Lemmy e King Diamond: imortalizados em nome de fósseis

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Loudwire, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

O Dr. Mats E. Eriksson, Professor de Paleontologia no Departmento de Geologia na Universidade de Lund, na Suécia, já tinha dado o nome de Lemmy Kilmister, frontman do MOTORHEAD, a uma especie extinta de verme anelídeo marinho, o "Kalloprion Kilmisteri". Em setembro de 2012 o professor batizou outra de suas descobertas homenageando um outro grande nome do heavy metal, KING DIAMOND.

5000 acessosAdeus: o último show de 10 rockstars que morreram nesta década5000 acessosSlayer: decoração de Natal sincronizada com Raining Blood

“O fóssil de cerca de 420 milhões de anos foi descoberto nas rochas silurianas da Suécia e Estônia”, disse o Dr. Eriksson. "São os restos de um verme marinho com mandíbulas. O bicho foi batizado 'Kingnites diamondi' em homenagem a mestre do metal dinamarquês KING DIAMOND".

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

AdeusAdeus
O último show de 10 rockstars que morreram nesta década

781 acessosBrazilian Tribute To Motörhead: Torture Squad e Hatefulmurder684 acessosMotorhead: ouça o Genocídio no tributo brasileiro à banda2104 acessosCooking Hostile: Cozinhando com suas bandas preferidas1074 acessosMotorhead: ouça música de tributo brasileiro à banda0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Motorhead"

Lemmy KilmisterLemmy Kilmister
"O Rock'n'Roll nunca vai morrer!"

Lemmy no GrammyLemmy no Grammy
Um tributo digno com Alice Cooper, Johnny Depp e Duff McKagan

CensuraCensura
Ouvir Rock e Metal é porta de entrada para virar gay?

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 18 de setembro de 2012

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "King Diamond"0 acessosTodas as matérias sobre "Motorhead"

SlayerSlayer
Decoração de Natal sincronizada com Raining Blood

ScorpionsScorpions
A história por trás da música "Wind of Change"

Black SabbathBlack Sabbath
Rob Halford conta como foi substituir Ozzy

5000 acessosVocalistas: 10 deles que soam como grandes lendas do Metal5000 acessosIron Maiden: sobre o que fala a música "The Trooper"?5000 acessosDavid Bowie: A filmografia do camaleão5000 acessosRoadrunner: os álbuns mais desprezados de todos os tempos5000 acessosLed Zeppelin: as dez letras mais difíceis de entender5000 acessosMegadeth: aparição de Mustaine em desenho Duck Dodgers

Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online