Krisiun: banda lista os 5 picos mais demoníacos do Brasil

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Site do LoKaos Rock Show
Enviar correções  |  Comentários  | 

O KRISIUN, indiscutivelmente a maior banda de Death Metal da história do Brasil, em 2011 listou para a revista estadunidense especializada em Metal DECIBEL cinco lugares que eles consideram ‘Infernais’ no nosso país, e os descreveram para os gueros. Confira o guia turístico preparado pelos gaúchos de Ijuí.

4181 acessosKrisiun: banda agradece e Ward conta como conheceu brasileiros5000 acessosAs histórias por trás de 11 capas clássicas


5. Praia Boa Viagem

A Praia da Boa Viagem é localizada no distrito mais badalado de Recife, capital do estado do Pernambuco, situado na costa Nordeste do Brasil. As praias lá são bonitas e o clima é sempre bom e quente, convidando aos banhistas e surfistas a entrar na água – mas não se engane com isso! Mesmo em águas rasas, a morte pode estar lhe observando na forma de um tubarão! A praia de Boa Viagem construiu uma reputação de ser uma das mais perigosas para banhistas. Muitas mortes se deram por lá e a maioria das vítimas que sobreviveram aos ataques perdeu partes de seu corpo, como perna, braços e mãos.


4. Cracolândia

Cracolândia quer dizer ‘Terra do Crack’, é um lugar muito triste, sombrio e sujo. Localizada no centro de São Paulo, a Cracolândia é habitada por viciados em crack. Você vê todo tipo de esquisito lá, pessoas sofrendo alucinações, até mesmo crianças e mulheres grávidas são vistas lá fumando crack. Como zumbis nas ruas morrendo por uma pedra, eles ficam tão loucos que você vê as pessoas tateando o chão procurando por pequenas pedras brancas. As autoridades locais sitiaram a Cracolândia alguns anos atrás, mas o lugar renasceu das cinzas e se restabeleceu em outro beco escuro no centro. Como um vírus que não para de crescer, esse problema social nunca acaba. O Ratos de Porão tem uma música chamada ‘Exército de Zumbis’, e é exatamente o que você vê na Cracolândia, um exército de zumbis vivendo entre os ratos.


3. Treme Treme

O Treme Treme é um famoso complexo de três edifícios localizado no bairro do Bixiga perto do centro de São Paulo. Habitado principalmente por prostitutas, traficantes, indigentes, bandidos e gentalha de todo tipo, esse lugar vivia em constante batalha. Havia relatos de pessoas arremessando botijões de gás por suas janelas em cima de viaturas da polícia, pessoas atirando nas outras em feriados como réveillon e natal, pessoas atirando pelas janelas. A menos que você queira comprar drogas ou achar uma prostituta barata, você não quer ir ao Treme Treme. Felizmente para a vizinhança, a polícia fechou o Treme Treme alguns anos atrás.


2. Ilha da Queimada Grande

Conhecida como Ilhas das Cobras, a Ilha da Queimada Grande esta localizada a 30 quilômetros da costa sul do estado de São Paulo e permanece intocada por humanos. A Marinha Brasileira proíbe expressamente que qualquer pessoa desembarque na ilha – a razão: a ilha é o habitat natural da Jararaca Ilhoa, que é uma das cobras mais venenosas do mundo. Estima-se que haja mais de uma cobra por metro quadrado na ilha. As jararacas são responsáveis por mais de 90% das mortes causadas por cobras no Brasil. As Jararacas Ilhoa que ocupam a ilha possuem um veneno poderoso de ação rápida que derrete a pele em torno da mordida. Então se você for à ilha da Queimada Grande, cuidado, você nunca está a mais de um metro da morte certa!


1. Favela Vila Cruzeiro

Situada nas favelas dos morros do Rio de Janeiro, a Favela Vila Cruzeiro foi considerada uma das favelas mais perigosas do Brasil. O lugar era controlado por um cartel do tráfico de drogas e alguns dos criminosos mais procurados do país. Garotos magros, vestindo apenas calções e sandálias, carregando metralhadoras eram vistos guardando locais estratégicos no topo do morro, à espreita de invasões da polícia. Por muitas vezes, tiroteios entre a polícia, traficantes e grupos rivais estouravam, e armamento pesado abria fogo, trazendo morte e terror às famílias inocentes que vivem lá. Até mesmo helicópteros foram alvejados e derrubados por morteiros algumas vezes. Ano passado, um grupo de mais de mil policiais e soldados do exército, reforçados por tanques e apoio aéreo, dominaram a Vila Cruzeiro, e depois de mais de 40 horas de tiroteio, mais de 50 pessoas foram mortas e 200 presas.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 06 de outubro de 2011
Post de 26 de abril de 2013
Post de 24 de dezembro de 2014

KrisiunKrisiun
Banda agradece e Bill Ward conta como conheceu os brasileiros

638 acessosKrisiun: Alex fala com a revista Ultraje sobre novo álbum (vídeo)0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Krisiun"

Virada CulturalVirada Cultural
O Metal entrou em peso na programação

Bill WardBill Ward
Baterista original do Sabbath se declara fã do Krisiun

NileNile
"Eles diziam que eu não podia tocar sobre o Egito"

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "Krisiun"

CuriosidadesCuriosidades
As histórias por trás de 11 capas clássicas

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
"O Rio de Janeiro é uma porra duma merda!"

RockRock
As dez lendas mais macabras do gênero

5000 acessosMotorhead: Segundo Lemmy Kilmister, "Rap não é música"5000 acessosGuns N' Roses: os Jovens Pistoleiros, sexo, drogas e RnR5000 acessosRockstars: 18 roqueiros que já apareceram em filmes5000 acessosO Rock Nunca Morrerá: duas bandas finlandesas que você precisa conhecer5000 acessosPattie Boyd: o infernal triângulo com George Harrison e Eric Clapton5000 acessosAquiles Priester sobre Whiplash: "Também já sangrei tocando"

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online