Black Sabbath: A lenda do vampiro do cemitério de Highate

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Nino Lee Rocker, Fonte: garimpeirodasgalaxias.blogspot
Enviar correções  |  Comentários  | 

O jornalista Benjamin Welton, via Metal Injection, ressuscitou uma história bem interessante envolvendo o BLACK SABBATH, tomei a iniciativa de pesquisar mais sobre o assunto, acrescentar mudanças ao conteúdo original e isso rendeu um texto e tanto sobre a origem da lenda do vampiro de Highgate. Você já ouviu falar sobre essa?

5000 acessosRock e Metal: dez canções clássicas que citam Jesus Cristo5000 acessosSlayer: As letras da banda não expressam a fé de Araya

Mesmo durante o auge da sua infâmia, quando uma ampla gama de pessoas pensavam que eles eram verdadeiros adoradores do diabo, os dois símbolos mais comuns utilizados pelo BLACK SABBATH foram a cruz cristã e o sinal de paz. Nada de assustador nisso.

No entanto, a ligação entre o BLACK SABBATH, os fundadores incontestáveis do metal pesado sombrio, e a prática sistêmica das artes das trevas foi algo difícil de quebrar ao longo dos anos.

Além do medo residual decorrente da estreia da banda no final dos anos 60 e as consequências disso, a ideia de que o BLACK SABBATH seja realmente satanista vem de duas coisas: o nome da banda e a ação generalizada e distorcida sobre o heavy metal em geral.

O último deveria ser óbvio para todos nós headbangers. Pesquisa rápida: quantos de vocês foram chamados de endemoniados, ou, pelo menos, um esquisitão por usarem uma camiseta preta com algo feio estampado?

A explicação para os antigos remonta há séculos. Embora a banda, na verdade, tenha sido nomeada após um filme de Mario Bava chamado "Black Sabbath", na verdade a missa negra da Idade Média era uma espécie de história de fantasmas, em que sacerdotes sinistros e outros congregantes diabólicos se reuniam para realizar uma blasfema inversão da missa em latim da Igreja Católica Romana. Pense em hinos a Satanás em vez de Jesus e usos criativos dos sacramentos. Ah, e lotes e lotes de sexo.

A mais detalhada descrição de uma missa negra pode ser encontrada no livro de J.K. Huysmans "Là-Bas" (The Damned or Down There), que é adequado uma vez que a missa negra é mais um artifício Victoriano que qualquer outra coisa.

A missa negra, ou pelo menos o que nós estamos mais familiarizados a entender como sendo ela, foi criada por romancistas. No BLACK SABBATH, os temas líricos vieram originalmente do entusiasta do oculto e de romances de horror Geezer Butler, responsável pela temática adotada pela banda.

Apesar do fato de que o nome e a imagem do Black Sabbath veio de uma cultura de ficção de horror pré-existente e não da realidade, isso não impediu ocultistas reais de tentar vincular a banda a verdadeiras praticas do ocultismo.

Durante os primeiros dias da banda no Reino Unido, a cultura popular era inundada por Satanás. Devido ao receio do público sobre os excessos da contracultura e os assassinatos da família Manson, cineastas encontraram uma maneira rápida de capitalizar em cima, fazendo filmes assustadores e pesados sobre o diabo.

Nos Estados Unidos, a American International Pictures chamou a atenção do público durante a década de 1950 com filmes como "I Was a Teenage Werewolf" e "Girls in Prison" e fez uma série de outros filmes com temática satanica que se estenderam profundamente na década de 1970, enquanto a Grã-Bretanha a Hammer Studios vencia a concorrência em 1968 com "The Devil Rides Out" (que foi baseado em um dos romances do escritor Dennis Wheatley, o favorito do Geezer Butler). Em pouco tempo, os fãs de horror deliravam para que suas vidas quotidianas fossem como nos filmes.

Então, por volta de 1970 o pensamento geral era algo como "vamos assustar com maquiagem branca em vestes negras" e isso começou a aparecer em shows do BLACK SABBATH. Como o próprio Ozzy detalhou em sua autobiografia: "- Esses freaks que logicamente viraram fãs do Sabbath começaram a surgir por todos os lados. Eu não podia acreditar que as pessoas realmente praticavam [sic] o ocultismo. Esses malucos com maquiagem branca e vestes negras vinham até nós depois dos shows e nos convidavam a missas negras no cemitério de Highgate, em Londres. Eu dizia a eles: 'Olha, companheiro, os únicos espíritos malignos que estou interessado são chamados de uísque, vodka, gin e...' Em um ponto fomos convidados por um grupo de satanistas para tocar em Stonehenge. Mandamos eles se foderem, então eles disseram que iam colocar uma maldição sobre nós".

