

Mais informações sobre César Enéas Guerreiro

Mais matérias de César Enéas Guerreiro no Whiplash.Net.

GooInArt Goo336 Cli336 Goo336 Goo336 CliIL Goo336