RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemRoger Waters se defende, mas David Gilmour fica do lado da esposa e confirma tudo

imagemEm 1974, Raul Seixas explicava detalhes dos significados por trás da letra de "Gita"

imagemRodinha de mosh gigantesca em show do System of a Down viraliza e impressiona

imagemQuem ganhou e quem devia ter ganhado o Grammy de metal desde 1989, segundo Loudwire

imagemVeja o que esperar da turnê do Mayhem no Brasil

imagemJimmy Page diz não haver gênio no rock - mas um gênio fez ele se contradizer

imagemMegadeth é processado por artista que criou capa do último disco da banda

imagemAs 20 melhores músicas do Nightwish, em lista da Metal Hammer

imagemA reação de King Diamond ao ouvir Metallica tocando músicas do Mercyful Fate

imagemRússia pede para que Roger Waters fale com a ONU sobre a situação da Ucrânia

imagemA opinião de Humberto Gessinger sobre movimentos separatistas da região Sul do Brasil

imagemQuando Roberto Carlos foi alfinetado por Raul Seixas, mas o Rei gostou do que ouviu

imagemBruce Dickinson explica como cuida de sua voz

imagemIron Maiden está atrás de George Michael e Cyndi Lauper em votação do Rock Hall Of Fame

imagemO ponto fraco de Yngwie Malmsteen segundo Ronnie James Dio, em 1985


Stamp

Em 21/07/1971: Black Sabbath lança o álbum Master of Reality

Resenha - Master of Reality - Black Sabbath

Por David Torres
Postado em 22 de julho de 2014

É simplesmente incrível como tantos registros importantes da música pesada foram lançados nesse mês de julho e hoje, 21 de julho, é o aniversário de um dos mais importantes e influentes trabalhos já realizados na história do Heavy Metal, "Master of Reality", o terceiro álbum de estúdio do Black Sabbath, lançado através do selo da Vertigo Records, no longínquo ano de 1971. Após os brilhantes e históricos álbuns "Black Sabbath" e "Paranoid", ambos lançados em 1970, Tony Iommi, Geezer Butler, Bill Ward e Ozzy Osbourne retornam com mais um tremendo clássico do Metal e que em nada fica devendo com os dois primeiros discos que lançaram.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Um inusitado som de tosse introduz os riffs pegajosos de "Sweet Leaf", a faixa que abre o disco. Apresentando um andamento cadenciado, variações interessantes de andamento na metade da música, além de um esbelto trabalho de guitarra do gênio Tony Iommi, boas linhas de bateria de Bill Ward, uma eficiente marcação de baixo de Geezer Butler e simples, porém bons vocais de Ozzy Osbourne, é um dos muitos clássicos que a banda coleciona em sua vasta e invejável discografia, além de ser também um dos "singles" gravados para o álbum. A faixa seguinte é "After Forever", outro "single" do disco que, por sua vez, aposta numa sonoridade menos pesada e mais voltada para algo Classic Rock. É uma típica faixa setentista e novamente é um som que dá espaço para todos os integrantes do Sabbath se destacarem e brilharem individualmente, contando com um baixo pulsante, bons riffs, um competente trabalho de bateria e um novamente simples, porém eficiente trabalho vocal de Ozzy Osbourne, que nunca foi um vocalista exímio ou teve um alcance vocal realmente poderoso, contudo, o fato é que o "frontmen" sempre foi muito carismático e sua voz cai como uma luva para esse trabalho e para a fase clássica da banda. Isso não há como negar!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O curtíssimo interlúdio "Embryo" abre caminho para os primeiros acordes de "Children of the Grave", um dos pontos mais altos desse terceiro trabalho do Black Sabbath e um dos maiores hinos da banda e do Heavy Metal como um todo. Possuindo um riff principal pesadíssimo e que muitos consideram o primeiro riff de Thrash Metal já criado, é um som altamente marcante pela sua letra, seu trabalho incorrigível de guitarra e sua "cozinha" formidável de baixo e bateria. Simplesmente não há muito que dizer sobre essa faixa. Uma palavra basta para descrevê-la: CLÁSSICO! O disco prossegue com a curta e linda instrumental "Orchid", uma faixa que apresenta fascinantes dedilhados de Tony Iommi. Rapidamente, a banda retoma a sonoridade pesada e entrega outra grande composição, "Lord of this World". Apostando em um ritmo mais arrastado e balanceado, a banda executa mais um grande trabalho, novamente brindando os ouvintes com riffs sempre criativos de Tony Iommi, marcação pulsante de baixo de Geezer Butler, viradas criativas e muito bem executadas de bateria por Bill Ward e um bom desempenho vocal de Ozzy Osbourne, cuja voz se encaixa perfeitamente na sonoridade desempenhada pelos músicos. Particularmente é uma das minhas músicas prediletas do álbum.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A faixa que se encarrega em dar sequência ao álbum é a lenta, porém hipnótica e atmosférica "Solitude", que abandona completamente o peso característico da banda e aposta numa sonoridade melancólica e totalmente vagarosa, porém se engana quem pensa que tal composição faria a qualidade do disco cair. Trata-se de outro som igualmente maravilhoso justamente a sua proposta diferenciada. Encerrando o trabalho, vem o riff arrastado e pesado de "Into the Void", onde a banda volta a sonoridade pelo qual é tão conhecida e nos presenteia novamente uma avalanche de riffs e solos de guitarra bem compostos, interessantes mudanças de andamento, uma deslumbrante "cozinha" de baixo e bateria, acompanhadas pela voz de Ozzy que novamente casa perfeitamente com a sonoridade executada e encerra esse terceiro e grandioso álbum de forma perfeita.

Falar sobre o Black Sabbath é muito complexo, uma vez que eles são muito mais do que uma banda, mas uma verdadeira lenda viva da música pesada e o maior espelho e influência para qualquer músico e banda que pretende não apenas Metal, mas música pesada, acima de tudo. "Master of Reality" é sem sombra de dúvidas um dos trabalhos mais influentes da carreira do quarteto, incluindo composições que já foram regravados por diversos músicos ao redor do mundo e até hoje é um disco extremamente adorado por todos os fãs de Heavy Metal. Parabéns, Iommi, Butler, Osbourne e Ward por mais esse excelente feito para a história do Heavy Metal!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Faixas:
01. Sweet Leaf
02. After Forever
03. Embryo
04. Children of the Grave
05. Orchid
06. Lord of this World
07. Solitude
08. Into the Void

Formação:
Ozzy Osbourne (Vocal)
Tony Iommi (Guitarra)
Geezer Butler (Baixo)
Bill Ward (Bateria)


Outras resenhas de Master of Reality - Black Sabbath

Resenha - Master Of Reality - Black Sabbath

Resenha - Master of Reality - Black Sabbath

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Def Leppard Motley Crue 2


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre David Torres

Formado em Propaganda & Marketing, se autodenomina "Fanfarrão" graças ao seu senso de humor e modo de enxergar o mundo à sua volta. Apaixonado por filmes de terror, quadrinhos e bandas como D.R.I., Faith No More e Napalm Death, escreve também para o blog Blasting Noise Fanzine. Possui muitos sonhos, dentre eles dar início a um projeto de grindcore.
Mais matérias de David Torres.