Embora isso possa soar como um grupo de crianças da classe trabalhadora de Birmingham dando o fora em um bando de ocultistas barra pesada, a verdade é que os ocultistas, que não eram certamente verdadeiros sacerdotes, foram mais do que provavelmente mergulhando profundamente na sua própria ficção mental.

O romance de Wheatley "The Devil Rides Out" contém uma cena em que um círculo de satanistas filhinhos de papai convocam o Diabo durante a execução de uma orgia ritual em Stonehenge, mas o romance também descreve como um poderoso bruxo, o sósia de Aleister Crowley, chamado Mocata, tenta estabelecer múltiplas maldições sobre heroicos protagonistas do romance.

Tão longe, tão falso, mas esta parte fomentou o Diabo e as missas negras no cemitério de Highgate.

Durante o final dos anos 1960, os rumores começaram a circular ao redor de Londres de que um antigo vampiro estava assombrando o citado cemitério de Highgate, uma necrópole da era vitoriana cujo residente permanente mais famoso é Karl Marx.

Estes relatos revelaram-se perfeitos para a imprensa sensacionalista, era um prato cheio para deixar passar em branco.

Pouco tempo depois dois homens vieram à tona alegando serem ocultistas sérios e assassinos profissionais de vampiros, Sean Manchester e David Farrant.

Inspirados pelas afirmações de Manchester e Farrant, bem como em artigos na Hampstead e Highgate Express, uma das maiores caçadas a vampiros da história britânica ocorreu em 13 de março de 1970. Ela acabou por ser um fracasso, mas o caso já havia se tornado folclórico, com repetições sussurradas sobre o vampiro de Highgate ser um antigo vampiro rei da Valáquia, com mais de 800 anos de idade.

E apesar de Manchester e Farrant terem perdido crédito sob acusações de charlatanismo, a Hammer foi em frente e fez um filme vagamente baseado na histeria criada, chamado "Dracula A.D" de 1972. Christopher Lee assumia o papel como o original rei vampiro, o Conde Drácula.

Quem sabe o que teria acontecido se Black Sabbath tivesse aceitado esse convite para o cemitério de Highgate?

Provavelmente nada muito dramático. Afinal, as pessoas naquela época já tinham na cabeça que o Black Sabbath estava afundado até os joelhos no oculto, por isso é seguro dizer que os manifestantes religiosos apareceriam da mesma forma em todos os shows. Então, novamente, o Sabbath, que eram rapazes normais que só queriam assustar algumas cabeças sem realmente levarem a sério porra nenhuma daquilo, poderiam ter sido inspiração para os caçadores de vampiros que não podiam entender o que era tudo aquilo de "satanista e ocultista" a tempo suficiente.

Continua a existir uma opção final: após a experiência de Geezer Butler com a visão de uma sombra escura sobre sua cama, talvez, apesar da expulsão de Ozzy, os meninos do Sabbath não queriam era assustarem-se com mais problemas.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Rock e MetalRock e Metal
Dez canções clássicas que citam Jesus Cristo

494 acessosHeavy Lero: Black Sabbath na edição #100, por Gastão e Clemente849 acessosBlack Sabbath: vídeo raro do Bilzen Pop Fest no canal oficial1856 acessosBlack Sabbath: Quer relaxar ao som da banda? Então ouça este mix0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

Black SabbathBlack Sabbath
Bill Ward desconta no... Ian Gillan?!

Top 20Top 20
Discos recentes de bandas clássicas tão bons quanto os antigos

MetallicaMetallica
Vídeo com covers de Ronnie James Dio

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 07 de setembro de 2015

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"

SlayerSlayer
Tom Araya comenta conflitos entre sua fé e letras do Slayer

Kurt CobainKurt Cobain
A teoria de assassinato do músico

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Expulso de reunião de pais por peidar e dormir

5000 acessosMustaine: como ele quebrou o tornozelo de Phil Sandoval5000 acessosLemmy: tatuagens, política, strippers e atrizes pornô5000 acessosBatman: 10 razões pelas quais ele é Metal pra caramba5000 acessosBruce Dickinson: ele espera que os caras maus do Brasil se fodam5000 acessosGuns N' Roses: Slash tocava riff do "Chinese Democracy" em 1988?5000 acessosDuff Mckagan: Led Zeppelin e Deep Purple para realçar humildade

Sobre Nino Lee Rocker

Nino Lee Rocker é músico, produtor, pesquisador, colecionador e amante do rock em todas suas vertentes e tempos. Atualmente se dedica a pesquisa de novas bandas a nível mundial. Criador do blog Garimpeiro das Galáxias e da camiseteria Contra Grife. Contate-o pelo Facebook.

Mais matérias de Nino Lee Rocker no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online