Diablo Motor: de Recife, uma grande banda do rock brasileiro atual

Resenha - Inflama - Diablo Motor

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

O Diablo Motor nasceu em Recife no início da década de 2010 e tem dois discos no currículo: o auto intitulado debut de 2012 e "Inflama", lançado em 2018. Ambos apresentam um rock pesado e muito bem feito, cantado em português e que não tem receio algum de soar mais pop em determinados momentos.

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1989Exemplos: 10 músicos com deficiências ou problemas de saúde

O disco de estreia conta com dez músicas e pouco mais de 40 minutos e uma pegada mais urgente, quase punk. Já Inflama vem com uma produção mais "gorda" e mostra a maturidade do quarteto formado por Filipe Cabral (vocal e guitarra), Lucas Reis (guitarra), Bruno Patrício (baixo) e Thiago Sabino (bateria). São oito músicas e meia hora de ótima música, com direito a participações especiais de nomes como Maestro Spok, Lara Klaus e Raíssa Leal.

Comparando os dois discos, que a banda gentilmente enviou para o site em um press kit sensacional, percebe-se a clara evolução apresentada pelo grupo. A energia quase adolescente da estreia dá lugar a um som muito mais maduro, onde a velocidade não é mais um dos ingredientes principais e a presença de melodias e arranjos mais elaborados eleva o resultado final.

Entre as músicas, destaque para "Mais que Três", a deliciosa "Anti-Zen" (onde a parceria do Raíssa Leal funcionou demais), a selvageria de "Casarão" e "Vietnã".

O Diablo Motor é mais uma das ótimas bandas do rock brasileiro atual. Grupos que fazem música de inegável qualidade, mas que passam distantes das rádios, mais preocupadas em tocar hits pré-fabricados ou seguir as tendências do que investir em uma programação musical decente.

Se você gosta de boa música, os dois álbuns do Diablo Motor estão disponíveis nos serviços de streaming e irão agradar os seus ouvidos, tenho certeza.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Diablo Motor"


Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1989Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1989

Exemplos: 10 músicos com deficiências ou problemas de saúdeExemplos
10 músicos com deficiências ou problemas de saúde

Guitarristas: 15 músicos que provavelmente você não conheceGuitarristas
15 músicos que provavelmente você não conhece

Loudwire: as dez melhores bandas da era GrungeLoudwire
As dez melhores bandas da era Grunge

Fotos de Infância: Gene Simmons, do KissFotos de Infância
Gene Simmons, do Kiss

Vinnie Vincent: músico fala sobre os processos contra o KissVinnie Vincent
Músico fala sobre os processos contra o Kiss

Joey Jordison: Nunca serei tão bom quanto Lars UlrichJoey Jordison
"Nunca serei tão bom quanto Lars Ulrich"


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336