Masterplan: Entrevista exclusiva com o guitarrista Roland Grapow

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Enviar correções  |  Ver Acessos


Por Rodrigo Vinhas

Sexo e Satã: as mensagens subliminares em capas de Rock / MetalIron Maiden: pastor evangélico tem 172 tatuagens da banda

Whiplash! - Por que você e Uli Kusch saíram do Helloween?

Grapow / Por que Weiki nos demitiu. Nós não quisemos nunca sair da banda. Mas no final foi uma boa decisão, pois agora temos o Masterplan e estamos muito satisfeitos e felizes.

Whiplash! - Quando decidiram formar outra banda, juntos?

Grapow / Logo depois que nos separamos do Helloween decidimos lentamente formar uma nova banda. Demorou seis meses para termos a formação final.

Whiplash! - Quem sugeriu o nome "Masterplan"?

Grapow / Um fã do México. Houve votação para escolha do nome na minha Homepage brasileira e Masterplan foi a opção mais legal. Este fã nos escreveu: "Por que não escolhem esse nome? São os musicistas mestres e têm o seu futuro nas suas próprias mãos."

Whiplash! - Qual foi o critério que usaram para escolher os novos membros?

Grapow / Nos queríamos ter os melhores e os mais gente boa na nossa formação. Escolhemos o Jorn, por que ele é único e também é o melhor cantor que já ouvi. Não queríamos outra copia do Michael Kiske.

Whiplash! - Como foi o processo de composição?

Grapow / Metade do material foi escrito quando eu ainda era membro do Helloween. Depois que houve a separação nós escrevemos outras sete musicas, todas escritas por Uli e eu. Jorn estava escrevendo 60% das melodies vocais e as letras. Eu escrevi os outros 40% das letras e melodias vocais.

Whiplash! - As musicas "Crystal Night" e "Enlighten Me" são minhas favoritas. São Heavy Metal de boa qualidade, com riffs grandiosos e ótimas linhas vocais. Você poderia dizer se tem músicas favoritas nesse álbum?

Grapow / Eu amo essas duas musicas também. Na verdade eu amo o álbum inteiro, então é muito difícil escolher uma música, mas Soulburn é uma das minhas favoritas. Tudo depende no meu humor. Normalmente eu prefiro musicas mais rápidas como "Spirit Never Die" ou "Crawling From Hell".

Whiplash! - Além das músicas mencionadas, não posso deixar "Soulburn" atrás. Tem uma atmosfera única. Como foi criada?

Grapow / Soulburn é a musica perfeita, que tem emoção, tensão e sentimento. Também tem um pouco de progressivo. Essa musica mostra o trabalho em grupo perfeito que fizemos, que veio de Uli, Jorn e eu!

Whiplash! - Como se sente em ter gravado um dueto tão bom contando com a presença de Michael Kiske e Jorn Lande na musica "Heroes"?

Grapow / Foi um sentimento bom escutar esses grandes cantores numa música juntos. Michel Kiske ainda é um dos melhores vocalistas. Escrevi essa melodia especialmente pra ele.

Whiplash! - Porque você escolheu o estúdio "Crazy Cat" em Hamburgo?

Grapow / Porque é o meu estúdio. É o estado da arte e estamos muito felizes com o som final, e no final economizamos muito dinheiro... Houve dias que passei testando algo especial em som ou performance. Isso só seria possível em nosso próprio estúdio.

Whiplash! - Como foi trabalhar com Andy Sneap? Ele teve uma grande influencia no trabalho final?

Grapow / Andy é maravilhoso. Você escuta a sua influência no som da guitarra e na produção muito bem feita. Foi muito divertido trabalhar com ele.

Whiplash! - Influencias como Whitesnake, Rainbow se destacam muito em seu som na minha opinião. Vocês têm outra influência além do metal ou rock? Como vocês definiriam o som do Masterplan?

Grapow / Nos combinamos nossa raízes e influências e também experiências no Masterplan. Ninguém esta controlando ou falando o que deveríamos fazer. Somos nosso próprio produtor. É isso que você consegue ouvir. Tentamos ter mente aberta para elementos modernos e arranjos. Tentamos satisfazer nosso próprio gosto, o qual não é fácil, pode ter certeza disso. (risos)

Whiplash! - A gravadora Rock Brigade/Laser Company lançou o primeiro CD aqui no Brasil. Quais são as expectativas da banda para o mercado brasileiro?

Grapow / Esperamos um retorno muito bom. Assim teremos um bom motivo para voltar e fazer um monte de shows no Brasil. Uli e eu estamos muito ansiosos em tocar no Brasil e mostrar para Jan, Axel e Jorn como a América do Sul é legal, especialmente o Brasil.

Whiplash! - Onde fica o maior mercado para a banda?

Grapow / No momento, na Alemanha, Suécia e Japão.

Whiplash! - Vocês têm planos em incluir Brasil em algum tour?

Grapow / Precisamos ver como vai a venda do álbum no Brasil, como eu disse, realmente espero que sim.

Whiplash! - Deixe uma mensagem para os fãs.

Grapow / Espero vê-los em breve, NAO ESQUEÇAM DA GENTE! Nunca desista, nunca se entregue!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Masterplan"Todas as matérias sobre "Roland Grapow"


Power Metal: As bandas mais populares segundo o FacebookPower Metal
As bandas mais populares segundo o Facebook

Uli Kusch: Michael Jackson utilizava ingredientes do Metal em seu trabalhoUli Kusch
"Michael Jackson utilizava ingredientes do Metal em seu trabalho"


Sexo e Satã: as mensagens subliminares em capas de Rock / MetalSexo e Satã
As mensagens subliminares em capas de Rock / Metal

Iron Maiden: pastor evangélico tem 172 tatuagens da bandaIron Maiden
Pastor evangélico tem 172 tatuagens da banda


adClioIL