RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemOs 10 maiores vocalistas de heavy metal de todos os tempos, em lista do Ruthless Metal

imagemEx-guitarrista do Megadeth não liga para Mustaine e diz que está "fazendo dinheiro para ele"

imagemComo Tommy Lee e o Mötley Crüe ajudaram Axl Rose a escrever "November Rain"

imagemQual era a opinião de Tony Iommi sobre Ozzy Osbourne solo e Randy Rhoads em 1984?

imagemOs 10 maiores álbuns da história do grunge, em lista do Brave Words

imagemSlash se sente feliz por não existir internet nos primórdios do Guns N' Roses

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemPara John Lennon, os Beatles poderiam ter acontecido sem George e Ringo

imagemVocalista do Skid Row divulga cover matador de "Painkiller", do Judas Priest

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagemPaul McCartney quase foi atropelado ao tentar recriar famosa cena de capa de disco

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok


Stamp

Black Star Riders: mais um bom disco de rock

Resenha - Another State of Grace - Black Star Riders

Por Ricardo Seelig
Postado em 08 de setembro de 2019

O Thin Lizzy tem uma história trágica. Uma banda brilhante e com um catálogo cheio de ótimas canções, mas que foi vítima dos seus próprios problemas: abuso de drogas que levou ao vício pesado do vocalista e baixista Phil Lynott e do guitarrista Scott Gorham, gerou inúmeros problemas com promotores, empresários e afins, e condenou a banda ao declínio. Uma trajetória que deu ao mundo discos absolutamente brilhantes como "Jailbreak" (1976) e "Bad Reputation" (1977), entre outros, mas que prejudicou a consolidação do quarteto como uma das maiores bandas dos anos 1970 – em relação à qualidade, isso não se discute.

Porém, o legado do Thin Lizzy vive no Black Star Riders. A banda surgiu em 2012 a partir da então formação do Thin Lizzy, que decidiu gravar um novo material e optou por começar uma nova história com outro nome. A banda já soltou quatro discos, sendo que o mais recente, "Another State of Grace", acabou de sair.

Sucessor de "Heavy Fire" (2017), "Another State of Grace" traz duas mudanças na formação: na banda desde 2017, o baterista Chad Zeliga (Breaking Benjamin, Black Label Society) substitui Jimmy DeGrasso, enquanto o guitarrista Christian Martucci (Stone Sour) entrou em 2019 no lugar de Damon Johnson. Na prática, essas alterações pouco influenciaram o som do novo disco, já que o núcleo criativo do quinteto está na parceria entre o guitarrista Scott Gorham e o vocalista e guitarrista Ricky Warwick – o baixista Robbie Crane completa o time.

Musicalmente, o Black Star Riders segue sem maiores pretensões de se afastar do universo do Thin Lizzy. Canções como "Tonight the Moonlight Let Me Down" e "Ain’t the End of the World" conversam de maneira direta com o legado de Lynott, mas a banda dá as suas pisadas fora da zona de conforto – como fez em todos os discos até agora, diga-se de passagem – no hard agradável de "Underneath the Afterglow", no inesperado groove funkeado de "Soldier in the Ghetto" e na aproximação com uma sonoridade meio Bruce Springsteen em "What Will It Take?", que conta com a participação de Pearl Aday, filha de Meat Loaf, dividindo os vocais com Warwick. Merece destaque também o clima celta da faixa título, a mais pesada do disco.

"Another State of Grace" é mais um bom disco do Black Star Riders. Uma banda que transmite uma aura low profile, descompromissada e relax, e que vem entregando bons rocks para quem é fã não apenas do Thin Lizzy, mas também de boa música.

O disco tem edição nacional pela Shinigami Records.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.
Mais matérias de Ricardo Seelig.