John Lennon: O tardio perdão do Vaticano à blasfêmia

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marco Néo, Fonte: NME.com, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

O jornal semi-oficial do Vaticano, "L'Osservatore Romano", publicou em novembro de 2008 um artigo perdoando o falecido Beatle John Lennon por uma afirmação controversa proferida em 1966, na qual ele afirmou que sua banda era "mais popular que Jesus".

Raul Seixas: Por trás da letra de "Carimbador Maluco"Veraneio Vascaína: Uma ácida crítica à polícia brasileira

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O artigo publicado no jornal, que normalmente veicula notícias sobre as idas e vindas do Papa, disse que Lennon só estava se exibindo e aproveitou para elogiar a banda.

O artigo disse que os comentários de Lennon foram "exibicionistas, alardeados por um jovem músico inglês oriundo da classe operária que cresceu na era de Elvis Presley e do rock'n'roll e que gozou de um sucesso inesperado".

O jornal estava apontando o aniversário de quarenta anos do lançamento do álbum auto-intitulado da banda, também conhecido como "Álbum Branco".

Os comentários feitos por Lennon em 1966 em uma entrevista para a publicação "London Evening Standard" criticaram a religião. "O cristianismo vai acabar", disse ele. "Vai encolher e desaparecer. Eu nem preciso discutir sobre isso; eu estou certo e o tempo vai me dar razão".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"No momento nós somos mais populares do que Jesus. Eu não sei o que vai acabar primeiro - rock'n'roll ou o cristianismo. Jesus era ok, mas seus discípulos eram grossos e ordinários. Eles distorcendo tudo é o que arruína tudo, na minha opinião".




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção CuriosidadesTodas as matérias sobre "Beatles"Todas as matérias sobre "John Lennon"


A volta dos Beatles em 1976: Lenda Urbana?A volta dos Beatles em 1976
Lenda Urbana?

Paul McCartney: um baita susto pregado por George HarrisonPaul McCartney
Um baita susto pregado por George Harrison


Raul Seixas: Por trás da letra de Carimbador MalucoRaul Seixas
Por trás da letra de "Carimbador Maluco"

Veraneio Vascaína: Uma ácida crítica à polícia brasileiraVeraneio Vascaína
Uma ácida crítica à polícia brasileira


Sobre Marco Néo

Nascido na primeira metade dos anos 70, teve seu primeiro contato com sons pesados quando o Kiss veio para o Brasil, em 83, mas não compreendeu bem o que era aquilo. A contaminação efetiva ocorreu um ano depois, quando conheceu Motörhead, Judas Priest, AC/DC, Iron Maiden. Desde então, tornou-se um apaixonado colecionador de tudo o que se refere a Metal e Rock'n'Roll, independentemente de subestilos.

Mais matérias de Marco Néo no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280