Em 15/07/1998: baterista do Aerosmith escapa de Ferrari em chamas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Giovanni G. Melo, Fonte: Ultimate Classic Rock, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Em 15 de julho de 1998, Mr. Joey Kramer, baterista do AEROSMITH, ficou de frente para a morte em um posto de gasolina na cidade de Scituate, estado do Massachussets nos Estados Unidos. Kramer parou no posto para abastecer sua Ferrari 355 ano 98 e poucos instantes depois o carro estava em chamas. Como a MTV News reportou na época, ele escapou do incêndio, mas sofreu "queimaduras menores nas mãos, braços e uma perna."

Michael Schenker: ele não quis tocar com Ozzy Osbourne, Motorhead, nem AerosmithScorpions: a história por trás da música "Wind of Change"

"Definitivamente alguém estava olhando por mim lá em cima, e sou grato a ele. Do tempo que cheguei na bomba até o momento do incêndio deve ter se passado uns 10 segundos. Lá estava eu sentado no meu carro, quando olhei para baixo para pegar minha carteira com o cartão de crédito, daí olhei para cima e o carro estava envolto em chamas. Meu único pensamento era sair. A única maneira de sair era através das chamas", disse o baterista ao Boston Herald.

Rapidamente foi concluído que o fogo foi causado por um defeito na bomba de gasolina do posto. "A mangueira caiu e encheu a terra ao redor do carro com gasolina, que foi inflamada por combustão espontânea. O carro pegou fogo e foi envolvido pelas chamas, e tive que sair no meio delas. Tive queimaduras de segundo grau. Não fiquei marcado por isso, mas foi um maldito pesadelo", disse Kramer ao NorthJersey.com.

Kramer também lembrou que uma pessoa que compra uma Ferrari sente que ganhou algo com um certo nível de qualidade mais alto. "Sim, eu fui à Igreja há alguns dias. Não, eu não estava fumando no carro. Eu não fumo. Com certeza vou querer saber porque o carro pegou fogo. Você não espera que um carro de cento e cinquenta mil dólares exploda em chamas."

Mais tarde os investigadores determinaram que Kramer deixou o motor ligado durante o abastecimento, o que provavelmente contribuiu para a combustão depois que a gasolina derramou, mas nenhum dos lados pareceu disposto a levar adiante o problema - até porque Kramer não correu de volta à concessionária para pegar outra Ferrari. "Bem, eu tive quatro e todas elas acabaram praticamente como esta", brincou ele. "Acho que já deu."




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Fatos ImportantesTodas as matérias sobre "Aerosmith"Todas as matérias sobre "Joey Kramer"


Michael Schenker: ele não quis tocar com Ozzy Osbourne, Motorhead, nem AerosmithMichael Schenker
Ele não quis tocar com Ozzy Osbourne, Motorhead, nem Aerosmith

Sons Of Apollo: banda toca "Dream On" , do Aerosmith, com orquestra; assista

Oooops: Steven Tyler cai no palco durante show; assistaOooops
Steven Tyler cai no palco durante show; assista

São Paulo Trip: As prováveis datas das apresentações...São Paulo Trip
As prováveis datas das apresentações...

Aerosmith: a história por trás do clássico Sweet EmotionAerosmith
A história por trás do clássico "Sweet Emotion"

Aerosmith e Guns N' Roses: O acordo sobre drogas em 1988Aerosmith e Guns N' Roses
O acordo sobre drogas em 1988


Scorpions: a história por trás da música Wind of ChangeScorpions
A história por trás da música "Wind of Change"

Contra-baixo: as melhores introduções do Heavy MetalContra-baixo
As melhores introduções do Heavy Metal

Iron Maiden: como soa a voz de Bruce Dickinson isolada?Iron Maiden
Como soa a voz de Bruce Dickinson isolada?

Fotos de Infância: Red Hot Chili PeppersFotos de Infância
Red Hot Chili Peppers

Avenged Sevenfold: 10 músicas que podem fazer você mudar de idéiaAvenged Sevenfold
10 músicas que podem fazer você mudar de idéia

Deep Purple: sobre o que fala a música Smoke on the Water?Deep Purple
Sobre o que fala a música "Smoke on the Water"?

1968: 35 discos de rock lançados há meio século1968
35 discos de rock lançados há meio século


Sobre Paulo Giovanni G. Melo

Mineiro de Belo Horizonte. Fã de Hard Rock e Heavy Metal, especialmente a partir dos anos 80, não dispensa um disco ao vivo destes estilos. Entre várias de suas bandas preferidas estão Ratt, Aerosmith, Buckcherry, The Cult, Whitesnake, Whitecross, Guns N' Roses e Motley Crue.

Mais matérias de Paulo Giovanni G. Melo no Whiplash.Net.

adGooILQ