Em 15/07/1998: baterista do Aerosmith escapa de Ferrari em chamas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Paulo Giovanni G. Melo, Fonte: Ultimate Classic Rock, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Em 15 de julho de 1998, Mr. Joey Kramer, baterista do AEROSMITH, ficou de frente para a morte em um posto de gasolina na cidade de Scituate, estado do Massachussets nos Estados Unidos. Kramer parou no posto para abastecer sua Ferrari 355 ano 98 e poucos instantes depois o carro estava em chamas. Como a MTV News reportou na época, ele escapou do incêndio, mas sofreu "queimaduras menores nas mãos, braços e uma perna."

2411 acessosRock In Rio 2017: veja lista de exigência dos principais artistas5000 acessosMulheres no Rock: resistência em um meio machista

"Definitivamente alguém estava olhando por mim lá em cima, e sou grato a ele. Do tempo que cheguei na bomba até o momento do incêndio deve ter se passado uns 10 segundos. Lá estava eu sentado no meu carro, quando olhei para baixo para pegar minha carteira com o cartão de crédito, daí olhei para cima e o carro estava envolto em chamas. Meu único pensamento era sair. A única maneira de sair era através das chamas", disse o baterista ao Boston Herald.

Rapidamente foi concluído que o fogo foi causado por um defeito na bomba de gasolina do posto. "A mangueira caiu e encheu a terra ao redor do carro com gasolina, que foi inflamada por combustão espontânea. O carro pegou fogo e foi envolvido pelas chamas, e tive que sair no meio delas. Tive queimaduras de segundo grau. Não fiquei marcado por isso, mas foi um maldito pesadelo", disse Kramer ao NorthJersey.com.

Kramer também lembrou que uma pessoa que compra uma Ferrari sente que ganhou algo com um certo nível de qualidade mais alto. "Sim, eu fui à Igreja há alguns dias. Não, eu não estava fumando no carro. Eu não fumo. Com certeza vou querer saber porque o carro pegou fogo. Você não espera que um carro de cento e cinquenta mil dólares exploda em chamas."

Mais tarde os investigadores determinaram que Kramer deixou o motor ligado durante o abastecimento, o que provavelmente contribuiu para a combustão depois que a gasolina derramou, mas nenhum dos lados pareceu disposto a levar adiante o problema - até porque Kramer não correu de volta à concessionária para pegar outra Ferrari. "Bem, eu tive quatro e todas elas acabaram praticamente como esta", brincou ele. "Acho que já deu."

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 17 de julho de 2015
Post de 15 de julho de 2017

Rock In Rio 2017Rock In Rio 2017
Veja lista de exigência dos principais artistas

893 acessosAerosmith: livro de fotos inéditas terá o nome de quem o comprar533 acessosAerosmith: Tirando os brinquedos do sótão24 acessosEm 12/09/1989: Aerosmith lança o álbum Pump1295 acessosEm Busca do Rock: Rock in rio 2017, o que esperar do festival?365 acessosAerosmith: trilha de musical do Bob Esponja será lançada0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Aerosmith"

Ritchie BlackmoreRitchie Blackmore
Ele está gordo e tocando mal, diz baixista do Aerosmith

Steven TylerSteven Tyler
Adler "viajou" ao falar do meu "instrumento"

VocalistasVocalistas
Algumas das grandes vozes do rock

0 acessosTodas as matérias da seção Fatos Importantes0 acessosTodas as matérias sobre "Aerosmith"

GênerosGêneros
O rock se firmou com características machistas

Cradle of FilthCradle of Filth
Chimbinha, do Calypso, usando camiseta?

Black MetalBlack Metal
O cotidiano fascinante dos fãs adolescentes

5000 acessosAstros do rock: o patrimônio líquido de cada um5000 acessosNightwish: Participação de Dawkins em álbum irritou alguns fãs5000 acessosPink Floyd: as 10 melhores escolhidas pela Ultimate Classic Rock4307 acessosGuitarras e motos: as dez melhores músicas sobre motocicletas.5000 acessosKorn: "Todos quebram em determinado momento", diz guitarrista5000 acessosDuff McKagan para Lemmy: "Você fará muita falta, irmão"

Sobre Paulo Giovanni G. Melo

Mineiro de Belo Horizonte. Fã de Hard Rock e Heavy Metal, especialmente a partir dos anos 80, não dispensa um disco ao vivo destes estilos. Entre várias de suas bandas preferidas estão Ratt, Aerosmith, Buckcherry, The Cult, Whitesnake, Whitecross, Guns N´ Roses e Motley Crue.

Mais matérias de Paulo Giovanni G. Melo no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online