Matérias Mais Lidas

imagemA resposta de John Lennon quando perguntado se retornaria aos Beatles em 1975

imagemO clássico dos Paralamas que Gilberto Gil escreveu a letra e ditou pelo telefone

imagemO clássico da Legião inspirado em novela da TV Globo e acusado de plagiar The Doors

imagemEric Clapton comenta a lenda do pacto com o diabo feito por Robert Johnson

imagemCinco curiosidades sobre "The Sick, The Dying... And The Dead!", do Megadeth

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1991 é um ano tão celebrado

imagemBob Dylan explica a diferença entre suas composições e as de Paul McCartney

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1984 é um ano vital para o metal

imagemQuantos discos o Guns N' Roses vendeu no Brasil e no mundo? Veja os números

imagemKiss: Tommy Thayer responde se Gene Simmons e Paul Stanley se dão bem

imagemNey Matogrosso relembra como foi abrir o Rock in Rio de 1985

imagemVídeos dos shows no Hellfest do Sepultura, Epica, Nightwish, Blind Guardian e outros

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1988 é um ano inesquecível

imagemPara Ian Anderson, os punks pensaram serem "a vacina" contra o rock progressivo

imagemCadáveres, sangue e girombas: a história da capa de "Reign In Blood", do Slayer


Stamp

Exumer: com "The Raging Tides", banda voltou aos seus melhores momentos

Resenha - Raging Tides - Exumer

Por Mário Pescada
Em 13/03/22

Nota: 8

Depois de ter ouvido "The Raging Tides" (2016) fui procurar por aqui alguma resenha do disco para quem mais compartilhava da mesma empolgação que tive com o disco, mas, qual não foi minha surpresa ao ver que, mesmo lançado a quase seis anos já, o disco não tinha uma resenha sequer exaltando suas qualidades?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por que o disco acabou passando batido dessa forma por aqui, eu não sei. Talvez seja pelo fato de que depois do grande alvoroço na época do lançamento de "Possessed By Fire" (1986) a banda não tenha conseguido lançar nada tão impactante quanto seu debut. Veja bem, o EXUMER não lançado discos propriamente ruins, mas as outras bandas que surgiam, outros lançamentos e novas vertentes do metal ganhando espaço, foram deixando o grupo cada vez mais para trás. Com isso, foram sendo lembrados pelo público e mídia cada vez mais como "Ah, sim, aquela banda que lançou um bom disco no começo".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Enfim, quase exatos 30 anos depois, "The Raging Tides" (2016) resgatou o EXUMER lá do fundo da prateleira e o colocou novamente em evidência pelo bom trabalho feito.

O disco é apenas o quarto registro lançado pelo grupo, fruto do seu segundo retorno à ativa ocorrido em 2008. São 10 faixas em pouco mais de 40 minutos, em um ritmo apressado, urgente, na sua maioria - a exceção fica para algumas faixas mais cadenciadas, mas ainda assim, pesadas.

A banda toda estava bem afiada: a dupla de guitarristas Ray/Mark entregou algumas dobradinhas bem interessantes, incluindo uma passagem bem SLAYER no refrão de "Welcome To Hellfire", mas o que mais gostei foram os vocais do turco Mem Von Stein, bem na clássica linha da Bay Area, e da bateria de Matthias Kassne: sólida, direta e com um som de caixa matador.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Um disco bem regular, com destaques para a faixa de abertura muito bem escolhida para já dar o recado a que vieram, as thrasheiras "Brand Of Evil", "Sacred Defense" e "There Will Always Be Blood".

"The Raging Tides" (2016) foi lançado no Brasil pela Shinigami Records e pode ser adquirido pelo e-mail [email protected]s.com, no site da gravadora ou em lojas do ramo.

Confira o vídeo para a faixa título "The Raging Tides"

Faixas:
01 The Raging Tides
02 Brand Of Evil
03 Catatonic
04 Sacred Defense
05 Welcome To Hellfire
06 Sinister Souls
07 Shadow Walker
08 There Will Always Be Blood
09 Dark Reflections
10 Death Factory

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Formação:
Mem Von Stein - vocais
Ray Mensh - guitarras
T. Schiavo - baixo
Matthias Kassner - bateria
Marc Bräutigam - guitarra

Matéria relacionada

Resenha - Fire & Damnation - Exumer

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Resenha - Raging Tides - Exumer



Axl Rose: "ele é um fracassado", diz mulher de Slash


Sobre Mário Pescada

Mineiro, leitor compulsivo, ouvinte de todas as vertentes do rock - do blues ao grindcore. Valoriza mais a honestidade e entrega em cima do palco do que a técnica. Guarda os flyers dos shows que vai como se fossem relíquias.

Mais matérias de Mário Pescada.